conecte-se conosco


Tecnologia

Apple permite pagamentos fora da App Store na Coreia do Sul

Publicado

Tecnologia

Apple libera pagamentos fora da App Store após nova lei sul-coreana
Divulgação/Apple

Apple libera pagamentos fora da App Store após nova lei sul-coreana

A Apple anunciou nesta quinta-feira (30) que desenvolvedores na Coreia do Sul poderão utilizar formas de pagamento externas em seus aplicativos, sem necessariamente precisarem usar o sistema da App Store.

A mudança aconteceu após o país modificar, no ano passado, a Lei de Negócios de Telecomunicações local, obrigando gigantes de tecnologia como Apple e Google a fornecerem outras alternativas as desenvolvedores. Na ocasião, a Apple criticou a medida, alegando que os métodos de pagamento nativos são mais seguros para os usuários.

Atualmente, a Apple cobra uma taxa que pode chegar a 30% sobre os pagamentos processados na App Store. Esse “imposto” é muito criticado por desenvolvedores em todo o mundo, e discussões legislativas sobre o tema avançam em vários locais, inclusive nos Estados Unidos e na União Europeia.

Na Coreia do Sul, os desenvolvedores que quiserem fornecer aos seus usuários outras alternativas de pagamentos terão que relatar todas as suas vendas para a Apple e, ainda assim, pagar uma comissão de 26%. Além disso, terão que se responsabilizar por todo o processo, além de impedirem alguns acessos aos seus usuários.

“Alguns recursos da App Store, como Pedir para comprar e Compartilhamento familiar, não estarão disponíveis para seus usuários, em parte porque não podemos validar pagamentos que ocorrem fora do aplicativo Sistema de pagamento privado e seguro da loja. A Apple não poderá ajudar os usuários com reembolsos, histórico de compras, gerenciamento de assinaturas e outros problemas encontrados ao comprar bens e serviços digitais por meio de um método de compra alternativo. Você será responsável por resolver tais questões”, afirma a empresa, se dirigindo aos desenvolvedores. “Os desenvolvedores que desejam continuar usando o sistema de compra no aplicativo da Apple podem fazê-lo e nenhuma ação adicional é necessária”, acrescenta.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

5G chega a mais 4 capitais na próxima segunda, confirma Anatel

Publicado

Mais 4 cidades recebem 5g na próxima segunda
Victor Toledo

Mais 4 cidades recebem 5g na próxima segunda

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu nesta quinta-feira (18) liberar o sinal do  5G ‘puro’ em mais quatro capitais: Florianópolis (SC), Palmas (TO), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES) na próxima segunda-feira (22). 

Após a decisão do Gaispi, já serão 12 capitais com a tecnologia. O grupo foi criado pela Anatel para cuidar da ativação da internet 5G na faixa de 3,5 gigahertz (GHz), que oferece maior velocidade, estabilidade e menor tempo de latência (resposta).

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A partir de segunda, as quatro capitais se juntam a Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA), como integrantes do sistema 5G. 

A priori, o sinal fica restrito a alguns pontos das cidades, já que o edital prevê ma antena para cada 100 mil habitantes. O número vai crescer conforme o passar dos anos, o que já ocorre em algumas capitais onde a tecnologia foi instalada primeiro. 

Inicialmente, todas as capitais deveriam ter o 5G puro funcionando até 31 de julho, mas o prazo foi prorrogado pela Anatel por atraso na entrega dos equipamentos que vem da Ásia e precisam ser instalados para evitar que o 5G cause interferência em serviços profissionais de satélite.

Pelo cronograma do Gaispi, o 5G precisa ser ativado comercialmente nas 15 capitais restantes até 27 de novembro, mas, no atual ritmo, a expectativa deve ser superada. 

Ainda falta ativar o 5G puro em: Recife (PE); Fortaleza (CE); Natal (RN); Aracaju (SE); Maceió (AL); Teresina (PI); São Luís (MA); Campo Grande (MS); Cuiabá (MT); Porto Velho (RO); Rio Branco (AC); Macapá (AP); Boa Vista (RR) Manaus (AM); e Belém (PA).

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

FIFA 23: erro faz versão de R$ 500 ser vendida por 30 centavos

Publicado

FIFA 23 é vendido por centavos após erro
Divulgação

FIFA 23 é vendido por centavos após erro

Uma falha na loja online Epic Games Store fez com que a versão Ultimate Edition do FIFA 23 fosse vendida por apenas R$ 0,31. O erro aconteceu há algumas semanas, na pré-venda do game na Índia. O valor oficial desta versão de FIFA 23 para PS4 e PS5 será R$ 498,90.

Por engano, a Epic Games Store deu desconto de 99,98% em FIFA 23, fazendo com que o jogo custasse apenas 4,80 rúpias (ou R$ 0,31, em conversão direta).

Com isso, jogadores de todo o mundo aproveitaram a oferta. Aqueles que vivem fora da Índia chegaram a alterar seus cadastros na Epic Games Store para comprarem FIFA 23 pelo preço mais baixo.

A EA Sports, desenvolvedora do jogo, afirmou que quem conseguiu realizar a compra vai ter acesso ao game. “Algumas semanas atrás, marcamos um gol contra espetacular quando oferecemos inadvertidamente a pré-venda do FIFA 23 na Epic Games Store por um preço incorreto. Foi um erro nosso e queremos que você saiba que honraremos todas as pré-compras feitas a esse preço”, anunciou a empresa.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso