conecte-se conosco


Polícia Federal

PF investiga suspeito de integrar organização criminosa

Publicado

Polícia Federal

Manaus/AM. A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (22/6), a Operação Combustível Proibido, na qual são investigados fatos relacionados a possíveis práticas como organização criminosa e tráfico de drogas.

A Justiça Estadual no Amazonas acatou representação da Polícia Federal e expediu 2 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão preventiva, os quais foram cumpridos na capital do Amazonas.

Os mandados de busca foram cumpridos na residência e na empresa do investigado. Foram localizados nesses locais:  4 armas de fogo – sendo 2 espingardas e 2 pistolas calibre 380 – 1 máquina contadora de dinheiro, diversas munições e outros itens de interesse para a investigação.

A ação tem como foco duas apreensões de entorpecentes ligadas ao suspeito preso hoje, uma no estado do Mato Grosso e outra Amazonas. Naquele estado foi presa em flagrante uma pessoa em um veículo com 40kgs de skunk. A segunda investigação ocorreu após a apreensão de 195kgs de entorpecentes em uma balsa de combustível no Rio Japurá (AM), onde também se apurou o envolvimento do investigado.

O homem poderá responder, na medida de sua responsabilidade, pelos crimes citados, cujas penas somadas podem ultrapassar os 20 anos de prisão.

A operação leva o nome de Combustível Proibido por ter sido utilizada uma balsa de combustíveis para esconder o entorpecente que descia o Rio Japurá em direção à capital amazonense.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF investiga roubo de encomendas postais

Publicado

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (5/7) a Operação Nuntio, com o cumprimento de um mandado de prisão e um mandado de busca e apreensão no município Guarapari. A ação contou com o apoio de policiais militares, que ajudaram na localização do preso.

A investigação busca determinar a participação de outras pessoas no roubo de encomendas postais, em especial de telefones celulares, além dos receptadores desses materiais.

 

ENTENDA O CASO

No dia 16 de fevereiro deste ano, um homem armado assaltou um veículo dos Correios que realizava entregas na Praia do Morro em Guarapari. Após a ação violenta contra o funcionário, o criminoso fugiu do local em direção à Rodovia do Sol levando o veículo e toda sua carga.

As investigações então levaram a um indivíduo, de 32 anos, com três registros anteriores por roubo, um por receptação e um por posse de drogas.  Ele não reagiu à prisão e aos policiais confirmou ser o autor do crime ocorrido em fevereiro. Além disso, em sua casa foram encontrados objetos roubados à época.

A PF agora prosseguirá com a análise do material apreendido, buscando revelar a exata extensão dos crimes praticados pelo preso e se haveria participação de outras pessoas.

CRIMES INVESTIGADOS

O preso responderá pela prática de roubo e poderá receber uma pena de 4 a 10 anos de reclusão com aumento de pena de 2/3 em razão do emprego de arma de fogo.

 

A PARCERIA COM OS CORREIOS

A Polícia Federal trabalha em parceria permanente com a área de segurança dos Correios e vem atuando para evitar o cometimento de crimes contra seus funcionários e garantir o transporte seguro de suas encomendas.

ALERTA

A Polícia Federal faz um alerta para a pessoas que adquirem produtos com valores muito abaixo dos praticados pelo comércio formal, em especial os telefones celulares, pois podem estar adquirindo produtos oriundo de crime.

A Polícia tem como chegar a estes aparelhos e, a depender das circunstâncias, o comprador poderá também responder pelo crime de receptação.

 Busque saber a procedência desses produtos, exija nota fiscal e, do contrário, não adquira, pois é a aquisição deles que movimenta a ação dos criminosos que se dispõe a furtar e a roubar esses objetos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo
Telefones: (27) 3041-8051/8029

Celular: (27) 99941-0650

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação de combate ao tráfico de drogas despachadas via Correios

Publicado

Dourados/MS – A Polícia Federal, subsidiada com informações da área de Segurança dos Correios em Mato Grosso do Sul, na manhã terça-feira (5/7), cumpriu na cidade de Dourados/MS três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, buscando reprimir o tráfico de drogas através de encomendas despachadas via Correios.

No mês de abril do corrente ano, um homem, de 26 anos, realizou o despacho de dois volumes com destinos a outros estados da federação, contendo no total aproximadamente 30 kg de maconha, droga interceptada pela área de Segurança dos Correios em Mato Grosso do Sul, que comunicou a PF sobre a ocorrência, que em investigações identificou o autor e localizou alguns endereços ligados ao mesmo.

Os mandados que foram cumpridos buscam elementos para a continuidade das investigações e a identificação de outros possíveis envolvidos na empreitada criminosa.       

A operação foi denominada Remessa Bloqueada em alusão ao eficiente sistema de detecção de correspondências com material proibido que os Correios vêm utilizando em todo o país, sendo possível a identificação de notas falsas, drogas e outros materiais não permitidos, que, ao serem detectados, tem a sua remessa bloqueada e o acionamento da Polícia Federal para a repressão dos crimes identificados.

 O tráfico de drogas tem pena prevista de reclusão de 5 a 15 anos e pagamento de 500 a 1.500 dias-multa, conforme o art. 33 da Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006.

Comunicação Social da Polícia Federal em Dourados/MS

gov.br/pf

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso