conecte-se conosco


Carros

Stellantis testa tecnologia de recarga por indução no asfalto

Publicado

Carros

source
Foat 500 elétrico na pista de testes que vem com sistema de carregamento por indução
Divulgação

Foat 500 elétrico na pista de testes que vem com sistema de carregamento por indução

A Stellantis planeja que a Fiat venda apenas veículos eletrificados na Europa até 2030. E além de desenvolver modelos e tecnologias para seus carros, agora a fabricante está desenvolvendo uma tecnologia para as estradas.

Na “Arena do futuro”, uma pista de testes experimental localizada em Chiari, na Itália, a Stellantis testa uma tecnologia que carrega os veículos enquanto eles passam pela pista, e informou ter conseguido níveis de eficiência similar aos das estações de recarga rápida. 

A pista possui um sistema de bobinas instaladas sob o asfalto que transfere energia diretamente para os veículos, quando equipados com um receptor especial. A energia vai diretamente para os motores, permitindo que se movam sem utilizar energia das baterias.

A “Arena do Futuro” usa corrente contínua para distribuir energia , e cabos de alumínio bem finos, ao invés de cobre, para tornar o projeto mais em conta e mais prático.

Segundo a fabricante, no projeto não existem cabos expostos, e a rodovia apesar de ser eletrificada, é segura para as pessoas trafegarem a pé.

Fiat 500 elétrico é um dos modelos que a Stellantis testa para poder funcionar na chamada
Divulgação

Fiat 500 elétrico é um dos modelos que a Stellantis testa para poder funcionar na chamada “Arena do Futuro”

“Nosso plano estratégico Dare Forward 2030, é baseado na premissa de trazer liberdade em mobilidade a todos, e esse projeto é a essência de onde estamos indo como empresa”, declarou Anne-Lise Richard, chefe de mobilidade elétrica global da Stellantis.

“Esses projetos podem ser grandes passos na mobilidade elétrica e irão diminuir a ansiedade sobre a autonomia da bateria, aumentar a eficiência e diminuir peso e custos das baterias”, concluiu a executiva. Nos testes, a fabricante afirma que conseguiu fazer um Fiat 500 elétrico  trafegar em velocidades “de rodovia” sem usar nenhuma energia das baterias.

Além disso, a Stellantis afirma que a tecnologia é segura, já que conduziu testes de intensidade de campo magnético, que não mostraram nenhum impacto no motorista envolvido no teste.

Essa tecnologia pode ser revolucionária para a utilização de veículos elétricos , permitindo que façam longas viagens sem necessidade de reabastecimento, porém, ainda há muito caminho de estudo pela frente.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros

Conheça a patinete elétrica banhada a ouro de mais de R$ 255 mil

Publicado


Patinete elétrica banhada a ouro  de 18 quilates Thunderball pode ser vendida por mais de R$ 255 mil.
Reprodução

Patinete elétrica banhada a ouro de 18 quilates Thunderball pode ser vendida por mais de R$ 255 mil.

Dinheiro não é problema para os “pobres endinheirados e entediados” com a mesmice que o dinheiro pode comprar. Assim uma loja Caviar Royal Gift, especializada em modificar smartphones de luxo ,com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, resolveu sair da “zona de conforto” e ir além.

A última criação da empresa foi a Minimotors Thunderball , o que parece ser uma patinete elétrica banhada a ouro de 18 quilates que tem como base a scooter elétrica Dualtron X2 cuja fabricante MiniMotors vende suas scooters elétricas nos EUA desde 1999.

A scooter Dualtron X2 básica possui motor de cubo duplo BLDC MAX de 8.300 watts; bateria principal de 72 volts e 3.042 watts-hora com uma bateria de haste separada de 12 volts e 192 watts-hora para iluminação e acessórios; até uma autonomia de quase 150 km; velocidade máxima de 88 km/h; freios hidráulicos com ABS e discos de freio de 160mm; Peso do veículo de 66 kg e capacidade de carga de 150 kg.

No caso da versão Minimotors Thunderball  da Caviar Royal Gift, apesar de não revelar detalhes técnicos da nova patinete, apesar da potência se manter nos 8.300 watts do modelo base; a velocidade máxima está listada como 100 km/h e o alcance permanece o mesmo.

Quem se interessar, pode acessar o site da loja Caviar Royal Gift e efetuar a compra por um preço médio esperado de “apenas” 50.000 dólares, ou R$ 255 mil , na cotação do dia. O comprador irá levar de “brinde” um celular iPhone 14. 

O lançamento da patinete está previsto para outubro de 2022. Sem dúvida um “presente de ouro”, literalmente, para ser dado a seus filhos. Só veja se ele fez todas as lições de casa…

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Suzuki atualiza motor de suas motos GSX-R125 e GSX-S125 no Japão

Publicado


Suzuki GSX R125 e GSX S125 ganharam atualizações mecânica cumprindo as rígidas normas europeias antipoluição.
Divulgação

Suzuki GSX R125 e GSX S125 ganharam atualizações mecânica cumprindo as rígidas normas europeias antipoluição.

A Suzuki atualizou sua linha japonesa com a introdução das GSX-R125 e GSX-S125 que agora estão em conformidade com as normas de emissões Euro5, modelos que em breve estarão disponíveis na Europa como motocicletas de entrada da marca japonesa.

Com isso, as versões mais recentes das motos receberam principalmente atualizações mecânicas para atender aos padrões de emissão mais recentes. O motor Euro5 de 124 cc , monocilíndrico e refrigerado a líquido das versões de 2022 produz 14,75 cavalos de potência a 10.500 rpm e 1,06 kgfm de torque máximo a 8.500 rpm.

Assim como a GSX-R125 , como a topo de linha GSX-R1000R , possui um design de carenagem completo com um guidão estilo clip-on. A GSX-S125, por outro lado, é uma moto esportiva naked (sem carenagem) e com guidão plano. É mais adequado para andar na cidade, com conforto tendo precedência sobre uma postura de pilotagem esportiva.

Fora estas pequenas diferenças, de resto estes modelos são a mesma moto e contam com iluminação LED, um painel de instrumentos totalmente digital, o Suzuki Easy Start System , um interruptor de advertência e rodas de liga leve de 10 raios são equipamentos padrão em ambas as motocicletas.

Além destas características, ambos os modelos conta com garfos dianteiros telescópicos, um monoamortecedor traseiro com pré-carga ajustável, freios a disco tipo pétala na frente e atrás e ABS de canal duplo na GSX-R125 e GSX-S125, tudo de série.

No Japão, a GSX-R125 2022 está disponível com três esquemas de cores e custa 453.200 ienes, cerca de R$ 17.738 na conversão do dia. Enquanto isso, a GSX-S125 está disponível em duas cores e custa 420.200 ienes (R$ 16.438) . Por aqui, não há previsões de lançamento.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso