conecte-se conosco


Nacional

Associação de indígenas defende Bruno e Dom de presidente da Funai

Publicado

Nacional

source
Campanha nas redes pressiona pelas buscas de jornalista e indigenista
Reprodução – 07.05.2022

Campanha nas redes pressiona pelas buscas de jornalista e indigenista

O grupo Indigenistas Associados (INA) declarou que o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, teceu “insinuações equivocadas” quando afirmou, pela manhã, que  Bruno Pereira e Dom Phillips não tinham autorização para entrar na Terra Indígena (TI) do Vale do Javari. De acordo com a INA, eles ficaram nas imediações da TI.

“Não é verdade que Bruno e Dom tenham sido descuidados com solicitação de autorização de ingresso em terra indígena. Simplesmente, porque não ingressaram em terra indígena. A expedição realizada transcorreu nas imediações, mas não no interior da Terra Indígena Vale do Javari”, escreveu o grupo que é formado por servidores da Funai.

As declarações de Marcelo Xavier foram dadas em entrevista à Jovem Pan News. Segundo ele, Bruno e Dom não tinham autorização para estar na TI.

“Toda entrada em área de indígena isolada tem que passar pelo nosso setor de autorizações e pesquisas. Isso inexistiu. Também não foram cumpridos nenhum dos protocolos”, acusou Xavier.

Segundo os servidores que compõe o INA, o presidente da Funai insinua um descuido inexistente por parte da dupla de desaparecidos.

“Espera-se que corrija a informação que transmitiu – com deslealdade, tendo em vista tratar-se de pessoas em situação de vítima, sem condições de responder”, completou o grupo.


Xavier ainda afirmou que Bruno Araújo já teria tido conflitos com a população da região no passado.

“Os indígenas tiraram ele a força, são os indígenas matís, isso foi difundido muito na imprensa”, disse o presidente da Funai.

A declaração também foi amplamente rebatida pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Unijava). Em nota, o grupo afirmou que Bruno é atualmente a maior referência indigenista em atividade para assuntos referentes ao local, sobretudo para as questões territoriais e as relações históricas e políticas da região.

“Esse reconhecimento é facilmente constatado ao dialogar com as principais lideranças do Vale do Javari dos diferentes povos. Bruno compreende pelo menos 4 das línguas dos povos do Javari e tem larga experiência no diálogo intercultural com essas populações, o que é um grande diferencial. São mais de 11 anos atuando como indigenista no Vale do Javari, tendo coordenado por 5 anos a CR Vale do Javari da Funai, realizado mais de 10 longas expedições de localização de índios isolados e participado de 3 situações de contato com índios isolados. Além disso, Bruno atuou diversas operações de vigilância e fiscalização na região, como a Operação Korubo em 2019, a maior do país daquele ano no combate ao garimpo ilegal, com a inutilização de mais de 60 balsas de garimpo — razão pela qual passou a sofrer perseguição política na Funai e foi exonerado do cargo de Coordenador-Geral de Índios Isolados e de Recente Contato”, diz a nota.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Programa de Transformação Digital aproxima a gestão municipal e o povo

Publicado

Sede da Prefeitura de São Paulo
Divulgação/SMTUR

Sede da Prefeitura de São Paulo

A busca pela melhoria dos processos e das ferramentas de atendimento ao Cidadão é um dos objetivos do novo Programa de Transformação Digital.

O decreto que cria a iniciativa, liderada pela Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT), foi assinado nesta quinta-feira (18) pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

A medida também tem a meta de melhorar o relacionamento da gestão municipal e o cidadão comum, além de usar a tecnologia e a inovação como instrumento de inclusão, diminuindo as desigualdades na cidade.

Para o prefeito Ricardo Nunes, a Secretaria de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) será um dos órgãos com os maiores desafios na questão da transformação digital. “Ninguém aguenta mais a burocracia, um dos maiores inimigos da cidade hoje”, afirmou o prefeito.

“Já avançamos muito, por exemplo, no caso da abertura de empresa. Antes, demorava 100 dias e, hoje, você faz em 23 horas. Porém ainda temos muito para progredir, precisamos ter mais agilidade. Mas estamos no caminho certo”, finalizou o prefeito Ricardo Nunes.

O Programa de Transformação Digital é baseado em um conjunto de diretrizes relacionadas à prestação de serviços digitais e às plataformas de governo digital.

“O mais importante com a assinatura do decreto é caminhar para uma aproximação maior dos serviços do município com o cidadão, com humanização e padronização.”, avalia o secretário municipal Juan Quirós.

Outro ponto do Programa de Transformação Digital será o aprimoramento das capacidades internas dentro da administração municipal. A iniciativa vai facilitar a implantação de ferramentais digitais, que darão agilidade a implantação de avanços de tecnologia e inovação.

A criação do Programa é mais um passo importante na transformação digital da cidade, afirmou a secretária municipal de Gestão. “A digitalização permitirá ao cidadão receber um serviço com igualdade”, destacou Márcia Arruda.

InspiraSAMPA

Nesta quinta-feira, também foi lançado o InspiraSAMPA, uma parceria da Prodam com a Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT) e o Conecta.HUB.SP.

Trata-se de um centro de excelência em tecnologia e inovação com base nos pilares ESG (environmental, social, and corporate governance). Estará localizado na Rua Líbero Badaró, 425, 6°andar – Centro Histórico.

O objetivo é criar um ecossistema que promova a inovação em tecnologia da informação para a cidade de São Paulo, integrando iniciativas e soluções com a participação do poder público, grandes empresas de tecnologia, universidades e demais entidades interessadas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Com chegada de frente fria, temperaturas têm queda brusca em São Paulo

Publicado

São Paulo fica muito fria nesta sexta-feira
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 18/05/2022

São Paulo fica muito fria nesta sexta-feira

Habitantes da capital paulista devem se preparar para o  frio intenso que os aguarda neste fim de semana. As temperaturas na cidade de São Paulo irão sofrer uma queda extremamente acenturada no decorrer desta sexta (19), segundo a Climatempo. A previsão é de um pouco menos de 10°C à noite.

Fim de semana muito frio

Se esquivando da tarde calorosa desta quinta-feira (18), a sexta-feira já começa gelada em São Paulo. Em algumas áreas da zona sul, a sensação térmica era de 7ºC às 5 da madrugada.

Além do frio, a sexta também traz um céu nublado e possibilidade de chuvas e ventos.

No sábado, a temperatura continuará caindo e ficará muito baixa o dia todo na capital, com grande sensação de frio em todos os períodos do dia. A sensação térmica deve ser de pelo menos 10°C em muitas horas.

Segundo a Climatempo, a temperatura mínima é de 8°C e a máxima de 13°C. Deverá ser um dia de frio tão intenso como foi o 18 de maio, o dia mais frio deste ano até o momento, com temperatura mínima de 7,0°C e máxima de apenas 12,9°C. Estes são os menores valores registrados pelo Inmet em São Paulo em 2022, até o momento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso