conecte-se conosco


Carros

Avaliamos o renovador de plásticos Back to Black Aerossol da Mothers

Publicado

Carros

source


O restaurador de plástico Back to Black Mothers funciona bem em áreas de difícil acesso, mas custa caro
Reprodução

O restaurador de plástico Back to Black Mothers funciona bem em áreas de difícil acesso, mas custa caro

Chega o final de semana e você se prepara para fazer aquela limpeza detalhada no carro e, neste caso, pincéis e escovas sempre são bem vindos. O problema é que é preciso paciência e, principalmente, cuidado para que estas ferramentas não risquem as partes plásticas. 

Pensando nisso, a Mothers desenvolveu o renovador de plásticos na versão aerossol, que promete alcançar aqueles cantinhos onde o pincel não entra. A forma de uso é bem simples.

Primeiramente, basta agitar a lata, apontar o spray para a peça a ser tratada e espalhar uniformemente até cobrir todos os cantinhos e depois remover o excesso com uma toalha de microfibra seca. Só é recomendável que a peça que receberá o tratamento esteja limpa, fria e seca.

Com o produto em nosso poder, aplicamos o produto em um Gol Special 2003 e um Fiat Strada 2011 e espalhamos em diversas partes ressecadas pela exposição ao sol ou pelo uso de produtos químicos muito concentrados.

Nesse caso, focamos o teste nas partes mais difíceis de serem tratadas como, por exemplo, as grades que contém cantos muito apertados que, dependendo do modelo do carro, nem pincéis conseguem alcançar.

Até aqui, o que notamos é que foi preciso moderar a força no gatilho do spray para evitar desperdícios. De um modo geral, ele deixou as peças com um brilho parecido com o da fábrica e nas partes mais ressecadas foi preciso fazer mais de uma aplicação e mesmo assim, não deixou o brilho almejado.

Comercializado por R$ 110, o frasco contém 283 g, é um investimento para ser pensado duas vezes.  Ele ofereceu um bom rendimento com a vantagem de facilitar o trabalho , aposentando o pincel ou escova, porém em alguns testes em peças muito ressecadas, não obteve o resultado desejado.

BACK TO BLACK AEROSSOL MOTHERS 283g.

PREÇO MÉDIO: R$ 110

MAIS INFORMAÇÕES: www.autoamerica.com.br

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros

BMW abre nova linha de produção para módulos de bateria na Alemanha

Publicado

Baterias do BMW i4 são produzidas em Leipzig e apontam para um novo capítulo da nova era da mobilidade
Divulgação

Baterias do BMW i4 são produzidas em Leipzig e apontam para um novo capítulo da nova era da mobilidade

A BMW inaugura a sua segunda linha de produção de módulos de baterias elétricas na planta de Leipzig, na Alemanha. A expansão da capacidade da fábrica é resultado de um investimento de 70 milhões de euros.

A fábrica de Leipzig é responsável pela produção dos módulos de baterias que o BMW i4 utiliza, e a nova linha de fabricação ocupa o espaço onde era produzido o BMW i3 , descontinuado no fim de junho .

 “O lançamento da segunda linha de produção de módulos de bateria de Leipzig é uma contribuição importante para fornecer os componentes de bateria necessários para fabricar um número crescente de veículos eletrificados”, disse Markus Fallböhmer, Head de Produção de Motores e E-Drive do BMW Group .

A planta de Leipzig passou a produzir módulos de baterias em Maio do ano passado, fabricando os módulos do SUV iX , e agora, cada módulo de bateria da i4 passará por 196 estações de produção, antes de ser concluído.

A produção das baterias para os carros elétricos do Grupo BMW é dividida em duas etapas: Produção dos módulos e montagem da bateria de alta voltagem.

A primeira etapa consiste em um processo automatizado de limpeza com plasma das células de íon-lítio, após isso, as células passam por um revestimento especial e então são combinadas em módulos maiores.

Quando concluído, o módulo é colocado em uma estrutura de alumínio, junto com conectores que controlam a energia e resfriamento de toda a unidade.

Para a BMW é importante ter a produção dos módulos “em casa” já que a quantidade de módulos necessários para produzir uma bateria depende até da versão do modelo produzido.

Atualmente, a fábrica emprega mais de 700 funcionários , e a nova linha ainda irá criar mais 250 novos empregos na região. A BMW ainda planeja aumentar a fábrica num momento próximo.

A fabricante possui um plano de expansão para a planta de Leipzig, e irá produzir também motores elétricos, podendo ser responsável por todo o trem de força de um modelo elétrico do Grupo BMW.

Nesse sentido, os investimentos em Leipzig passam também pela produção dos módulos de baterias do sucessor do Mini Countryman . O novo SUV da Mini terá opção 100% elétrica, e irá se beneficiar da estrutura presente em Leipzig.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Nova geração do Toyota Yaris estreia na Tailândia. Mas virá ao Brasil?

Publicado


Nova geração do Toyota Yaris fabricada na Tailândia, mas deverá ficar longe das ruas brasileiras
Divulgação

Nova geração do Toyota Yaris fabricada na Tailândia, mas deverá ficar longe das ruas brasileiras

A Toyota revela na Tailândia o novo Yaris Ativ que por lá já está na quarta geração. Visualmente, o sedã compacto lembra bastante o Corolla. Na dianteira, uma grande abertura cobre a maior parte do para-choque, ladeada por dois faróis agressivos que se conectam através do acabamento.

Já a parte lateral revela traços mais “musculosos” remetendo à esportividade e ao mesmo tempo certo ar de sofisticação. Já na traseira adota uma postura mais esportiva com lanternas traseiras angulares e uma silhueta mais aerodinâmica, mais próxima da carroceria fastback.

Por falar em esportividade, além das rodas com visual agressivo de aro 16 de série, o Yaris Ativ conta com uma série de complementos mais esportivos como parte do pacote opcional Presto, incluindo extensões de para-choque e soleira lateral, além de um enorme aerofólio.

O carro que em alguns mercados recebe o nome de Vios é baseado na Daihatsu New Global Architecture (DNGA ), ao contrário do hatchback Yaris de especificação da UE, que fica na plataforma TNGA-B.

Dessa maneira, o carro é um pouco maior que a geração anterior , medindo 4.425 mm de comprimento, 1.740 mm de largura e 1.480 mm de altura. A maior diferença é a distância entre eixos de 2.620 mm que é mais longa em 70 mm em relação ao modelo antigo.

Sob o capô, o Toyota permaneceu com o motor de quatro cilindros, de 1,2 litro naturalmente aspirado que produz 93 cv  de potência e 11,21 kgfm de torque .   E no sistema de transmissão conta com uma caixa automática CVT, enviando potência para o eixo dianteiro.

Por dentro, o design é bastante moderno e conta com materiais de melhor qualidade para o segmento. A tela sensível ao toque de infoentretenimento independente de 9 polegadas é compatível com todos os recursos de conectividade , juntamente com um painel de instrumentos semidigital de 7 polegadas atrás do novo volante com muitos botões integrados.

O novo Toyota Yaris  também tem entradas USB, ar condicionado automático com saídas de ar para todos os passageiros (dianteiros e traseiros), iluminação ambiente de 64 cores, sistema de som Pioneer de seis alto-falantes e divisores de espaço para bagagem no porta-malas.

Além disso, não poderia faltar o Toyota Safety Sense com muitos ADAS, como controle de cruzeiro adaptativo, alerta de tráfego traseiro traseiro e monitoramento de ponto cego.

O Toyota Yaris Ativ já está disponível na Tailândia com preços que variam entre 539.000 baht  (R$ 78.047) e 689.000 baht  (R$ 99.767), dependendo do acabamento. O lançamento em outros mercados asiáticos onde adotará a placa de identificação Vios provavelmente ocorrerá nos próximos meses.

No Brasil

Por aqui, a linha Yaris foi lançada em 2018 nas configurações hatch e sedã. No entanto, essa geração atual do modelo existe desde 2013 na Tailândia e, sendo assim, acaba de passar por uma série de mudanças mais significativas. 

No mercado brasileiro, a linha Yaris ganhou apenas uma leve reestilização em janeiro deste ano. Mas há rumores de que a Toyota não deverá apostar em uma nova atualização do modelo no Brasil, onde tudo indica que um novo SUV compacto será o escolhido para ser o modelo de entrada da marca no país.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso