conecte-se conosco


AUXILIO

Auxílio Brasil: 69% reprovam valor e dizem que parcela não obriga voto

Publicado

Destaque

 

Beneficiários do Auxílio Brasil acreditam que R$ 400 é baixo para atender as necessidades
Ricardo Galhardo/iG São Paulo

Beneficiários do Auxílio Brasil acreditam que R$ 400 é baixo para atender as necessidades

Beneficiários do Auxílio Brasil estão insatisfeitos com o valor de R$ 400 pagos no programa social e afirmam que a mudança no programa social não influenciará no voto para as eleições deste ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (30) pelo Datafolha.

Segundo a pesquisa, 69% dos entrevistados disseram ser insuficiente o valor proposto pelo governo federal. Outros 29% julgam que as parcelas são suficientes e outros 2% consideram o benefício mais que suficiente.

O Auxílio Brasil foi criado em novembro do ano passado pelo governo federal para alavancar a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PL) às vésperas das eleições deste ano. Na época, a aposta do Planalto era estipular a parcela mínima de R$ 400, quase R$ 200 a mais que o pago pelo Bolsa Família, programa criado pelo seu principal concorrente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Entretanto, até os beneficiários que apoiam Bolsonaro reprovam a parcela. De acordo com o Datafolha, entre os que consideram o governo como ótimo ou bom, 56% acreditam que o valor está abaixo do que deveria. Outros 39% veem o benefício como suficiente.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Entre os que reprovam o governo o índice de insatisfação com o programa é maior. Cerca de 78% dos beneficiários criticaram os R$ 400 pagos pelo Auxílio Brasil, enquanto 29% afirmam ser suficiente.

Os eleitores também foram questionados sobre a influência que o benefício tem durante a disputado eleitoral. Entre os lulistas e bolsonaristas fiéis, 67% afirmam que o programa não irá mudar seus votos para o pleito deste ano.

Aqueles que acreditam que o Auxílio Brasil terá um pouco de influência seu voto representa 16% entre eleitores de Lula e 20% para os apoiadores de Bolsonaro. Já 15% dos lulistas e 11% dos bolsonaristas colocam o programa social como um dos principais motivos para o voto.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 cidades do país entre a última quarta-feira (25) e quinta-feira (26).

Comentários Facebook
publicidade

Destaque

Procon Cuiabá orienta consumidores na compra dos presentes para o Dia dos Pais

Publicado

Com a proximidade do Dia dos Pais, celebrado no próximo domingo (14), o Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Cuiabá, orienta a população quanto aos cuidados na hora da compra dos presentes. Por ser uma das datas comemorativas que mais movimentam o comércio, uma das orientações é que as compras sejam feitas com antecedência.

O secretário-adjunto de Proteção e Defesa do Consumidor, Genilto Nogueira, recomenda todo cuidado e atenção por parte dos consumidores para que não sejam enganados e tenham complicações posteriores.

“Realizar a pesquisa de preços também é uma boa pedida, pois a maioria das empresas aproveitam a data para aumentar as vendas. Então, se procurar bem, é possível pagar bem mais barato pelo mesmo produto. Também é importante exigir a nota fiscal, pois em caso de necessidade de troca ou algum problema com o produto, ela é um item fundamental para garantir o direito do consumidor. Sem isso, fica mais complicada a negociação com o fornecedor”, esclarece o secretário-adjunto.

Em caso de compras feitas pela internet, Genilto lembra que o consumidor deve ficar atento quanto às condições de pagamento, valor do frete e prazos de entrega. São informações que devem ser bem esclarecidas e é dever do fornecedor cumpri-las. “Recomenda-se que o consumidor guarde todos os documentos que comprovem a compra, como extrato do pedido, print de telas em que constem esses dados, informações sobre a empresa, qual a política de atendimento ao cliente, quais são os canais de contato, verificar se a empresa efetua trocas etc. são atitudes simples que podem ajudar e evitar problemas futuros”, acrescentou.
O Código de Defesa do Consumidor estabelece um prazo de arrependimento no caso de compras online. O consumidor que compra um produto ou contrata um serviço pela internet tem direito a se arrepender da compra ou da contratação no prazo de 7 dias, contado a partir do recebimento do produto ou da assinatura do contrato. Pode formalizar o pedido de cancelamento pela mesma ferramenta que utilizou para a contratação, ou por qualquer outro meio disponibilizado, e solicitar a devolução da quantia eventualmente paga.

“A orientação é para que antes de procurar o Procon, em casos de problemas, o cidadão contate o gerente do local para tentar solucionar o caso de forma amigável. Se não conseguir, aí sim pode nos procurar registrando a denúncia que tomaremos as medidas cabíveis”, finalizou.

Serviço

Para facilitar o acesso aos serviços ofertados pelo Procon, ferramentas digitais foram disponibilizadas como o Whatsapp (65) 3641-6400, e-mail- [email protected] e o aplicativo “Procon Cuiabá”, disponível nas versões para Android ou IOS para tratativas de denúncias e reclamações.

Após o recebimento da demanda, inicia o atendimento mediante o contato com a empresa para tentar solucionar o problema do consumidor.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

SBT COMUNIDADE NO AR

Publicado

Acompanhe o SBT Comunidade ao vivo, de segunda a sexta-feira das 11h até às 13h, pelo Facebook ou Youtube. Participe também mandando sua sugestão de pauta ou reclamação pelo COMUNIZAP – 📲 Whatsapp: https://wa.me/5565999970955

Conheça nossas redes sociais nos links abaixo 

FACEBOOK: https://www.facebook.com/sbtcuiaba/

YOUTUBE: https://www.youtube.com/c/SBTCuiab%C3%A101

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso