conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil investiga sobrinho que se apropriava de aposentadoria de casal de idosos

Publicado

Policial

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Delitos Contra a Pessoa Idosa (DEDCPI), recuperou documentos e cartões bancários de um casal de idosos que tinha a aposentadoria apropriada por um sobrinho. O suspeito responderá em inquérito policial pelos crimes de retenção indevida de cartão magnético ou outro documento, apropriação indébita, abandono material e maus-tratos contra a pessoa idosa.

As investigações iniciaram após um advogado vizinho das vítimas perceber a situação e denunciar o caso na DEDCPI. Segundo as informações, o sobrinho se apropriou da aposentadoria do tio e de sua esposa, também idosa, além de reter seus documentos e cartões.

Diante da situação de hipervulnerabilidade, o idoso era obrigado a cartar latas na rua para sobreviver, uma vez que o sobrinho comprava apenas alimentos básicos para o casal se alimentar, sem oferecer quaisquer outros cuidados como saúde e higiene.

Imediatamente após a comunicação dos fatos, os policiais da Delegacia do Idoso iniciaram as diligências, conseguindo a recuperação dos documentos e cartões do casal, que serão restituídos ao casal na tarde desta quinta-feira (27).

O delegado da DEDCPI, Vitor Chab Domingues, instaurou inquérito policial contra o sobrinho do casal pelos crimes de retenção indevida de cartão magnético ou outro documento, apropriação indébita, abandono material e maus-tratos contra a pessoa idosa.

“As investigações seguem em andamento no inquérito policial, sendo mais um caso de vítimas hipervulneráveis que estavam sofrendo com este crime corriqueiro, que ocorre silenciosamente no seio familiar. A Delegacia do Idoso conseguiu interromper os atos desse sobrinho, conseguindo recuperar os bens das vítimas, trazendo a sensação de segurança para estes idosos”, disse o delegado. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicado

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
 
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima. 
 
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
 
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
 
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Tio de 62 anos é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra sobrinha

Publicado

Um homem investigado pela Polícia Civil pelo estupro de vulnerável contra a própria sobrinha foi preso nesta sexta-feira (01.07). O crime ocorreu na cidade de Denise e é investigado pela Delegacia de Barra do Bugres.

A Polícia Civil apurou que o investigado de 62 anos cometeu os abusos sexuais contra a vítima que atualmente está com 13 anos. Os abusos teriam iniciado quando ela tinha 10 anos.

A vítima procurou ajuda do Conselho Tutelar após assistir a uma palestra na escola sobre violência sexual, na cidade de Denise.

O fato foi registrado na Polícia Civil que deu início à investigação e apurou que, além do suspeito de 62 anos, outro tio da vítima também é investigado por cometer abusos contra a adolescente.

A partir das informações coletadas na investigação, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão dos dois envolvidos. As buscas seguem para localizar o segundo envolvido.

O homem preso nesta sexta-feira respondeu anteriormente por outro crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso