conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil investiga se motorista de aplicativo fez outras vítimas de crimes sexuais em Rondonópolis

Publicado

Policial

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher do município de Rondonópolis apura um crime de roubo e estupro cometido por um motorista de aplicativo e procura por outras possíveis vítimas do suspeito.

O investigado de 39 anos foi detido por uma equipe da Polícia Militar, na quarta-feira (25.05), logo após receber informações repassadas pela Polícia Civil. O suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de estupro e roubo.

Crime

A vítima de 60 anos procurou a 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis para registrar a ocorrência e informou que estava em um laboratório fazendo exames e precisava de um meio de transporte para se deslocar até outro endereço. A mulher chamou um táxi, porém, antes que o veículo solicitado chegasse, surgiu outro carro deixando uma passageira e ofereceu a corrida à vítima.

Durante o trajeto, a mulher percebeu que o motorista estava se afastando do centro da cidade. Momentos depois, o condutor do veículo, armado com uma faca, ameaçou a passageira, pegou R$ 100 dela e abusou sexualmente dela. Em seguida, a vítima foi deixada em uma rua e procurou por ajuda.

Diante das informações de que o homem estava em um veículo Onix de cor branca, os policiais miliares se depararam com referido carro em uma via pública. Ao fazer a abordagem, o condutor afirmou que era o proprietário do veículo e estava trabalhando em um aplicativo de transporte durante o período da manhã.

O suspeito foi apresentado na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, onde foi interrogado e autuado em flagrante delito.

As investigações continuam pela Delegacia da Mulher para apurar se há outras possíveis vítima do motorista de aplicativo.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicado

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
 
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima. 
 
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
 
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
 
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Tio de 62 anos é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra sobrinha

Publicado

Um homem investigado pela Polícia Civil pelo estupro de vulnerável contra a própria sobrinha foi preso nesta sexta-feira (01.07). O crime ocorreu na cidade de Denise e é investigado pela Delegacia de Barra do Bugres.

A Polícia Civil apurou que o investigado de 62 anos cometeu os abusos sexuais contra a vítima que atualmente está com 13 anos. Os abusos teriam iniciado quando ela tinha 10 anos.

A vítima procurou ajuda do Conselho Tutelar após assistir a uma palestra na escola sobre violência sexual, na cidade de Denise.

O fato foi registrado na Polícia Civil que deu início à investigação e apurou que, além do suspeito de 62 anos, outro tio da vítima também é investigado por cometer abusos contra a adolescente.

A partir das informações coletadas na investigação, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão dos dois envolvidos. As buscas seguem para localizar o segundo envolvido.

O homem preso nesta sexta-feira respondeu anteriormente por outro crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso