conecte-se conosco


Nacional

Sessão da Câmara é interrompida após homem aparecer em vaso sanitário

Publicado

Nacional

source
Momento da sessão virtual em que participante aparece sentado no vaso sanitário
Reprodução

Momento da sessão virtual em que participante aparece sentado no vaso sanitário

Uma audiência da 21ª Câmara Cível do Rio Grande do Sul precisou ser suspensa nesta quarta-feira por um motivo inusitado: um dos participantes da sessão virtual estava com a câmera ligada diretamente de seu banheiro. O julgamento foi interrompido até o homem, que é “parte do processo”, ser bloqueado.

O Tribunal de Justiça gaúcho emitiu uma nota de esclarecimento, em que reforça que o homem “não se trata de Magistrado, Procurador, Advogado ou Servidor do TJ”. É, na verdade, parte do processo.

Ainda na nota, o Poder Judiciário esclarece que o “julgamento ainda não havia iniciado” e que o homem — nu, sentado no vaso sanitário — “indevidamente se encontrava com a câmera aberta”.

Por fim, o Poder Judiciário explica que, após a suspensão para que o vídeo fosse bloqueado, a sessão de julgamento pôde ser retomada. “As providências cabíveis já estão sendo tomadas para apurar detalhadamente o ocorrido.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

TCU abre apuração contra PEC que cria benefícios em ano eleitoral

Publicado

Prédio do TCU
Leopoldo Silva/ Agência Senado

Prédio do TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma investigação sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria benefícios sociais às vésperas das eleições. A medida foi chamada de PEC Kamikaze, já que colocaria em risco as contas públicas do país.

O pedido foi protocolado pelo Ministério Público junto ao TCU. O procurador Lucas Furtado afirma que a PEC tem potencial de comprometer o “equilíbrio fiscal e desrespeitar princípios elementares do direito financeiro e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em possível retrocesso para o país”. O relator do processo é o ministro Aroldo Cedraz.

A ampliação do piso do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e a criação de um auxílio de R$ 1 mil para caminhoneiros autônomos são algumas das medidas que constam na PEC.

Segundo a legislação, não se pode criar benefícios em ano eleitoral. A proposta cria uma exceção à regra e justifica que o país entrou em estado de emergência por conta da guerra entre a Rússia e Ucrânia e a disparada do preço dos combustíveis.

A PEC Kamikaze foi aprovada no Senado na última quinta-feira (30/6).

Veja os principais pontos da PEC Kamikaze:

  • Aumenta em R$ 200 o valor do Auxílio Brasil, de R$ 400 para R$ 600, ao custo estimado de R$ 26 bilhões;
  • Zera a fila do Auxílio Brasil. Atualmente, mais de 1,6 milhão de pessoas aguardam pela inclusão no pagamento do benefício;
  • Aumenta o vale-gás para o equivalente a um botijão por bimestre. Esta medida está orçada em R$ 1,5 bilhão;
  • Cria um benefício de R$ 1 mil aos transportadores autônomos de carga. A medida, que custará R$ 5,4 bilhões, contempla apenas os caminhoneiros com Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Carga (RNTRC);
  • Cria um benefício a ser pago para motoristas de taxi, ao custo fixado de R$ 2 bilhões;
  • Compensa, ao custo de R$ 2 bilhões, estados que atenderem à gratuidade de idosos no transporte coletivo urbano.
  • Os R$ 3,35 bilhões restantes servirão para assegurar o atual regime especial e a diferenciação tributária do etanol, em comparação com a gasolina.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Fome no Brasil aumentou quase 29% entre 2019 e 2021, diz relatório

Publicado

Fome no Brasil aumentou quase 29% entre 2019 e 2021, diz relatório
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Fome no Brasil aumentou quase 29% entre 2019 e 2021, diz relatório

insegurança alimentar cresceu no Brasil. Segundo um relatório das Nações Unidas, divulgado nesta quarta-feira (6), a prevalência de insegurança alimentar grave em relação à população total do Brasil aumentou de 1,9% (3,9 milhões de pessoas), entre 2014 e 2016, para 7,3% (15,4 milhões) entre 2019 e 2021.

Além disso, a prevalência de insegurança alimentar moderada ou grave em relação à população total aumentou de 37,5 milhões de pessoas (18,3%) entre 2014 e 2016, para 61,3 milhões de pessoas (28,9%) entre 2019 e 2021. 

A edição de 2022 do relatório ‘O Estado de Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo’ mostrou que o cenário nacional desde 2019 é preocupante. 

“São números deprimentes para a humanidade. Continuamos nos afastando da nossa meta de acabar com a fome até 2030. Os efeitos da crise alimentar global provavelmente piorarão o resultado novamente no próximo ano. Precisamos de uma abordagem mais intensa para acabar com a fome e o FIDA está pronto para fazer sua parte, aumentando suas operações e impacto. Estamos ansiosos para ter o apoio de todas as pessoas”, afirmou o presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, Gilbert F. Houngbo.

No cenário global, a situação crítica não é diferente. O número de pessoas afetadas pela fome globalmente subiu para 828 milhões em 2021, um aumento de cerca de 46 milhões desde 2020 e de 150 milhões desde o início da pandemia de Covid-19.

Depois de permanecer relativamente inalterada desde 2015, a proporção de pessoas afetadas pela fome saltou em 2020 e continuou a subir em 2021, chegando a 9,8% da população mundial. Isso se compara com 8% em 2019 e 9,3% em 2020. Além disso, cerca de 2,3 bilhões de pessoas no mundo (29,3%) enfrentaram insegurança alimentar moderada ou severa em 2021 – 350 milhões a mais em comparação com antes do surto da pandemia.

Cerca de 924 milhões de pessoas (11,7% da população global) enfrentaram a insegurança alimentar em níveis severos, um aumento de 207 milhões em dois anos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso