conecte-se conosco


AGRONEGÓCIO

ALGODÃO/CEPEA: Movimento de alta é limitado por queda externa

Publicado

AGRONEGÓCIO

Cepea, 25/05/2022 – Os preços do algodão em pluma seguem em patamares elevados. Na semana passada, o Indicador CEPEA/ESALQ se aproximou dos R$ 8,2/libra-peso. Pesquisadores do Cepea ressaltam, no entanto, que esse movimento de alta perdeu a intensidade nos últimos dias, devido às desvalorizações dos contratos externos. Além disso, as quedas do dólar e da paridade de exportação também limitam as altas no mercado doméstico, à medida que fizeram com que alguns vendedores, como tradings, ofertassem a pluma no spot nacional a valores menores. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
publicidade

AGRONEGÓCIO

BOI/CEPEA: Preço médio da carne bovina é o menor desde out/19

Publicado

Cepea, 11/08/2022 – O preço médio da carne bovina (carcaça casada), negociada no mercado atacadista da Grande São Paulo, está em R$ 20,20/kg na parcial de agosto (até o dia 9), conforme apontam dados do Cepa. Essa média é 2,13% inferior à de julho deste ano, 7,74% abaixo da de agosto/21 e, também, a menor, em termos reais, desde outubro de 2019, quando esteve em R$ 17,95/kg (os valores médios mensais foram deflacionados pelo IGP-DI). Segundo pesquisadores do Cepea, a oferta de animais para abate seguiu baixa ao longo deste ano e as exportações, aquecidas. Assim, o cenário de desvalorização da carne está atrelado ao baixo consumo da proteína bovina no mercado brasileiro, devido ao fragilizado poder de compra da população nacional, sobretudo em decorrência da elevada inflação. No acumulado deste ano (entre dezembro/21 e a parcial de agosto/22), a carcaça casada bovina registra desvalorização de 8,31%, em termos reais. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

AGRONEGÓCIO

SUÍNOS/CEPEA: Preços da carne e do vivo sobem; demanda está aquecida

Publicado

Cepea, 11/08/2022 – As cotações do suíno vivo no mercado independente e da carne registraram aumento neste início de agosto, de acordo com informações do Cepea. A intensificação das compras de novos lotes de animais para abate por parte dos frigoríficos, devido à maior demanda doméstica, e a oferta mais controlada têm impulsionado os valores. Quanto ao animal vivo, as vendas estão boas devido ao recebimento dos salários, o que pode se manter nos próximos dias. Em relação à carne, agentes do setor reajustaram seus preços para seguir a tendência do vivo, mas continuam cautelosos no repasse ao atacado, para que o mercado consiga absorver as valorizações. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso