conecte-se conosco


Saúde

Hoje é Dia: semana traz reflexão sobre a luta antimanicomial

Publicado

Saúde

Dois eventos no ano de 1987, com caráter de conscientização e luta, garantiram uma data oficial para reflexão sobre saúde mental. Esse é um dos principais temas do Hoje é Dia desta semana.

Aqueles eventos ajudaram a amadurecer entre os profissionais da área de que era necessário virar a página de todo o tipo de violações ocorridas em manicômios contra pacientes com transtornos psiquiátricos. Naquele ano, entre 25 e 28 de junho, a 1ª Conferência Nacional de Saúde Mental (confira aqui relatório final) celebrava a proximidade de uma nova Constituição e propunha políticas de humanização no tratamento dos pacientes. “A definição de uma pessoa como ‘perigosa’ não deve ter o caráter de definitivo julgamento. Sua elaboração deve estar subordinada aos objetivos de uma sociedade democrática, justa, igualitária e capaz de garantir os direitos humanos fundamentais”, apontava o documento. 

Também em 1987, entre os dias 3 e 6 de dezembro, a cidade de Bauru (SP) sediou o 2º Congresso Nacional de Trabalhadores em Saúde Mental, onde é criado o Movimento Nacional de Saúde Mental. “Ao recusarmos o papel de agente da exclusão e da violência institucionalizadas, que desrespeitam os mínimos direitos da pessoa humana, inauguramos um novo compromisso”, apontava a Carta de Bauru, documento gerado ao final do evento.

Foi por esse congresso que foi levada a proposta de marcar o dia 18 de maio como o Dia da Luta Antimanicomial Outro marco ocorreu, no ano  2000, com uma lei antimanicomial.

As temáticas sobre saúde mental podem ser visitadas no acervo dos veículos da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), incluindo a série de avanços, como é a implantação dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), no país. A Agência Brasil publicou, em 2020, um mapa interativo dos locais para atendimento de pacientes psiquiátricos.

O Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, também já investigou, em 2015, o passado de violações, como ocorreu no Hospital Colônia, em Barbacena (MG). O programa teve o título de “Loucura e liberdade”. A unidade, criada em 1903,  ficou conhecida como o maior manicômio do Brasil e onde, pelo menos, 60 mil pessoas perderam a vida em um cenário de desrespeito aos direitos humanos. Assista:

As violências e crimes cometidos em Barbacena voltaram a ser abordados pela TV Brasil, em 2017. O programa Trilha das Letras entrevistou a jornalista Daniela Arbex, que escreveu o premiado livro Holocausto Brasileiro (2016). Ela explica como investigou o tema, entrevistou vítimas e recuperou histórias difíceis de lembrar. Confira:

Nas Rádios EBC, o programa Na Trilha da História abordou a evolução do conceito de loucura, dos diagnósticos e dos tratamentos psiquiátricos. Ouça o episódio completo:

Arte como terapia

A semana reserva também uma outra data (dia 20) de marco revolucionário por uma nova forma de atendimento a pacientes psiquiátricos. Há 70 anos, foi implantado o Museu de Imagens do Inconsciente, com trabalhos produzidos por pessoas atendidas pela equipe da médica alagoana Nise da Silveira, no Rio de Janeiro.

A psiquiatra criou em 1946, no Centro Psiquiátrico Nacional, Rio de Janeiro, a Seção de Terapêutica Ocupacional. Como terapia de atendimento, ela estimulava que as pessoas produzissem pinturas e modelagens a fim de que a equipe de saúde compreendesse o mundo interno dos pacientes. “A produção desses ateliês foi tão abundante que em 1952 nasceu o Museu de Imagens do Inconsciente”, conforme divulga o site do espaço cultural.

Aliás, se há uma consolidação das ideias antimanicomiais e de violações humanas, o país deve à sabedoria da médica Nise da Silveira.  (assista aqui ao programa Estúdio Móvel sobre a história da médica).

A profissional se contrapôs aos eletrochoques e lobotomias feitos à época, e passou a investir em arte para tratar os pacientes, com resultados reconhecidos pela medicina internacional. 

Uma de suas parceiras em sua equipe foi a enfermeira Ivone Lara que, depois de aposentada, iria se tornar também uma sambista consagrada.

Para conhecer o legado imensurável que Nise deixou, visitantes podem conhecer o Museu do Inconsciente, com obras produzidas pelos pacientes de Nise da Silveira.

Conheça abaixo o Museu do Inconsciente

As descobertas de Nise da Silveira resultam em iniciativas e estudos até hoje. O programa Viva Maria, da Rádio Nacional, por exemplo entrevistou a professora de história Meri Nildes, que trabalha com alunos na Rádio Revolução, no Rio de Janeiro, com programas apresentados por pacientes de saúde mental.

Ouça abaixo 


Ouça acima entrevista com a professora Meri Nildes.

Museus

Além do Museu do Inconsciente, a semana tem programações especiais para celebrar a história e o patrimônio público. A quarta-feira é Dia Internacional dos Museus. Por isso, diferentes espaços públicos abrirão suas portas para celebrar a semana inteira. 

A visita a um museu expande conhecimentos de um povo. A TV Brasil mantém acervo de vídeos sobre histórias e estruturas de museus em todo o país. O Brasil possui quase 4 mil museus com os mais diversos enfoques como história, arqueologia, artes e ciência.  

O programa Ciência é Tudo tratou da importância dos museus como representação e identificação da história de um povo. Confira abaixo 
 

 

Identificação

Por falar em identificação cultural, neste domingo é Dia da Latinidade Inclusive, a Rádio Animada veiculou conteúdo especial sobre o tema no ano passado. Na alma da arte brasileira, outro ícone que deve ser lembrado neste ano é o músico João da Baiana (ouça sobre o artista no Clube do Vinil), que nasceu há 135 anos. Ele é considerado como o introdutor do pandeiro no samba.

No campo da fé, o dia 19 de maio é também um marco com a canonização de Madre Paulina. A religiosa foi fundadora da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição em Nova Trento (SC), em 1895. Ela foi reconhecida como responsável pela cura de Eluíza Rosa de Souza, moradora de Imbituba, município do sul catarinense, que sobreviveu às complicações decorrentes da perda de um bebê no sétimo mês de gravidez.

Conscientização

Nesta semana, ainda, há uma data (dia 18) sobre uma questão muito séria, e que é lembrada o mês inteiro. O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes inspira o Maio Laranja

A data refere-se a um crime ocorrido em 1973, com uma menina de 8 anos de idade, chamada Araceli, em Vitória (ES). Ela foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos (saiba mais sobre a data). 

Em entrevista à Rádio Nacional, a psicóloga Leila Tardivo afirma que esse tipo de violência causa efeito devastador em crianças e também explica como observar sinais que elas podem trazer no dia a dia, mesmo que ela esteja silenciada.


Ouça mais sobre o tema acima 

Por que o mundo é assim…

O dia 19 celebra a atividade de um profissional que se indaga para descobrir mistérios do mundo. O Dia do Físico, na quinta-feira, foi criado em homenagem às publicações do alemão Albert Einstein (que, aliás esteve no Brasil em 1925) e revolucionou a academia com a teoria da relatividade. 

Para saber mais sobre o que fazem os físicos, o programa Ciência em Casa, de forma lúdica e didática, explica, por exemplo, como funcionam extintores e os isolantes térmicos. 

Confira a lista semanal do Hoje é Dia com datas, fatos históricos e feriados

15 a 21 de maio de 2022

15

Nascimento do compositor italiano Cláudio Monteverdi (455 anos) – considerado uma das personalidades mais influentes de toda a história da música do Ocidente

Morte do compositor, pesquisador, regente e professor paulista padre José Penalva (20 anos) – compôs música contemporânea de vanguarda, explorando tanto as linguagens sacra e secular quanto as antigas e novas

Dia Internacional da Latinidade – comemoração de países latinos, instituída por representantes de 36 países latinos, com o fim de preservar as diferentes identidades nacionais e suas comunidades linguísticas e culturais

Dia Internacional das Famílias – comemoração instituída pela ONU

16

Dia Internacional das Histórias de Vida – data criada pela Rede Internacional de Museus da Pessoa (Brasil, Portugal, EUA e Canadá) e o Center for Digital Storytelling (EUA)

17

Nascimento do compositor, jornalista e pesquisador fluminense Sérgio Cabral (85 anos)

Nascimento do sambista fluminense João da Baiana (135 anos) – tido como o introdutor do pandeiro no samba

Morte da cantora norte-americana Donna Summer (10 anos)

Dia Internacional de Luta contra a Homofobia e Transfobia – celebração para marcar a data de 17 de maio de 1990, em que a Organização Mundial de Saúde decidiu suprimir a homossexualidade como doença mental da lista de patologias registradas no Manual de Diagnóstico e Estatística de Desordens Mentais

Dia Mundial das Telecomunicações e Sociedade da Informação, conhecido popularmente como Dia Mundial da Internet – instituída em 17 de maio de 2005, em uma Assembleia Geral da ONU na Tunísia, com o fim de destacar as possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias para melhorar o padrão de vida dos povos e dos cidadãos

18

Nascimento do filósofo e matemático britânico Bertrand Russell (150 anos)

Nascimento do compositor, cantor, teatrólogo e poeta baiano João Cândido Ferreira, o De Chocolat (135 anos)

Nascimento do cantor estadunidense Perry Como (110 anos) – apresentador do programa de variedades The Perry Como Show, que foi um grande sucesso e estabeleceu-se como referência para o gênero, tornando-se um dos mais bem-sucedidos da história

Ataque e naufrágio do navio mercante brasileiro Comandante Lira (80 anos) – executado pelas forças do Eixo durante a Segunda Guerra Mundial, no primeiro ataque efetuado em águas territoriais brasileiras

Dia Internacional dos Museus – comemoração instituída em 1971 pelo Comitê Internacional de Museus, com o fim de sensibilizar o público para a importância dos museus em nossa sociedade atual

Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – instituído no Brasil pela Lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000, para marcar a data da morte da menina brasileira Aracelli Cabrera Sanches Crespo, de 8 anos, violentada e assassinada de forma hedionda na cidade brasileira de Vitória, em 18 de maio de 1973

Dia Nacional da Luta Antimanicomial – comemoração do Brasil, que está oficializada por lei

19

Madre Paulina é canonizada pelo Papa João Paulo II (20 anos)

Dia do Físico – a data é uma alusão à 1905, quando o físico Albert Einstein publicou quatro artigos de grande impacto, incluindo sobre a Teoria da Relatividade

20

Nascimento da atriz paulista Lucélia Santos (65 anos)

Nascimento do padre e cantor paulista Marcelo Rossi (55 anos)

Morte do sambista fluminense Silas de Oliveira (50 anos) – autor de sambas-enredos clássicos da escola Império Serrano

Nascimento do escritor, anarquista e militante espanhol Diego Abad de Santillán (125 anos) – reconhecido teórico da Guerra Civil Espanhola e importante figura nos movimentos anarcossindicalistas da Espanha e da Argentina

Timor-Leste torna-se um estado independente (20 anos)

Romário marca o milésimo gol da carreira (15 anos)

Criação do Museu de Imagens do Inconsciente (70 anos)

21

Nascimento do cantor fluminense Roberto Frejat (60 anos)

Nascimento do rapper estadunidense The Notorious B.I.G. (50 anos) – considerado um dos maiores rappers de todos os tempos, foi assassinado por facção rival após ser supostamente acusado da morte do rapper norte-americano Tupac Shakur

Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento – comemoração instituída pela ONU na Resolução nº A/REC/57/249, de 20 de fevereiro de 2003

Dia da Língua Nacional

Edição: Nathália Mendes

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Saúde: 10 estados e DF recebem novas ambulâncias do Samu

Publicado

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (17), a entrega de novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para 10 estados e o Distrito Federal (DF). Os veículos vão substituir as ambulâncias com mais de cinco anos de uso.

O lote abrange  82 ambulâncias, que serão utilizadas para fortalecer o atendimento de urgência e emergência para a população. O investimento federal é de R$ 22,6 milhões.

Nessa etapa, foram contemplados os estados de Alagoas, Rondônia, Mato Grosso, Roraima, Santa Catarina, Amazonas, Piauí, Paraíba, Sergipe, São Paulo e o Distrito Federal.

O Samu está presente em mais de 3,8 mil municípios do país e atende uma população de cerca de 180 milhões de brasileiros, abrangendo cerca de 85% do território nacional. As informações foram divulgadas pelo Ministério da Saúde.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Brasil tem 247 mortes e 21.927 mil casos de covid-19 em 24 horas

Publicado

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 682.010 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje (17) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é 34.223.207.

Em 24 horas, foram registrados 21.927 novos casos. No mesmo período, foram confirmadas 247 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 33.128.198 pessoas se recuperaram da doença e 412.999 casos estão em acompanhamento. O boletim de hoje não traz os dados atualizados dos óbitos em Mato Grosso do Sul.

Boletim Epidemiológico 17.08.2022 Boletim Epidemiológico 17.08.2022

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia de covid-19 no Brasil – Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,98 milhões, seguido por Minas Gerais (3,85 milhões) e Paraná (2,72 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (147,9 mil). Em seguida, aparece Roraima (174,1 mil) e Amapá (177,8 mil).

Em relação às mortes, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (173.791), seguido de Rio de Janeiro (75.244) e Minas Gerais (63.330). O menor número de mortes está no Acre (2.025), Amapá (2.157) e Roraima (2.165).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 473 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 178,8 milhões com a primeira dose e 159,9 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas. Outras 105 milhões já receberam a dose de reforço.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso