conecte-se conosco


Economia

FGTS só paga 80% da parcela em atraso da casa própria

Publicado

Economia

source
FGTS só paga 80% da parcela em atraso da casa própria
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 13.09.2019

FGTS só paga 80% da parcela em atraso da casa própria

A Caixa, operador do FGTS, regulamentou a utilização do Fundo de Garantia para o pagamento de até 12 prestações do financiamento habitacional em atraso. A medida começa a valer na próxima segunda-feira (2) e ficará em vigor até 31 de dezembro de 2022. A mudança na regra que ampliou de três para até 12 parcelas em atraso o uso do FGTS foi publicada no último dia 19 de abril pelo Conselho Curador do Fundo.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Mas os mutuários interessados em aplicar o saldo na modalidade devem ficar atentos. Segundo a Caixa, o trabalhador poderá utilizar o saldo de suas contas do FGTS para negociar o pagamento de até 80% do valor da prestação em atraso. De acordo com o banco, a regra já estava prevista anteriormente nas regras do Conselho Curador do FGTS. O saldo remanescente não quitado das parcelas em atraso será incorporado ao restante do financiamento.

Leia Também

O banco diz ainda que a nova versão regulamenta o uso dos recursos da conta do FGTS para pagamento de parte de prestações de financiamentos habitacionais em atraso, limitado a 12 prestações, consecutivas ou não. A Caixa não informou o número de clientes do banco que atendem aos critérios de utilização e poderão aplicar o FGTS para as parcelas em atraso.

Após esse período, o trabalhador voltará a poder utilizar o saldo de suas contas do FGTS para realizar o pagamento de prestação nas situações em que existirem até três prestações em atraso.

As demais regras que regulamentam a utilização dos recursos das contas do FGTS para aquisição da moradia própria, liquidação, amortização ou pagamento de parte das prestações adimplentes de financiamentos habitacionais, permanecem iguais.

Como solicitar o uso do FGTS:

O trabalhador deve procurar o banco onde fez o financiamento habitacional e solicitar a utilização do seu FGTS para abater até 80% de cada prestação, até o limite de 12 prestações em atraso.

Condições:

  • O valor de avaliação do imóvel deve ser de até R$ 1,5 milhão, enquadrado no Sistema Financeiro da Habitação (SFH).
  • O trabalhador precisa ter 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS, ininterruptos ou não.
  • Não é necessário estar com contrato de trabalho ativo.
  • Não pode possuir outro imóvel no município onde trabalha ou tem residência.
  • Não pode ter outro financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH).
  • Segundo a Caixa, a operação não pode ser utilizada por adquirentes do programa Casa Verde e Amarela, (antigo programa Minha Casa, Minha Vida) Faixa 1.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Coca-Cola lança refrigerante sabor sonho

Publicado

O nova Coca-Cola Dreamworld foi
Reprodução/Colca-Cola/AdAge

O nova Coca-Cola Dreamworld foi “inspirada no mundo tecnicolor dos sonhos”

A Coca-Cola está lançando um novo sabor, e que estará disponível por tempo limitado. O produto leva o nome de Dreamworld e tem gosto de nada mais nada menos que …sonhos.

De acordo com reportagem da CNN, o “Dreamworld” é a quarta bebida a ser lançada a partir da Coca-Cola Creations, a nova plataforma de inovação da marca que se concentra em itens com um componente digital.

Antes, a Creations lançou a Starlight (com sabor de espaço) e a Byte (com sabor de pixel). O terceiro produto, lançado no início do verão no Hemisfério Norte, tinha um sabor mais tradicional, de morango e melancia, e foi desenvolvido em parceria com Marshmello, um DJ e produtor de música eletrônica indicado ao Grammy.

A Coca-Cola aposta em uma experiência imersiva com música e realidade aumentada. Produtos como “Dreamworld”, que anunciam um conceito em vez de um sabor, são uma forma de estimular o interesse em torno da Coca-Cola e busca trazer públicos mais jovens para a plataforma, diz a CNN.

“Queríamos criar uma bebida inspirada em sonhos que fosse claramente uma Coca-Cola, mas com sugestões adicionais que trazem à vida a diversão e o brilho dos sonhos. Nos inspiramos no mundo tecnicolor dos sonhos, adicionando uma pitada de sabores vibrantes ao nosso excelente sabor da Coca-Cola”, disse um porta-voz da empresa.

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Há alguns anos, a Coca-Cola reduziu seu portfólio pela metade, abandonando produtos tradicionais e adorados pelo público, como o Tab, um refrigerante diet lançado no mercado em 1963 e descontinuado em 2020.

Com menos produtos, tornou-se ainda mais importante para a empresa despertar o interesse pela própria Coca-Cola. O problema é que as vendas de refrigerantes comuns estão diminuindo em todo mundo e, diante deste cenário, era preciso ser criativa.

Cada sabor da Coca-Cola Creations é lançado junto com uma experiência online especializada, e o Dreamworld não é exceção. As latas e garrafas do Dreamworld vêm com códigos QR que dão acesso a uma “experiência musical” virtual de realidade aumentada, onde é possível ouvir música através de um avatar de DJ e jogar. Os clientes também podem obter roupas digitais inspiradas na Dreamworld para seus avatares usarem on-line.

Quem quiser experimentar a Dreamworld pode comprá-la nos Estados Unidos e no Canadá a partir da próxima segunda-feira, dia 15, por tempo limitado. O produto estará disponível nas versões normal e zero açúcar.

* Com agências internacionais

Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Produção de motocicletas tem melhor acumulado para julho desde 2015

Publicado

A produção de motocicletas do Polo Industrial de Manaus chegou a 104.776 unidades em julho, com alta de 3% sobre o resultado de junho (101.695 motocicletas) e de 10,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado (95.025 unidades). No acumulado do ano, o total ficou em 776.069 motocicletas, com alta de 16,9% na comparação com o mesmo período de 2021 (663.888 unidades).

Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), que divulgou os dados nesta quinta-feira (11), este é o melhor resultado para os sete primeiros meses do ano desde 2015 (799.990 motocicletas). “Mesmo com as férias coletivas de junho e julho, as associadas realizaram um grande esforço de produção para atender a demanda do mercado”, disse o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

De acordo com o levantamento mensal, em julho, foram vendidas 107.449 unidades, 11% a menos que em junho (120.841 unidades). Na comparação em o mesmo mês do ano passado, houve baixa de 4,5% (112.538 motocicletas). No acumulado do ano, os licenciamentos totalizaram 774.064 unidades, crescimento de 18,2% em relação ao mesmo período de 2021 (629.692 motocicletas).

A média diária de vendas de julho, que teve 21 dias úteis, foi de 5.119 motocicletas. É o melhor resultado para o mês desde 2014 (5.261 unidades emplacadas/dia). Na comparação com junho, também com 21 dias úteis, houve queda de 11% (5.754 motocicletas vendidas/dia). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, que teve 22 dias úteis, os licenciamentos cresceram 0,1% (5.115 unidades/dia).

Exportações

As exportações totalizaram 4.962 motocicletas em julho, aumento de 8,1% em relação a junho de 2022 (4.592 unidades). Na comparação com o mesmo mês do ano passado (6.026 motocicletas), houve queda de 17,7%. No acumulado do ano, foram embarcadas para o exterior 30.077 unidades, o que representa queda de 6,8%, quando comparado ao resultado do mesmo período de 2021 (32.286 motocicletas embarcadas)

De acordo com levantamento do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, os três principais mercados em julho foram Colômbia (2.132 motocicletas e 40,6% do volume total exportado), Argentina (1.660 unidades e 31,6%) e Estados Unidos (758 motocicletas e 14,4%). No acumulado do ano, os principais destinos foram: Colômbia (9.128 motocicletas e 31% do volume total exportado), Argentina (7.845 unidades e 26,6%) e Estados Unidos (5.414 motocicletas e 18,4%).

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Economia

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso