conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

20 toneladas de peixes foram comercializadas na semana santa

Publicado

VÁRZEA GRANDE


A primeira edição do projeto VG Santo Peixe, idealizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural e Sustentável, em parceria com a Associação de Aquicultores de Mato Grosso –  Aquamat – superou as expectativas, resultando na comercialização de 20 toneladas de peixes na Semana Santa. A meta prevista era de 21 toneladas de pescado, sendo três toneladas em cada um dos 7 pontos montados para a venda do produto.

“O projeto não só alcançou resultados positivos como também foi o prato principal de centenas de famílias que levaram para seus lares, peixes de qualidade, a preços justos, e essa era uma determinação do prefeito Kalil Baracat. O VG Santo Peixe proporcionou o nivelamento dos preços de pescado de mercado em Várzea Grande, não ocorrendo preços inflacionários como é de comum nesta época”, informou o titular da pasta, Célio Santos, destacando a participação das famílias várzea-grandenses que buscaram, junto aos pontos de comercialização, o peixe que foi servido na sexta-feira Santa, mantendo a tradição.

O secretário disse que foi notada em todos os pontos de comercialização, a procura por peixes eviscerado, escamados e sem espinhas, mostrando que a praticidade tem sido um dos itens determinantes na escolha do produto. “E essa demanda também fez com que os comerciantes se atentam a essa preferência do consumidor. Só não zerou a venda de todos os itens em função de uma pequena parcela de peixes terem sido ofertadas inteiras”.

Célio Santos disse ainda que o evento proporcionou aos que estão na atividade de beneficiamento de pescado de forma irregular, como é essencial manterem a formalização de atividades para alcançarem mercados maiores, e destacou que a edição do VG Santo Peixe, para o ano de 2023, já está garantida.

O prefeito Kalil Baracat lembrou que a atividade da piscicultura está transformando Mato Grosso no maior produtor do Brasil e em breve se tornará um dos maiores exportadores, por isso é fundamental fomentar este tipo de atividade, pois os aquicultores geram emprego, renda e trazem divisas para o país. 

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Verifique os pontos abertos da semana de 16 a 21 de maio para vacinação contra covid-19 em Várzea Grande

Publicado

Nesta semana, de 16 a 21 de maio, a secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande, disponibilizou pontos para vacinação contra a Covid-19 em crianças, adolescentes, adultos além dos idosos. Ao todo são 11 pontos abertos para vacinar adolescentes e adultos situados em Unidades Básicas de Saúde. O ponto do Várzea Grande Shopping continua aberto. A Clínica de Atenção Primária à Saúde do Parque do Lago é o ponto exclusivo desta semana para vacinar crianças de 5 a 11 anos.

Como explica o secretário Municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, a cada semana o ponto de vacinação para crianças muda, conforme o planejamento realizado pelas equipes técnicas, em contemplar todas as regiões da cidade, levando em consideração densidade populacional e fazer chegar a vacina mais próxima das famílias várzea-grandenses, facilitando para os pais e responsáveis pela criança, em fornecer o serviço nas comunidades.

Pontos abertos de vacinação contra a covid-19 para semana de 16 a 21 de maio: ESF do bairro  Água Vermelha; Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia; Clínica de Atenção Primária à Saúde 24 de Dezembro; UBS Cabo Michel;  Centro de Saúde Aurília Curvo; ESF São Mateus; Clínica de Atenção Primária à Saúde Jardim Glória; Clínica de Atenção Primária Saúde do bairro Cristo Rei; ESF Manaíra, Centro de Saúde Ouro Verde e Clínica de Atenção Primária à Saúde do bairro Marajoara. 

A Unidade de Saúde exclusiva para vacinação contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos, é a situada no bairro Parque do Lago, na Clínica de Atenção Primária à Saúde, e funcionará no horário das 8h às 11h e das 13h às 16h.

O Ponto fixo no Várzea Grande Shopping – ‘Vacinação Cidadã’- continua funcionando, no horário das 10h às 18h, e a vacinação será aplicada em adultos e adolescentes, além da aplicação da quarta dose para idosos com 70 anos a mais. O ponto funciona no Espaço do Centro Estadual de Cidadania, Piso 1, no Várzea Grande Shopping.

Conforme dados da Vigilância em Saúde de Várzea Grande, o Município aplicou, até a data do dia 10 de maio, o total de 483.239 doses da vacina contra a covid-19. Deste total, 225.062 foram aplicações da primeira dose. Segunda dose 178.262, terceira dose 79.051 e quarta dose 864.

O prefeito, Kalil Baracat, ressalta que é importante todos completarem o ciclo vacinal, conforme as recomendações do Plano Nacional de Vacinação, vez que a transmissão da doença continua em grande escala, porém com índices baixos de ocorrências de mortes pela doença. “As ocorrências de mortes diminuíram por causa da vacina, então é importante todos irem aos pontos divulgados para completarem o ciclo vacinal. Só assim todos estarão protegidos e principalmente as crianças. O inverno chegou e também é importante vacinar contra a gripe. Todas as unidades básicas de saúde do nosso município possuem doses disponíveis para idosos acima de 60 anos e os grupos contemplados”, alertou Kalil.

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Entrega dos cartões segue até quarta-feira no Cepac

Publicado

Equipes da secretaria de Assistência Social de Várzea estarão fazendo a entrega dos novos cartões do programa Ser Família Emergencial  até esta quarta-feira (18, a todas as pessoas cadastradas e que têm direito a esse benefício. A entrega dos cartões deu início na última sexta-feira (13), para aqueles que possuem o nome com a letra A. Nesta semana, será realizada a entrega dos cartões para as familais cadastradas.

“Aqueles que por força maior não conseguiram retirar o cartão na sede da secretaria de Assistência, podem procurar o Centro Pastoral Padre Aldacir Carniel, até o dia 18 que serão atendidos. O horário de atendimento será das 8h às 17 horas, sem intervalo para almoço”, informou a titular da pasta Ana Cristina Vieira.

A troca dos cartões se deu em função do Governo do Estado de Mato Grosso romper o contrato com a empresa Eovale (Meovale) em seguida, abrir uma nova licitação de forma emergencial, para não prejudicar as famílias que dependem do auxílio. Segundo o Governo, o rompimento ocorreu após o Estado repassar recursos a empresa que não repassou aos beneficiários.

A secretária Ana Cristina disse que Várzea Grande recebeu oito mil cartões do Programa Ser Família Emergencial, e que as famílias beneficiadas com a transferência de renda, irão receber o valor de forma retroativa. “Ao receber o cartão a pessoa já terá disponível o valor de R $200,00 que poderão ser utilizados de acordo com a sua necessidade”.

Ela disse ainda que foi necessário elaborar toda uma logística para a distribuição dos cartões e um cuidado especial para fazer chegar aos detentores do direito, os recursos do Ser Família Emergencial, por isso a necessidade de se fazer antecipadamente, a triagem e a confirmação dos dados do beneficiário. “Uma das determinações do prefeito Kali Baracat e da primeira-dama Kika Dorilêo Baracat é justamente atendender aqueles que mais precisam, por isso a secretaria tem feito sempre a atualização cadastral das familias para que o benefício chegue aqueles que mais precisam”. 

A coordenadora do Programa de Proteção Básica de Várzea Grande, Bernadete Miranda alertou para a necessidade de o beneficiário apresentar os seus documentos pessoais, para o recebimento do cartão. “Esses documentos são exigidos por isso é preciso que o beneficiário certifique toda a documentação antes de se dirigir ao local de entrega dos cartões.

BENEFICIÁRIAS: Amanda Ramos, moradora do Capão Grande, é mãe de três filhos e mesmo sabendo que poderia buscar o cartão nesta semana no Cepac, durante o mutirão, não perdeu tempo e aproveitou para a retirada do cartão na última sexta-feira (13). Ela conta que com a suspensão do cartão teve que contar com a ajuda da família para poder se manter. “Esse recurso financeiro ajuda no reforço da alimentação das crianças e nos ajuda também a manter o básico em casa”.

Ana Paula da Silva, moradora do Parque do Lago também contou com a ajuda da família para manter a alimentação dos filhos. “Neste momento estou desempregada, e esse dinheiro acaba sendo um recurso a mais para a compra de alimentos em casa. Nesses meses em que fiquei sem o benefício me virei com pequenas diárias”.

Já Ana Lúcia da Silva, mãe de 3 filhos, necessitou da ajuda da família e até de vizinhos para se manter, abandonada pelo marido ela precisou tomar para si a responsabilidade de criar e manter os filhos. “Não está sendo fácil manter meus filhos sozinhos, mas mãe não abandona os seus e por isso estou na luta por eles. Esse benefício vai ajudar e muito em casa. Eu só tenho a agradecer”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso