conecte-se conosco


EDUCAÇÃO

MEC anuncia bolsas de permanência para indígenas

Publicado

EDUCAÇÃO


O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (7) a oferta de 1 mil novas bolsas do Programa Bolsa Permanência (PBP).

O PBP concede bolsas para apoiar representantes de povos indígenas para assegurar a permanência em cursos em universidades federais. As inscrições serão realizadas em julho. O valor de cada bolsa será R$ 900 por mês.

O anúncio foi feito após o titular interino da pasta, Victor Godoy, fazer uma reunião com representantes de lideranças indígenas da Bahia para debater demandas desses povos na área educacional. Esta semana ocorre em Brasília o Acampamento Terra Livre, que mobiliza entidades indígenas de todo o Brasil.

Segundo o MEC, as novas bolsas representarão investimento de R$ 11 milhões. Ainda conforme o ministério, foram disponibilizadas neste ano 2 mil vagas para esta modalidade de bolsa.

Acampamento

O Acampamento Terra Livre 2022 teve início na última segunda-feira (4). Uma das principais pautas é a demarcação dos territórios indígenas. Os organizadores e participantes também lutam contra projetos que alteram as regras de demarcação de terras indígenas e que autorizam a mineração nessas áreas.  

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
publicidade

EDUCAÇÃO

Bibliotecas municipais de São Paulo recebem mostra Ideogramas Sonoros

Publicado

Três bibliotecas municipais na cidade de São Paulo recebem a partir de hoje (15) até o dia 30 de setembro a mostra Ideogramas Sonoros: novos caminhos entre as linguagens. A exposição reúne 27 obras e poemas da artista e jornalista Priscila Asche, além de músicas originais do compositor Fabio Guimarães. As instalações estarão na Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, na Biblioteca Pública Municipal Viriato Corrêa e na Biblioteca Pública Municipal Affonso Taunay.

A mostra busca ampliar a percepção cotidiana da escrita, da leitura e da música como forma de incentivar o exercício da liberdade de expressão, do pensamento e da imaginação por meio da tecnologia para entrelaçar diferentes linguagens e proporcionar uma experiência imersiva do público com a arte visual, sonora e literária.

Segundo a secretaria municipal de Cultura de São Paulo, as três instalações são diferentes e foram projetadas para melhor se adequar à estrutura oferecida e à temática abordada em cada biblioteca. “Telas, livros suspensos e painéis se tornam obras interativas que ganham sonoridade por meio do uso de uma plataforma digital acessada pelo celular no momento de encontro do público com os trabalhos expostos”, diz a secretaria.

A exibição nas bibliotecas se baseia na ideia de que o espaço é um local historicamente associado ao direito à educação, ao conhecimento, aprendizado e à informação. “Ademais, o projeto convida o visitante para repensar o uso desses espaços uma vez que é constante a queda da frequência de jovens em bibliotecas”, ressalta a organização.

A Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima fica na Rua Henrique Schaumann, 777 – Pinheiros e o horário de funcionamento é de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 17h; a Biblioteca Pública Municipal Viriato Corrêa está na Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana e está aberta de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 17h; e a Biblioteca Pública Municipal Affonso Taunay fica na Rua Taquari, 549 – Mooca, aberta de segunda a sexta das 8h às 17h e aos sábados das 10h às 17h. Em todas, a entrada é gratuita.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Educação

Comentários Facebook
Continue lendo

EDUCAÇÃO

Bibliotecas municipais de SP recebem exposição sobre linguagem

Publicado

Três bibliotecas municipais na cidade de São Paulo recebem a partir de hoje (15) até o dia 30 de setembro a mostra Ideogramas Sonoros: novos caminhos entre as linguagens. A exposição reúne 27 obras e poemas da artista e jornalista Priscila Asche, além de músicas originais do compositor Fabio Guimarães. As instalações estarão na Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, na Biblioteca Pública Municipal Viriato Corrêa e na Biblioteca Pública Municipal Affonso Taunay.

A mostra busca ampliar a percepção cotidiana da escrita, da leitura e da música como forma de incentivar o exercício da liberdade de expressão, do pensamento e da imaginação por meio da tecnologia para entrelaçar diferentes linguagens e proporcionar uma experiência imersiva do público com a arte visual, sonora e literária.

Segundo a secretaria municipal de Cultura de São Paulo, as três instalações são diferentes e foram projetadas para melhor se adequar à estrutura oferecida e à temática abordada em cada biblioteca. “Telas, livros suspensos e painéis se tornam obras interativas que ganham sonoridade por meio do uso de uma plataforma digital acessada pelo celular no momento de encontro do público com os trabalhos expostos”, diz a secretaria.

A exibição nas bibliotecas se baseia na ideia de que o espaço é um local historicamente associado ao direito à educação, ao conhecimento, aprendizado e à informação. “Ademais, o projeto convida o visitante para repensar o uso desses espaços uma vez que é constante a queda da frequência de jovens em bibliotecas”, ressalta a organização.

A Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima fica na Rua Henrique Schaumann, 777 – Pinheiros e o horário de funcionamento é de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 17h; a Biblioteca Pública Municipal Viriato Corrêa está na Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana e está aberta de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 17h; e a Biblioteca Pública Municipal Affonso Taunay fica na Rua Taquari, 549 – Mooca, aberta de segunda a sexta das 8h às 17h e aos sábados das 10h às 17h. Em todas, a entrada é gratuita.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Educação

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso