conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação O Administrador Infiel combate crimes contra o Sistema Financeiro Nacional

Publicado

Polícia Federal


Campinas/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (5/4) a Operação O ADMINISTRADOR INFIEL, objetivando a repressão de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, configurados em tese por operações de empréstimos ilegais.

Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela 9ª Vara Federal de Campinas, sendo um na cidade de Santa Bárbara D’Oeste e um na cidade de Americana, tendo por alvos o gerente de uma instituição financeira que facilitava a realização das operações de empréstimo com base em dados falsos e, ao final de tal procedimento, figurava como um dos principais beneficiários das transferências fraudulentas.

As investigações foram iniciadas em decorrência de informações fornecidas pela própria instituição financeira, a qual noticiou os fatos após verificar que ao menos 136 contas foram abertas fraudulentamente, com base em documentos falsos providenciados pelo investigado e por outros beneficiários dos valores. O desvio inicial apontado pode alcançar a quantia de aproximadamente R$ 1.5 milhão.

Durante a investigação, foi constatado que os criminosos utilizaram documentos de identidade falsos ou de terceiros sem o conhecimento destes, o que configura o crime de uso de documento falso ou de falsidade ideológica, para abertura de contas na instituição financeira.  Em seguida, eles adquiriam os empréstimos para transferir para contas próprias ou pessoas próximas e da família.

O nome da operação faz alusão à atividade ilegal exercida pelo então gerente da instituição financeira, vez que agiu para a obtenção fraudulenta de numerários em detrimento da instituição, valendo-se, para tanto, de sua credencial de administrador.

Os crimes investigados são os previstos nos artigos 5º da Lei 7.492/1986 (Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional), 1º da Lei 9.613/98 (Lavagem de dinheiro) e artigo 304, do Código Penal (Uso de Documento Falso).

Comunicação Social da Polícia Federal em Campinas

Contato: (19) 3345-2200

E-mail: [email protected]

Coordenação Geral de Comunicação Social da Polícia Federal

Contato: (61) 2024-8142

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF cumpre mandado de busca e apreensão em repressão ao abuso sexual infanto-juvenil, em Piracicaba/SP

Publicado

Piracicaba/SP – A Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça-feira (09/08), mandado de busca e apreensão no combate ao compartilhamento, produção e posse de imagens e vídeos com conteúdo de abuso sexual infanto-juvenil. O mandado foi expedido pela Justiça Federal em Piracicaba/SP.

Durante o cumprimento da ordem judicial foram apreendidos 01 notebook e um aparelho de telefone celular. A busca foi realizada pela equipe técnica na residência do investigado, sendo localizados arquivos categorizados como de natureza pedopornográfica.

O indiciado, preso preventivamente por conta da comprovação da posse do material, responderá no inquérito pelos crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e Adolescente. Em levantamento preliminar, foi verificado que o preso já havia sido condenado pelos mesmos crimes em 2011.

Se condenado, poderá cumprir penas que variam de 01 a 04 anos de reclusão por armazenamento, somada a penas que variam de 03 a 06 anos, se comprovado o compartilhamento dos arquivos.

Comunicação Social da Delegacia da Polícia Federal em Piracicaba

(19) 3301-5203

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

PF combate o tráfico internacional de drogas na região de Porto Esperidião/MT, fronteira do Brasil

Publicado

Porto Experidião/MT – A Polícia Federal, em conjunta com o Gefron e o BOPE, deflagrou nesta terça-feira, 9/8, a Operação Papiro, que visa o combate ao tráfico internacional de drogas na fronteira, especialmente na cidade de Porto Esperidião/MT.

O foco da operação foi um sítio localizado na região do Papiro, de onde chegavam e partiam grandes quantidades de entorpecentes, em especial a cocaína e seus derivados.

O casal preso já foi anteriormente indiciado pela Policia Civil do Distrito Federal por tráfico de drogas e associação para o tráfico.  Agora em Mato Grosso, os presos utilizavam mulas vindas a pé da Bolívia, trazendo a droga em grandes mochilas e recebiam grandes carregamentos de entorpecentes nessa propriedade localizada em uma região estratégica para o tráfico internacional.

Foram apreendidos no local de 46 kg de cocaína enterrados em um tambor.

Nas buscas dentro da residência, foram encontrados uma arma de fogo calibre 32 carregada, uma espingarda, diversos rádios comunicadores. Um veículo também foi apreendido.

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso