conecte-se conosco


Direto de Brasília

Gabriel Monteiro deve depor hoje em delegacia carioca após denúncias

Publicado

Direto de Brasília


source
Gabriel Monteiro deve prestar depoimento hoje após denúncias
Reprodução/Instagram

Gabriel Monteiro deve prestar depoimento hoje após denúncias


O vereador do Rio, youtuber e ex-PM  Gabriel Luiz Monteiro de Oliveira , de 27 anos, está sendo aguardado na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, para prestar depoimento. Ele é alvo de um inquérito que apura assédio sexual contra uma ex-assessora  e  estupro de uma mulher, com quem teria tido, inicialmente, uma relação consensual. 

Responsável pelo caso, a delegada Giselle do Espírito Santo afirmou, ainda, que ele é investigado também por importunação sexual, já que ele é acusado de acariciar sem consentimento mulheres de sua equipe. No inquérito, aberto no domingo, ele é investigado por assédio sexual contra uma ex-assessora, de 26 anos, que trabalhava com ele há 7 meses.  Como os vereadores não têm foro privilegiado, ele pode responder processo em primeira instância.

Luiza Caroline Bezerra Batista trabalhava para os canais do vereador na internet e afirma que algumas situações inconvenientes estão registradas nos vídeos em que ela ajudava a gravar.

No último domingo, o Fantástico, da TV Globo, mostrou que funcionários e ex-funcionários do parlamentar o acusam de assédio sexual e moral. Uma jovem que teve relacionamento consensual com Monteiro o acusa de estupro. Segundo ela, no meio da relação, o ato evoluiu para um abuso sexual, porque ela diz que pediu para que ele parasse, o que não aconteceu. Ele tem negado todas as denúncias.

“Ele me abraçava assim por trás (e dizia), ‘te amo’ e não sei o que, ‘você é minha amiga’. Beijava o meu rosto, saía de pênis ereto e ia mostrar para o segurança”, relatou a mulher ao Fantástico. E ela completou: “Uma vez, foi no carro que ele começou pedindo para fazer massagem no meu pé. Puxou meu pé e fez massagem. Eu tentava tirar o pé e ele segurava. Aí foi começando a passar a mão nas minhas pernas. Foi para o banco de trás e começou a me agarrar, me morder, me lamber”, disse a ex-assessora, que completou:

“Dá pra ver  (nos vídeos) que ele chegava a passar (a mão). Eu falava: ‘Gabriel, não gosto de gravar esses vídeos, você sabe. E toda vez ele ficava descendo a mão’. Cansou de passar a mão na minha bunda. E eu segurando a mão dele”.


Leia Também

Após sete meses de trabalho para o vereador, ela acabou procurando um psiquiatra e entrando com um atestado médico.

“Eu queria tirar minha própria vida, porque eu me sentia culpada. Será que estou usando alguma roupa que está causando isso? Será que a culpa é minha de alguma forma? Aí eu começava a pedir a deus para me levar”.

Na última segunda, após a reportagem do Fantástico, a delegada Giselle do Espírito Santo, da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, disse ao EXTRA que a denúncia era grave e que todos os detalhes tinham que ser apurados.

“É um crime grave e temos que apurar todos os detalhes. Sempre temos que escutar com toda a atenção a vítima”, afirmou Espírito Santo.

Fontes da DEAM Jacarepaguá ouvidas pelo O GLOBO afirmaram que a delegada não deverá comparecer ao encontro do Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores, marcado para às 18h30. De acordo com esses policiais, a delegada “está no início do inquérito e não quer atrapalhar a lisura da investigação”. No entanto, ela afirma que ele é investigado também por importunação sexual. Já que ele é acusado de acariciar sem consentimento mulheres de sua equipe.

Nos próximos dias a mulher que afirma ter sido estuprada  pelo parlamentar será ouvida. Ela e os ex-assessores Heitor Monteiro Lobby e Mateus Souza, que relatam terem sido acariciados pelo parlamentar, serão ouvidos como testemunhas das mulheres.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Ciro diz que polarização pode criar um ‘estelionato eleitoral’ no país

Publicado

Ciro Gomes no Roda Viva
Reprodução/Youtube

Ciro Gomes no Roda Viva

Ciro Gomes , candidato do PDT nas eleições presidenciais, criticou a polarização política entre esquerda e direita observada atualmente no Brasil. De acordo com o pedetista, o país corre o risco de produzir um “estelionato eleitoral”.

“Se eu não conseguir salvar o Brasil desta absurda e despolitizada polarização, o aprofundamento dos ódios estará produzindo o maior estelionato eleitoral da história do Brasil”, afirmou. 

“Você vai ver o desastre se eu não conseguir salvar o Brasil”, completou o ex-governador do Ceará durante o programa Roda Viva, exibido na TV Cultura. 

Corrupção

Durante o programa, Ciro foi questionado sobre o fato de, mesmo tendo como um dos principais focos da sua campanha a luta anticorrupção com a intenção de atingir tanto Lula e Bolsonaro, os seus números nas pesquisas ainda estarem muito abaixo dos seus adversários nas eleições. 

Em resposta, ele lamentou o fato de alguns grupos estarem “relativizando” a corrupção no país com o intuito de continuarem apoiando tanto o candidto do PT, como o atual chefe executivo do país.

“Se você tem uma elite, intelectuais, cientistas, artistas, juventude, relativizando valores, essa sociedade está doente”, disse Ciro.

“Isso destrói uma nação. Bolsonaro e Lula são dois corruptos, dois corruptores, e nós estamos fazendo de conta que não estamos vendo isso”, completou o ex-governador. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

Direto de Brasília

Ciro Gomes afirma que Bolsonaro tem um ‘delírio golpista’ na cabeça

Publicado

Ciro Gomes (PDT) no Roda Viva
Reprodução/Youtube

Ciro Gomes (PDT) no Roda Viva

O pedetista  Ciro Gomes afirmou, nesta segunda-feira (15), que o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) tem um “delírio golpista” na cabeça, e que a democracia no país é uma “abstração marciana”.

A resposta foi dada durante o Roda Viva após o ex-governador do Ceará ser questionado se vê, hoje, que a democracia no Brasil está em risco por conta do atual cenário político. 

“Eu vejo, mas é muito menos pelo Bolsonaro, que tem um delírio golpista na cabeça dele, mas mais pelo fracasso da democracia pra vida do povo, isso que eu quero ponderar às pessoas”, afirmou Ciro Gomes.

“A democracia brasileira, hoje, é uma abstração absolutamente marciana para a esmagadora maioria do povo brasileiro que está vivendo o pão que o diabo amassou”, completou o candidato do PDT nas eleições presidenciais. 

Em seguida, Ciro chamou Lula de “corrupto, demagogo e populista”, mas afirmou que o ex-presidente da República é “do campo da democracia”.

Relação com militares

A pauta da relação com os militares em caso de eleição também foi levantada para Ciro. De acordo com o ex-govrenador, ele vai promover mudanças nas Forças Armadas, principalmente no que diz respeito aos militares que ainda estão ativos.

“O nome disso é hierarquia e disciplina, eu assumirei o comando em chefe das forças armadas, e começo com questões normativas e algumas de maior profundidade. Normativa: militar da ativa não participará mais de cargo comissionado político. Todos estarão proibidos porque haverá uma norma nos primeiros dias do meu governo”, afirmou.

“Eu vou fazer um esforço imenso de restaurar os critérios de promoção. Quando eu vejo um general como o Passuello chegar ao generalato, alguma coisa profundamente está errada, e quem promoveu foi o PT”, completou o pedetista.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso