conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil estrutura prédio que irá abrigar três delegacias no Centro Político e Administrativo

Publicado

Policial


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Diretoria Geral da Polícia Civil visitou na manhã de terça-feira (02.02) as obras no prédio da antiga Procuradoria-Geral do Estado (PGE), onde serão instaladas três unidades de Atividades Especiais – a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos, Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) e  aGerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

As obras estão em andamento e a expectativa de conclusão é para o mês de julho deste ano, quando prédio estará estruturado para instalar as unidades.

O imóvel está instalado em um ponto estratégico, no Centro Político Administrativo de Cuiabá, sendo que as três unidades serão realocadas de forma mais dinâmica para as ações de cada delegacia, proporcionado melhores instalações não só na parte física, quanto na parte logística, trazendo visibilidade, representatividade e valorização das unidades policiais.

O delegado-geral, Mário Dermeval, ressaltou que a nova sede para três unidades representa um avanço institucional muito grande, tendo em vista que são unidades que atuam no combate de crimes específicos e de grande importância para toda a sociedade.

“A Dema (que atualmente funciona em estrutura anexa à Secretaria de Estado de Meio Ambiente) e a DRCI (instalada dentro da Diretoria-geral da Polícia Civil) passarão a ter a estrutura própria, com ambiente amplo, espaçoso, e capaz de proporcionar o crescimento ainda maior dos trabalhos desenvolvidos. A GCCO, que está instalada em prédio alugado e insuficiente para o desenvolvimento de suas atividades, também contará com a estrutura nova e moderna, capaz de atender todas as demandas da gerência”, disse o delegado-geral.

A diretora da Diretoria de Execução Estratégica (DEE), Daniela Silveira Maidel, destacou que a visita foi produtiva, uma vez que foi possível conhecer a nova estrutura, visualizar a instalação das três unidades no local e a modernização da Polícia Civil.

“Foi muito gratificante ver que a Polícia Civil está dando mais um passo para estruturação de unidades tão importantes, trazendo mais conforto, modernidade e qualidade de serviço aos seus servidores”, disse a delegada.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, frisou que a mudança para o novo prédio trará muito benefícios, uma vez que o espaço será maior e planejado de acordo com a evolução e crescimento da gerência, além de trazer um ambiente amplo e moderno para acolher os servidores e a população.

“A nova estrutura vem ao encontro do crescimento da GCCO, unidade que ao longo dos anos vem evoluindo tanto no trabalho investigativo quanto operacional. Recentemente também recebemos uma nova atribuição que são as investigações de roubo e furtos de cargas e consequentemente vamos pleitear o aumento de efetivo, sendo necessário mais espaço para receber esses policiais”, disse o delegado.

Para o delegado da DRCI, Ruy Gilherme Peral, esse novo espaço comporta de maneira adequada uma estrutura da delegacia, com espaço para Núcleo de Inteligência, sala de investigadores, cartórios de escrivães, gabinetes para os delegados e outras ambientes de uma estrutura básica de unidade policial.

“Seguramente a nova sede da DRCI implicará em melhores condições de trabalho para os servidores e também proporcionará melhor atendimento à população, que diariamente traz situações em que são vítimas de crimes cibernéticos. Havendo essa estrutura mais preparada e moderna, importará em melhores resultados investigativos nas ações policiais.”, destacou.

A delegada titular da Dema, Liliane Murata, lembrou que a mudança da unidade é fundamental, uma vez que a delegacia atualmente está instalada em um anexo da Sema, com salas improvisadas, sem divisórias e sem a devida estrutura para o desenvolvimento dos trabalhos e atendimento ao cidadão.

“A mudança de prédio vem junto ao crescimento da delegacia, a forte atuação da unidade e a valorização do servidor que se sente mais motivado em um ambiente maior, mais organizado, ganhando um novo ânimo, com a equipe mais disposta e motivada”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Maconha é apreendida na BR 364 em Rondonópolis

Publicado

Na tarde de ontem (09), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 30 kg de maconha em um ônibus.

A ocorrência aconteceu na BR 364, município de Rondonópolis, quando um ônibus foi parado para fiscalização.

Durante a verificação dos passageiros, uma mulher apresentou bastante inquietação e nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem, o que gerou suspeita por parte da equipe policial.

Indagada se possuía bagagens, informou que não possuía, porém estava em posse de tickets de bagagem despachada. Com isso, foi realizada uma busca com o cão de faro no compartimento externo, o qual indicou presença de ilícitos ao farejar duas malas.

Ao verificar a identificação das bagagens, constatou-se que a numeração dos tickets eram iguais às da passageira que tinha sido fiscalizada inicialmente.

Em virtude disso, os policiais abriram as malas pertencentes à passageira e encontraram a quantidade de 38 tabletes de droga, pesando um total de 30 kg de maconha.

Perguntada sobre o ilícito, a mulher afirmou ter pego em Foz do Iguaçu e entregaria na cidade de Rio branco/AC.

Diante dos fatos, a passageira foi detida, a princípio, pelo crime de tráfico e foi encaminhada à Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Ouro é apreendido no município de Poconé

Publicado

Na manhã de ontem (07), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 300g de ouro.

A ocorrência aconteceu na BR 070, município de Poconé, quando um ônibus que fazia a linha Porto Velho – Cuiabá foi parado para fiscalização. Durante a verificação dos passageiros, um homem apresentou muito nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem.

Com isso, foi realizada uma busca mais detalhada em seus pertences, sendo encontrado duas barras pequenas de cor dourada, as quais se tratavam de ouro, um peso total de 305g.

Questionado sobre a situação, o homem afirmou ter comprado no interior do estado e que levaria para a cidade de Cuiabá para revender.

Diante dos fatos, o homem foi detido, a princípio, por crime contra o patrimônio na modalidade de usurpação, por produzir bens ou explorar matéria-prima pertencentes à União, sem autorização legal ou em desacordo com as obrigações impostas, sendo encaminhado à Delegacia da Polícia Federal de Cuiabá para os procedimentos cabíveis.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso