conecte-se conosco


Carros

Representante da JAC explica sobre os novos carros elétricos da marca

Publicado

Carros


source
JAC E-J7 foi apresentado à imprensa na última terça-feira e já temos as primeiras impressões
Guilherme Menezes/ iG Carros

JAC E-J7 foi apresentado à imprensa na última terça-feira e já temos as primeiras impressões

A JAC Motors lança o novo sedã elétrico E-J7 (R$ 264.900) para competir no segmento de sedãs premium disponíveis no Brasil. Entre eles, Audi A4 (R$ 272.990), BMW 320i GP (R$ 288.496), Honda Accord Hybrid (R$ 310.990), entre outros.

Além do mais, quando nos voltamos ao segmento dos elétricos , o JAC se destaca entre os modelos mais em conta, oferecendo mais desempenho, porte e autonomia do que a maioria dos outros.

É interessante o fato de que, hoje, a JAC é a marca que mais oferece carros elétricos no Brasil, com um total de 9 modelos. Se antes a fabricante queria ser conhecida como a ‘marca dos SUVs ’, agora pretende criar uma abordagem mais sustentável. A JAC pegou ‘carona’ na onda eco-friendly que passou a dominar o mercado internacional.

Entrevistamos Sérgio Habib , que é o representante da JAC no Brasil, que nos contou mais detalhes sobre a jornada da marca pelos carros totalmente elétricos. Ouça a seguir.

Sérgio Habib diz que um ponto de destaque dos carros da marca é o fato de que a configuração deles é praticamente a mesma em relação aos que podem ser encontrados em outros mercados. “Os carros da JAC que trazemos para o Brasil passam por um processo de homologação. Mas não são muitas modificações em cima dos produtos que são vendidos em todo o mundo”, diz o executivo.

Quando nos voltamos ao novo lançamento, o EJ-7 , Habib explica os seus atributos quando comparado aos principais rivais, do segmento dos sedãs premium de entrada.

Leia Também

Leia Também

“A novidade tem uma dirigibilidade bem refinada por conta do baixo posicionamento das baterias e a suspensão traseira multilink. É mais veloz do que os seus concorrentes a combustão, tem o mesmo tamanho e custa R$ 30 mil a menos que os demais”, diz.

“Acredito que ele será o carro elétrico mais vendido da marca, pela relação de pacote de equipamentos, preço, eficiência e desempenho. Hoje vendemos mais ou menos 80 elétricos por mês ao todo. Ao todo, o Brasil emplaca 500 carros por mês, mais ou menos. Mas o mercado ainda vai crescer muito”, completa o executivo.

Quando o assunto migra para as dificuldades de quem atua no mercado automotivo em meio à pandemia, o representante da JAC nos detalha os custos de importação e logística, bem como a questão de falta de componentes.

“Vemos um aumento brutal de frete. Um container de peças antes da pandemia, custava US$ 2 mil. Hoje pagamos US$ 12 mil. O frete de um carro era US$ 700. Hoje pagamos US$ 1.600. O frete de um caminhão era US$ 2.500. Hoje pagamos US$ 5 mil”.

“O problema de falta de componentes afeta menos a China do que  a Europa e EUA, por questão de volume de vendas . A China é um mercado de 25 milhões de carros, que é o maior do mundo. Mais da metade das vendas de carros elétricos do mundo ocorre na China”, completa Habib.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros

O que está por trás da chegada do novo Peugeot 208 1.0? Ouça o podcast

Publicado

source
Peugeot 208 1.0: além dos novos itens, estreia a cor Cinza Artense, com detalhes pintados de preto brihante
Guilherme Menezes/ iG Carros

Peugeot 208 1.0: além dos novos itens, estreia a cor Cinza Artense, com detalhes pintados de preto brihante

Desde 2004 não vemos um Peugeot equipado com motor 1.0 nas concessionárias. Isso acaba de mudar com o lançamento do novo 208 que, passa a ser, o 1.0 mais completo do mercado. Chega nas versões Like 1.0 (R$ 72.990) e Style 1.0 (R$ 79.990), com o mesmo motor do Fiat Argo, mas com modificações.

O maior destaque do Peugeot 208 1.0 é a central multimídia de 10,3 polegadas, com conectividade para celulares via Android Auto e Apple Car Play, bem como assinatura ‘dente de sabre’ no pára-choque dianteiro, carregador por indução e, inclusive, teto solar panorâmico e rodas de liga leve de 16 polegadas (na versão Style).

O que está por trás desse lançamento, estrategicamente falando? Além disso, o que esteve envolvido na aplicação do motor que, originalmente, foi criado e aplicado pela Fiat ? Entrevistamos Rafael Filon, gerente de marketing e produto da Peugeot , para descobrir mais detalhes. Ouça na íntegra a seguir.

“Estamos em uma fase de resposicionamento da marca. Queremos nos posicionar como topo de linha, dentro do mercado de 1.0. 60% do segmento de hatches compactos ainda são compostos por carros com motor 1.0. Diante da alta dos combustíveis, notamos crescimento nas vendas dos 1.0″, diz Rafael.

O motor 1.0 Firefly recebeu selo ‘A’ de eficiência pelo Inmetro. Na bateria de testes de homologação do órgão, apresentou consumo de 10,4 km/l (etanol) e 11,3 km/l (gasolina) na cidade, bem como 14,7 km/l (etanol) e 16,3 km/l (gasolina) na estrada. Isso com 71 cv e 10 kgfm a 2.000 rpm (gasolina), ou 75 cv e 10,7 kgfm a 2000 rpm (etanol).

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Volkswagen e Disney se unem para divulgar série de Star Wars

Publicado

source
IA van elétrica VW D Buzz junto de R2D2 e C3PO, personagens icônicos de Star Wars
Divulgação

IA van elétrica VW D Buzz junto de R2D2 e C3PO, personagens icônicos de Star Wars

A Volkswagen anuncia uma nova parceria para divulgar a van elétrica ID Buzz . Agora, a sucessora da Kombi terá dois amigos elétricos, os robôs C3PO e R2D2 do universo de Star Wars.

Os andróides mais famosos do cinema estarão na série “Obi-Wan Kenobi”, que fará sua estréia mundial amanhã (27) no Disney+, e no vídeo de divulgação da parceria, encontram o ID Buzz no set de filmagem.

Além do vídeo, a campanha publicitária também é composta por cartazes personalizados que mostram o ID Buzz com o principal personagem da série, Obi-Wan Kenobi, estrelado por Ewan McGregor.

Obi-Wan Kenobi marca o retorno de McGregor à saga do Star Wars após 17 anos, assim como a ID Buzz, que é tratada pelos fãs e pela própria Volkswagen como sucessora da icônica Kombi .

“Ao unir forças, teremos a oportunidade de engajar novos grupos no que diz respeito à mobilidade elétrica , inovação e digitalização. Nesse sentido, estamos realmente entusiasmados em trabalhar em conjunto com algumas das melhores equipes criativas da indústria cinematográfica”, disse Klaus Zellmer, membro do Conselho de Vendas e Marketing da Volkswagen.

A parceria também marca o início de Ewan McGregor como novo embaixador da Volkswagen, fã declarado da marca, o ator participou da estréia mundial do modelo em março: “O ID Buzz realmente tem personalidade. Isso é incomum para um carro novo e coloca um sorriso no meu rosto. Eu acho que é um carro muito feliz” , declarou o ator.

A marca Volkswagen está em transição desde 2016. Como parte dessa mudança, um novo logotipo e design da marca foram introduzidos, quando a fabricante passou a concentrar seus esforços para o desenvolvimento da mobilidade elétrica.

Além disso, com a nova linguagem, a VW também está adotando novas abordagens em suas atividades de comunicação de marketing, e patrocina eventos de entretenimento e tecnologias como o festival de cinema e música South by Southwest (SXSW) que aconteceu em março de 2022 em Austin, Texas.

O VW ID Buzz será equipado com o que a marca tem de melhor atualmente, as baterias tem capacidade de 77 kWh e podem alcançar até 423 km de autonomia no ciclo WLTP e a fabricante afirma que pode carregar de 5 a 80% em 30 minutos.

Assim como na lendária Kombi , o motor será posicionado na traseira do veículo, mas acima do eixo, e entrega 204 cv e 31,6 kgfm de torque. Inicialmente, estarão disponíveis apenas a versão de 5 lugares e uma versão de  carga, mas no futuro haverá opções de sete lugares, chassis longo e uma versão picape não foi descartada pela Volkswagen .

O ID Buzz começou a ser vendido neste mês na Alemanha e deve chegar à América do Norte no ano que vem. Com preços partindo de R$ 335.172 em conversão direta, a sucessora da Kombi é esperada para o Brasil, apesar do valor elevado.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso