conecte-se conosco


Esportes

Tricolor elimina Cruzeiro e agora tem Choque-Rei nas semifinais da Copinha

Publicado

Esportes


Na raça, na técnica e no coração, o São Paulo se classificou para as semifinais da Copinha! Em um jogo repleto de emoções, o Tricolor venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada, e garantiu sua vaga na próxima fase da competição, em duelo realizado nesta quarta-feira (19), no Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP). Ageu abriu o placar para os mineiros, mas Maioli e Vitinho marcaram e ajudaram o time são-paulino a construir a virada.

CONFIRA MAIS FOTOS DA PARTIDA

A equipe “Made In Cotia” agora vai encarar o Palmeiras, no próximo sábado (22), às 19h, na Arena Barueri, em um Choque-Rei que vai definir um dos finalistas da Copinha 2022. A outra semifinal será entre Santos e América-MG, nesta sexta-feira (21), às 20h, no Anacleto Campanella.

Antes e durante o jogo desta quarta (19), contra o Cruzeiro, houve problema com a energia elétrica na região do Anacleto Campanella, provocando apagões nos refletores do estádio e ocasionando atrasos para iniciar a partida e uma paralisação no primeiro tempo.

Aos 31 minutos da etapa inicial, o Cruzeiro abriu vantagem após cobrança de escanteio pelo lado direito do ataque; Ageu subiu mais que a zaga tricolor e fez 1 a 0. Após 18 minutos de paralisação pela falta de energia no estádio, o São Paulo voltou melhor e conseguiu o empate aos 65 minutos; Caio cruzou da direita e Maioli aproveitou: 1 a 1, placar do primeiro tempo.

Na etapa complementar, o Tricolor dominou as ações do jogo e colocou muita pressão no adversário, buscando a vitória com técnica e vontade. Após diversas chances criadas, o time “Made In Cotia” foi premiado com um gol na raça. Aos 33 minutos, depois de um bate e rebate na área, Vitinho chutou com força, a bola desviou no zagueiro cruzeirense e entrou: 2 a 1 para o Tricolor!

Com justiça, o time comandado pelo técnico Alex conseguiu a classificação para as semifinais da Copinha de 2022. Agora, o desafio será o Choque-Rei no sábado (22), às 19h, na Arena Barueri.

Cruzeiro 1×2 São Paulo

São Paulo: Young; Nathan, Guilherme, Beraldo e Petri; Pablo, Léo e Luiz Henrique (Patryck, 49’/2°T); Vitinho (Ythallo, 40’/2°T), Caio (Negrucci, 49’/2°T) e Maioli (João Adriano, 27’/2°T). Técnico: Alex de Souza.

fonte: http://www.saopaulofc.net/noticias/noticias/futebol-de-base/2022/1/20/tricolor-elimina-cruzeiro-e-agora-tem-choque-rei-nas-semifinais-da-copinha

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Nos pênaltis, Corinthians elimina o Boca e avança na CONMEBOL Libertadores

Publicado

O Corinthians foi a Buenos Aires, nesta terça-feira (5), para enfrentar o Boca Juniors no Estádio La Bombonera pela partida decisiva das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores.
Após o empate em 0 a 0 no tempo normal, a partida foi decidida nos pênaltis. E brilhou a estrela do GIGANTE Cássio: o goleiro do Timão pegou dois pênaltis e o Alvinegro avançou para as quartas de final da competição.
Os gols do Corinthians nos pênaltis foram convertidos por: Fábio Santos, Cantillo, Róger Guedes, Roni, Lucas Piton e Gil, finalizando a série com um placar de 6 a 5.
O Timão agora espera o próximo adversário da CONMEBOL Libertadores, que sairá do confronto entre Flamengo e Tolima. A partida ocorre nesta quarta-feira (7).
Escalação
O técnico Vítor Pereira escalou o Corinthians com a seguinte formação: Cássio; Rafael Ramos, João Victor, Raul e Fábio Santos; Du Queiroz, Cantillo e Giuliano; Gustavo Mantuan, Lucas Piton e Róger Guedes. Entraram no decorrer da partida: Gil, Giovane, Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo. Ainda ficaram à disposição no banco de reservas: Matheus Donelli, Robson, Willian, Biro, Robert, Xavier, Felipe.
Primeiro tempo
Logo aos três minutos de partida, o Boca Juniors foi ao ataque. O atacante argentino fez o drible em João Victor e avançou para a área, mas Cássio estava atento e fez a defesa. A bola escapou do camisa 12 e bateu no argentino, dando tiro de meta para o Timão. Aos seis, mais uma vez a equipe argentina chegou com perigo. Em um chute pela esquerda, Cássio mais uma vez fez uma excelente defesa.
Em um contra-ataque muito rápido do adversário, aos 18 minutos, a bola sobrou sozinha para o atacante argentino, que na cara do gol furou e mandou pra fora. Aos 26 minutos, Raul Gustavo foi afastar a bola e acertou com o cotovelo o jogador argentino. Após a checagem do VAR, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante adversário chutou na trave! O placar seguiu zerado em Buenos Aires.
O restante do primeiro tempo foi de pressão do Boca sobre o Timão. Ao final dos 45, o árbitro deu quatro minutos de acréscimo.
Neste período, o zagueiro João Victor se machucou e teve de ser substituído. No lugar dele entrou Gil. Com a parada para o atendimento, o árbitro acrescentou mais dois minutos antes de encerrar o primeiro tempo.
Segundo tempo
A segunda etapa iniciou sem mais alterações no Alvinegro.
Logo no primeiro minuto de jogo, Mantuan tentou ligar o contra-ataque, foi derrubado e o adversário tomou cartão amarelo. O camisa 31 acabou se contundindo e foi substituído por Giovane. Aos 13 minutos, o Boca chegou mais uma vez: o camisa 9 do time argentino tentou cavar por cima de Cássio, mas a bola foi por cima do gol.
O técnico Vítor Pereira fez mudança tripla no Timão aos 22 minutos: saíram Du Queiroz, Giuliano e Rafael Ramos e entraram Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo.
O Corinthians tentou buscar espaços, mas o Boca Juniors estava bem postado defensivamente e não deixou o Timão avançar. Nas chegadas da equipe argentina, a zaga alvinegra afastou o perigo da área.
Ao final no tempo regulamentar, o árbitro deu cinco minutos de acréscimo. No último minuto de jogo, o Boca arriscou de fora da área e a bola foi para fora. O árbitro finalizou e a partida foi para as cobranças de penalidades máximas.
Decisão nos pênaltis
A série foi iniciada com o Boca cobrando. Rojo foi pra bola e converteu, 1 a 0. Fábio Santos abriu a série pelo Timão: o camisa 26 foi para a bola e também converteu, 1 a 1.
A segunda cobrança da equipe argentina foi feita por Isquerdoz, que colocou o time novamente em vantagem, 2 a 1. Cantillo então bateu o pênalti pelo Timão e empatou a série, 2 a 2.
Na terceira rodada de cobrança, Villa foi para a bola pelo Boca e CÁSSIO FEZ A DEFESA!! Foi a fez de Raul cobrar para o Timão. O zagueiro foi para a bola e o goleiro argentino também fez a defesa, seguiu 2 a 2.
A quarta cobrança do Boca foi de Fernandez. O jogador colocou o adversário em vantagem novamente, 3 a 2. Bruno Melo foi para a bola pelo Timão e errou a cobrança.
Benedetto cobrou o pênalti pelo Boca e também errou!!! A última cobrança da série normal foi feita por Róger Guedes. O camisa 9 empatou a série, 3 a 3.
A decisão foi para as alternadas. O primeiro a cobrar foi Romero, que converteu, 4 a 3. Roni foi para a cobrança pelo Timão e fez o gol! 4 a 4.
Varella foi o próximo a bater pelos argentinos e converteu, 5 a 4. Lucas Piton foi para a bola pelo Timão e empatou, 5 a 5.

Defesa de Cássio. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
A terceira cobrança das alternadas foi iniciada por Ramirez. O camisa 20 do Boca cobrou e CÁSSIO DEFENDEU! A cobrança do Timão foi feita por Gil. O camisa 4 cobrou a classificação do Timão foi garantida.
Placar final: 6 a 5 para o Corinthians.

Cobrança de Gil que garantiu a classificação alvinegra. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Próximo jogo
O próximo jogo do Corinthians ocorre no próximo domingo (10), às 16h, na Neo Química Arena, contra a equipe do Flamengo, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Categoria(s): Futebol

fonte: https://www.corinthians.com.br/noticias/nos-penaltis-corinthians-elimina-o-boca-e-avanca-na-conmebol-libertadores

COMENTE ABAIXO:

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Sofrido, suado e histórico! É o Furacão de novo nas quartas!

Publicado

Com o coração explodindo no peito do torcedor! Assim foi a classificação rubro-negra para as quartas de final da CONMEBOL Libertadores. No Paraguai, o Furacão saiu atrás e foi buscar no último minuto o gol de empate. Da vitória no confronto com o Libertad!

E o gol veio com a estrela de um piá do Caju! Rômulo entrou em campo aos 30′ do segundo tempo, no lugar de Vitor Roque. E aos 45′, finalizou duas vezes na mesma jogada para colocar na rede a bola que deixou o Athletico entre os oito melhores do continente.

O campeão paraguaio ficou pelo caminho!

É o Rubro-Negro repetindo o feito de 2005 e voltando às quartas de final após 17 anos! Agora, é esperar pelo adversário, que sairá do confronto entre Estudiantes, da Argentina, e Fortaleza, que estão empatados e fazem o jogo de volta nesta quinta-feira (7).

A busca pela glória eterna continua!

O Jogo

Uma finalização de Caballero, dando trabalho a Bento ainda no primeiro minuto de jogo, foi uma mostra do que seria a partida no Defensores del Chaco. O bom e experiente time do Libertad não daria um instante para o Athletico respirar.

O Rubro-Negro teve bons contra-ataques no início. Em passe de Vitor Roque, Erick bateu cruzado e Martín Silva defendeu. Cuello finalizou da entrada da área e mandou por cima do gol. E Vitor Roque foi puxado dentro da área, em um lance não marcado pela arbitragem.

A equipe paraguaia, porém, era quem tinha a bola quase o tempo todo a seus pés. E tocando pelo centro do campo, criava grandes dificuldades à marcação athleticana. Aos 31′, Bento evitou o gol adversário, com uma grande defesa em chute de Roque Santa Cruz.

A maioria dos ataques do Libertad não terminavam em chances reais. Mas bola rondando sempre a área era um perigo constante para o Furacão. E no último lance da primeira etapa, aos 48′, saiu o gol do time da casa, em uma bela jogada de Roque Santa Cruz.

No segundo tempo, o Athletico conseguiu reduzir os espaços para a criação do Libertad. Mas também não conseguiu chegar muitas vezes de forma contundente ao ataque.

O Libertad parou novamente em Bento, que salvou em uma cabeçada de Roque Santa Cruz. E o Furacão teve sua melhor chance em uma arrancada de Vitor Roque, que terminou com uma bomba da entrada da área e uma grande defesa de Martín Silva.

Isso até os 45′. Foi então que o Rubro-Negro teve uma falta pela direita em seu campo de ataque. E dois piás do Caju que saíram do banco definiram a classificação. Khellven cruzou. Rômulo cabeceou. Martín Silva defendeu. Mas no rebote, Rômulo estava lá para mandar para a rede e fazer um pouco de história!

Ficha técnica: Libertad 1×1 Athletico Paranaense
CONMEBOL Libertadores 2022: Oitavas de final – Jogo de volta
Data: 05/07/2022
Horário: 21h30
Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Assistentes: Richard Trinidad (Uruguai) e Andrés Nievas (Uruguai)
Quatro árbitro: Guillermo Guerrero (Equador)
Árbitro de vídeo: Carlos Orbe (Equador)

Libertad: Martín Silva; Piris, Viera, Barboza e Samudio; Cabellero, Díaz (Campuzano, aos 32′ do 2º tempo), Gómez (Mendieta, no intervalo) e Merlini (Bareiro, aos 32′ do 2º tempo); Melgarejo e Santa Cruz (Cardozo, aos 41′ do 2º tempo)
Técnico: Daniel Garnero
Gol: Santa Cruz, aos 48′ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Piris e Barboza

Athletico Paranaense: Bento; Orejuela (Khellven, aos 16′ do 2º tempo), Pedro Henrique, Nico Hernández e Abner; Erick, Hugo Moura (Matheus Fernandes, no intervalo) e David Terans (Vitor Bueno, aos 16′ do 2º tempo); Canobbio (Marcelo Cirino, aos 30′ do 2º tempo), Vitor Roque (Rômulo, aos 30′ do 2º tempo) e Tomás Cuello
Técnico: Luiz Felipe Scolari
Gol: Rômulo, aos 44′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Abner, Vitor Roque, Pedro Henrique e Matheus Fernandes

Foto: José Tramontin/athletico.com.br

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso