conecte-se conosco


Saúde

Saúde diz que voos para entregar vacina infantil foram cancelados

Publicado

Saúde


source
Saúde diz que voos para entregar vacina infantil foram cancelados
Reprodução

Saúde diz que voos para entregar vacina infantil foram cancelados

O ministro Marcelo Queiroga afirmou nesta sexta-feira que a pasta não atrasou a entrega das doses da vacina infantil aos estados. Em reunião realizada com a equipe técnica, o ministro foi informado que dos 26 voos previstos para levar os imunizantes aos estados, 12 foram alterados ou cancelados, inclusive em função da tripulação estar com Covid.

“Ficou claro que o Ministério da Saúde não atrasa nada, nós trabalhamos para antecipar essas políticas públicas que são de interessa da população brasileira”, disse Queiroga, que cobrou mais uma vez dos estados que vacinem a população, citando várias vezes que a pasta entregou 70 milhões de doses.

“O Brasil não atrasou um dia sequer vacinação”, afirmou.

A primeira remessa da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou na noite de ontem ao Brasil.  De acordo com o diretor Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Ridalto Lúcio Fernandes, houve um atraso médio de cinco horas em função das alterações nos voos.  De acordo com o diretor, apenas um voo não foi remarcado.

“O Voo Piauí até agora não pode ser marcado ainda porque a empresa aérea teve que cancelar o voo original em virtude da tripulação estar com Covid”, disse Fernandes, garantindo que todas as doses serão entregues ainda nesta sexta-feira.

Ele informou também que algumas  caixas de vacina tiveram problemas de medição de temperatura, elas foram separadas e estão sendo “tratadas a parte”.  São quatro caixas com problema de um toral de 208.

Leia Também

Mais doses de vacina

Na reunião, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, informou que mais

1,2 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a Covid para crianças vão chegar neste domingo. Houve uma antecipação. Também há uma sinalização do laboratório de no primeiro trimestre entregar mais 10 milhões de doses.

“Ontem, respondemos que o Brasil tem interesse nos 10 milhões de doses, mas ainda não sabemos como isso será entregue ao longo dos meses. Estamos tentando que tudo isso seja entregue ainda em fevereiro”, afirmou o secretário.

Em nota, o Ministério da Saúde diz que antecipou o envio das vacinas pediátricas aos estados e todas as doses serão entregues em menos de 48 horas após a chegada ao Centro de Distribuição. “Mudanças pontuais na logística dos voos não vão afetar o início da vacinação pediátrica, que dependem ainda do controle de qualidade dos órgãos competentes”, diz o texto.

De acordo com a Latam, os voos informados anteriormente eram uma previsão. As vacinas embarcam em seus voos comerciais de forma gratuita por meio do seu programa Avião Solidário.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Fiocruz aponta piora na ocupação de leitos de UTI por Covid-19 no SUS

Publicado


source
 UTI do hospital Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo.
Gustavo Basso/Creative Commons

UTI do hospital Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo.

A ocupação de leitos públicos de unidade de terapia intensiva (UTI) para adultos com covid-19 está piorando com a rápida disseminação da variante Ômicron, avaliaram pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no boletim do Observatório Covid-19 divulgado hoje (26).

“Não se pode ignorar que o quadro está piorando, apesar de estar claro que o cenário com a vacinação é muito diferente daquele observado em momentos anteriores mais críticos da pandemia, nos quais se dispunha de muito mais leitos”, diz o boletim, que pondera que pessoas totalmente imunizadas são pouco suscetíveis a essas internações, mas comorbidades graves ou idade avançada podem deixá-las vulneráveis.

Os pesquisadores explicam que mesmo com uma proporção menor de casos gerando internações em UTI, os números se tornam expressivos por causa da grande transmissibilidade da variante Ômicron, que é mais contagiosa.

Leia Também

O aumento no número de internações já levou 12 estados à zona de alerta intermediário, em que entre 60% e 80% dos leitos de UTI estão ocupados. Além disso, as internações chegaram à zona crítica, com ao menos 80% de leitos ocupados, em Pernambuco (81%), Espírito Santo (80%), Goiás (82%), Piauí (82%), Rio Grande do Norte (83%), Mato Grosso do Sul (80%) e Distrito Federal (98%).

O boletim informa que, entre as 25 capitais com taxas divulgadas, nove estão na zona de alerta crítico: Porto Velho (89%), Rio Branco (80%), Macapá (82%), Fortaleza (93%), Natal (percentual estimado de 89%), Belo Horizonte (95%), Rio de Janeiro (98%), Cuiabá (89%) e Brasília (98%).

É fundamental empreender esforços para avançar na vacinação e controlar a disseminação da Covid-19, com o endurecimento da obrigatoriedade de uso de máscaras e de passaporte vacinal em locais públicos, e deflagrar campanhas para orientar a população sobre o autoisolamento ao aparecimento de sintomas, evitando, inclusive, a transmissão intradomiciliar”,  informa o documento.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Covid-19: estudo sueco aponta pacientes mais propensos à Covid longa

Publicado


source
Identificação precoce de pessoas propensas à covid longa pode auxiliar na descoberta de um tratamento para a condição
André Biernath – Da BBC News Brasil em São Paulo

Identificação precoce de pessoas propensas à covid longa pode auxiliar na descoberta de um tratamento para a condição

Um estudo publicado na revista Nature Communications aponta que níveis baixos de alguns anticorpos específicos são mais comuns em pacientes que desenvolveram a  Covid longa – condição em que os sintomas da doença persistem por meses.

A descoberta foi realizada por Pesquisadores do Hospital Universitário de Zurique, na Suíça. Eles combinaram fatores como a idade do paciente, um diagnóstico de asma e detalhes sobre os seus sintomas de covid e, com isso, observaram uma “assinatura de anticorpos”. Dessa forma, puderam identificar pessoas com maior risco de desenvolver sintomas de covid-19 por um longo período.

A pesquisa foi realizada com 175 pacientes com covid-19 e 40 pessoas saudáveis. Entre os pacientes com covid, 134 foram acompanhados por até 1 ano depois da infecção. Mesmo que ainda não seja possível prever o risco de uma pessoa ter covid longa antes da contaminação, pois são necessários detalhes dos seus sintomas, a combinação de baixos níveis de anticorpos específicos com asma pode indicar um risco maior.

“Espera-se que isso melhore o atendimento a pacientes com covid de longa duração, além de motivar grupos de alto risco, como pacientes asmáticos, a serem vacinados e, assim, prevenirem a covid longa” , disse o médico Carlo Cervia, um dos principais autores do estudo, ao The Guardian.

Apesar da covid longa ainda não ter uma cura, a identificação de pessoas com maior risco pode ajudar os médicos a direcionar o tratamento de forma precoce. Tratamentos com anticorpos, antivirais e anti-inflamatórios reduzem o risco da doença e vacinas podem aliviar os sintomas.

Outra probabilidade é que o estudo auxilie, de alguma forma, a descobrir o que causa a doença em determinadas pessoas. Mas para isso são necessários mais estudos, dizem os especialistas.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso