conecte-se conosco


Carros

Saiba os prós e contras do GNV para fugir do alto preço da gasolina

Publicado

Carros


source
GNV: economia não é o único fator envolvido na questão da conversão que custa entre R$ 5 mil e R$ 9 mil hoje em dia
Divulgação

GNV: economia não é o único fator envolvido na questão da conversão que custa entre R$ 5 mil e R$ 9 mil hoje em dia

Com a gasolina custando mais de R$ 7 o litro em várias regiões do Brasil já tem muita gente pensando em converter o carro para funcionar com GNV. Segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo) a economia em relação ao derivado de petróleo é de 51,3% e se comparado ao etanol chega a 55,8%. Porém, há prós e contras que envolvem a escolha da conversão.

Gasta-se 51,3% menos ao usar GNV na comparação com a gasolina a economia chega a 55,8%, mas é preciso salientar que, em média, precisa-se de 32 meses para pagar o investimento do kit gás para quem roda 500 quilômetros no mês. Portanto, a questão do custo mais baixo do GNV é mais interessante para quem costuma rodar bastante com o carro. Ouça mais detalhes a seguir.


Principalmente no caso da conversão de carro movidos apenas a gasolina para GNV, a redução do rendimento do motor é maior, por causa da menor taxa de compressão. No caso dos kits de GNV de 5ª geração , em média, a perda de potência chega a 5%. Além disso, há casos em que é recomendável ajustar a suspensão por caisa do peso extra dos cilindros de gás.

Conforme especialistas, o gás natural tem uma emissão de gases poluentes 15% menor que o etanol e 20% menor do que a gasolina. Isso ocorre porque a queima do GNV é muito mais completa do que a da gasolina e do etanol . Além disso, o gás natural também é mais seguro. Por ser um combustível mais leve que o ar e possuir uma queima menor.

Leia Também

Outra desvantagem ainda é que os veículos zero quilômetro perdem a garantia de fábrica depois que o equipamento de gás é instalado. A justificativa é que o carro com GNV sofre alterações em sua estrutura.

De acordo com especialistas, um carro com GNV desvaloriza, em média, de 15% a 20% na hora da venda ou troca por outro veículo . Isso porque o carro se torna modificado, ou seja, não é mais original de fábrica. Além disso, a venda deste tipo de veículo costuma ser mais difícil e geralmente é associado a perfil de motoristas que rodam muito

Não é barato o custo com a instalação do equipamento que permite que o veículo seja abastecido com GNV . Hoje em dia, varia de R$ 5 a 9 mil, dependendo do tamanho do cilindro e do modelo do automóvel. Esse investimento no carro com GNV valerá a pena a médio e longo prazo.

Também é importante ficar atento às normas para uso do GNV . Para poder rodar com um carro com kit GNV é preciso passar por uma vistoria anual de segurança junto ao Inmetro, atestando de qualidade do equipamento e assim obter o selo que permite a circulação desse veículo.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros

BMW inicia pré-venda do SUV elétrico BMW iX no Brasil

Publicado


source
BMW iX chegará para disputar no ainda seleto segmento dos elétricos, mas na
Divulgação

BMW iX chegará para disputar no ainda seleto segmento dos elétricos, mas na “régua” de cima

A BMW anuncia o lançamento do SUV elétrico BMW iX no Brasil. Em período de pré-venda, chega nas versões Drive40 e xDrive50 Sport, com preços a partir de R$ 654.950 e R$ 799.950, respectivamente. Destaque do modelo é que traz os desenvolvimentos mais recentes da marca alemã.

O modelo é concebido a partir de uma plataforma feita especificamente para carros elétricos, com estrutura que prioriza o aumento de rigidez e redução de peso. O carro mescla o uso de alumínio e fibra de carbono em sua construção e carroceria. Enquanto isso, o design se destaca pelo coeficiente aerodinâmico de apenas cx 0,25.

O conjunto de baterias do BMW iX fica posicionado no assoalho. Conta com 76,6 kWh de capacidade na versão xDrive40 e 111,5 kWh na versão xDrive50. Com base no ciclo WLTP, o BMW iX chega ao Brasil com autonomia de até 425 km e 630 km, respectivamente, nas versões xDrive40 e xDrive50.

Equipado com dois motores, um no eixo dianteiro e um no eixo traseiro, o BMW iX tem tração integral xDrive de série. Os motores elétricos entregam 326 cv e 64,2 kgfm de torque na versão xDrive40 e 523 cv e 78 kgfm de torque na versão xDrive50.

A aceleração de 0 a 100 km/h é de 6,1 segundos e 4,6 segundos, respectivamente, enquanto a velocidade máxima é limitada a 200 km/h em ambos para preservação da bateria. O sistema de tração nas quatro rodas do BMW iX tem controle eletrônico e transmite exatamente a quantidade certa de torque para as rodas dianteiras e traseiras de acordo com a necessidade.

O veículo também conta com teto solar panorâmico, head-up display, ar condicionado digital de 4 zonas, sistema de som premium com 30 alto-falantes e 1.615W (xDrive 50), painel com duas telas curvas, com 12,3” e 14,9”, Assistente Pessoal Inteligente BMW, reconhecimento de voz, sistema Shy Tech para controlar as funções do sistema multimídia por comandos de voz, gestos, tato ou mesmo pelos botões.

Leia Também

O BMW iX vem equipado ainda com o sistema Driving Assistant Professional, que engloba o controle de cruzeiro adaptativo, frenagem de emergência, alerta de tráfego cruzado, assistente de permanência em faixa e um conjunto de cinco câmeras, cinco sensores de radar e 12 sensores ultrassônicos ​​para monitorar os arredores do veículo.

Versão apimentada

BMW iX M60: Esportivo elétrico que aprimora ainda mais a eficiência do conjunto
Divulgação

BMW iX M60: Esportivo elétrico que aprimora ainda mais a eficiência do conjunto

A BMW apresenta a nova versão de alto desempenho do SUV elétrico iX, chamada M60. Foi feito um anúncio virtual durante a CES 2022,  feira de tecnologia que acontece até o fim da semana em Las Vegas (EUA). As vendas globais do BMW iX M60 começam em junho. O preço no Brasil ainda não foi divulgado, mas nos EUA o modelo sairá por US$ 106.095 (aproximadamente R$ 600 mil, em conversão direta).

A novidade traz a mesma bateria de 111,5 kWh e o mesmo trem de força de um iX padrão. Entretanto, nessa versão, produz 619 cv e 112 kgfm, quando o modo mais esportivo é selecionado. Sem a opção, gera 532 cv e 104 kgfm. Além do aumento significativo da potência, teve ajustes na suspensão, algo que melhora sua dinâmica e sua aceleração. Vai de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos..

A divisão M também se preocupou com o peso do SUV elétrico . Vários componentes de ponta foram utilizados na construção do carro, como o conceito de spaceframe de alumínio e a estrutura de carbono no teto. A bateria de alta tensão ainda foi instalada no assoalho ao centro da carroceria, a fim de garantir uma distribuição mais equilibrada da carga por eixo.

A BMW estima um alcance de 566 quilômetros para o iX M60 , baseado no status de desenvolvimento do veículo até o momento. Como o xDrive50, o novo SUV é compatível com carregamento rápido de até 250 kW, o que permite uma recarga de 10% a 80% em cerca de 35 minutos.

Visualmente, o M60 apresenta um design parecido aos outros SUVs da linha iX, com as pinças de freio pintadas em azul e os logotipos e símbolos no tom Titanium Bronze. Por dentro, o modelo fornece um amplo espaço, bem projetado e repleto de tecnologia com as plataformas digitais BMW Live Cockpit Professional e BMW Natural Interaction, que permite que as funções sejam operadas por fala e gestos. Assentos, volante, apoio de braço e painel de instrumentos são todos climatizados.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Lamborghini anuncia fim dos carros com motor totalmente a combustão

Publicado


source
Lamborghini focará seus esforços no desenvolvimento de motores eletrificados
Divulgação

Lamborghini focará seus esforços no desenvolvimento de motores eletrificados

A Lamborghini revela que 2022 será o seu último ano com oferta de carros movidos apenas por gasolina. Essa informação foi divulgada pelo CEO da marca, Stephan Winkelmann. O foco passará a ser a eletrificação dos carros, que não deixarão de contar com um motor a combustão, para, assim, tornarem-se híbridos. Além disso, haverá um modelo 100% elétrico até 2028, conforme a fabricante.

Na agenda da Lamborghini , temos o fim do Aventador para ser substituído por um outro hiper-carro híbrido. Em 2023, será a vez do SUV Urus . Em 2025, por sua vez, o Huracán passará a ser eletrificado. Assim, o CEO terá apenas carros híbridos em seu portfólio, antes de 2025, com a intenção de reduzir as emissões de CO2 em pelo menos 50%.

O executivo acredita ainda que os clientes da marca estão preparados para essa mudança de paradigma: “Com certeza, eles sabiam que a hibridização chegaria. Sempre dissemos que não precisaríamos ser os primeiros, mas uma vez que entrássemos nesse universo, seríamos os melhores. Isso é algo que temos convicção de que vá acontecer”, disse em entrevista à revista britânica Autocar .

Apesar da meta, já afirmaram que o emblemático V12 não está próximo do seu fim. Muito pelo contrário: o sucessor do Aventador ganhará um novo V12. Winkelmann disse para a Autocar que um motor de seis cilindros — como acontece na Porsche e Audi — não está nos planos, já que os grandes motores, como o V10 e o V12, são parte da herança da marca e estão no DNA da companhia.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso