conecte-se conosco


Direto de Brasília

Acusado de celebrar soltura de Lula, Bolsonaro ataca Moro: ‘Mentiroso deslavado’

Publicado

Direto de Brasília


source
Jair Bolsonaro (PL) durante live da última quinta-feira (2)
Reprodução / YouTube

Jair Bolsonaro (PL) durante live da última quinta-feira (2)

Durante transmissão nas suas redes sociais, o  presidente Jair Bolsonaro (PL) mirou seus ataques no ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (Podemos), que nesta semana lançou um livro em que afirmou que Bolsonaro teria comemorado a decisão que soltou o ex-presidente Lula porque isso o beneficiaria politicamente.

O ex-ministro se filiou ao Podemos no início de novembro de olho nas eleições presidenciais do ano que vem. Nesta semana, ao lançar uma autobiografia, Moro afirmou que o presidente Bolsonaro teria comemorado a decisão que libertou o ex-presidente Lula, então preso em Curitiba pela Lava-Jato.

“Ele diz que ouvia no Palácio que eu achava que era bom politicamente. Tá de brincadeira. Mentiroso deslavado”, afirmou Bolsonaro.

Leia Também

O presidente falou de Moro por seis minutos ininterruptos na transmissão. Em boa parte, relembrou que, durante o vazamento de mensagens trocadas entre ele e os procuradores da Lava-Jato, prestigiou o ministro com agendas públicas. Na ocasião, Bolsonaro levou Moro para partidas de futebol e outros eventos.

“Falta de caráter é o mínimo que posso falar desse cara. Tem o direito de se candidatar e o povo vai saber se merece ou não o voto. Agora, fazer campanha na base da mentira? Aprendeu rápido a velha política, hein, Moro?” disse.


Bolsonaro também rebateu as críticas do juiz de que ele teria se aproximado do Centrão.

“Ele não sabia os partidos que eu integrei antes do governo? O tal do Centrão são quase 300 deputados. Para aprovar qualquer coisa, precisa de deputados desses partidos. Como se todo mundo do Centrão não prestasse” afirmou.

Comentários Facebook

Direto de Brasília

Após prévias, Doria é aconselhado a não disputar comando do PSDB

Publicado


source
Após prévias, Doria é aconselhado a não disputar comando do PSDB
Reprodução

Após prévias, Doria é aconselhado a não disputar comando do PSDB

Após vencer as prévias num processo marcado por uma guerra interna, o  governador de São Paulo, João Doria, tem sido aconselhado a unir o partido e evitar a disputa da presidência do PSDB, em maio.

Uma das possibilidades sob avaliação nos bastidores é a prorrogação do mandato do presidente nacional, Bruno Araújo, além de todos os chefes de diretórios municipais e estaduais.

A ideia seria evitar um novo racha que pudesse refletir na candidatura de Doria, já que ele está focado em agendas positivas e aposta na redução de sua rejeição e na melhora da avaliação de seu governo em São Paulo.

Uma reunião da executiva nacional do partido deve discutir o assunto na quinta-feira da semana que vem, quando será feita uma avaliação da situação da sigla nas disputas estaduais.

Leia Também

Nas duas últimas eleições, o ex-governador Geraldo Alckmin e o deputado Aécio Neves concorreram à Presidência da República enquanto comandavam o partido.


Caso Doria optasse por esse caminho, tucanos experientes avaliam que o partido poderia mergulhar numa nova crise interna.

Comentários Facebook
Continue lendo

Direto de Brasília

Políticos lamentam morte da mãe de Bolsonaro; confira

Publicado


source
Políticos lamentam morte da mãe de Bolsonaro; confira
Reprodução

Políticos lamentam morte da mãe de Bolsonaro; confira

Após o anúncio da  morte da mãe do presidente Jair Bolsonaro pelas redes sociais, na madrugada desta sexta-feira, políticos prestaram solidariedade à família do chefe do Executivo. Olinda Bonturi Bolsonaro, de 94 anos, estava internada desde a segunda-feira, no Hospital São João, em Registro, interior de São Paulo. A causa da morte ainda não foi informada.

O filho do presidente e vereador Carlos Bolsonaro, foi um dos primeiros a se manifestar na web: “Owwwww meu Grande Pai”, escreveu ele no Twitter.

Logo depois o deputado Eduardo Bolsonaro também usou uma rede social para compartilhar a notícia. “Na memória momentos doces da minha infância até os mais recentes com ela e sua risada peculiar”.

O ministro do Turismo, Gilson Machado prestou sua homenagem, assim como a ministra Damares Aleves que disse estar orando por toda a família.


Leia Também

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), lamentou a morte da mãe do presidente. 

A Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República postou condolências pelo falecimento de Olinda.

Na postagem, Bolsonaro publicou, ainda, um vídeo com imagens de família, na companhia da mãe. A causa da morte ainda não foi informada

O presidente, que estava em viagem internacional – havia chegado na manhã de quinta-feira a Paramaribo, no Suriname, também comunicou que voltará ao Brasil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso