conecte-se conosco


FESTAS

Cuiabá libera eventos privados de réveillon para vacinados e pessoas com teste negativo para Covid

Publicado

Destaque

Depois de reunião com o setor de bares e eventos, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decidiu liberar a realização festas privadas de réveillon, mediante apresentação do passaporte da vacina ou realização de exame RT-PCR, realizado com até 48 horas de antecedência. As festas públicas de Ano Novo e Carnaval foram canceladas pela gestão municipal, por conta da variante ômicron.

Segundo a prefeitura, os Decretos 8.831/2021 e 8.832/2021, que irão regulamentar à adoção das medidas, serão publicados em edição da Gazeta Municipal de quinta-feira (2).

No entanto, apesar de liberar os eventos privados, os eventos públicos de promoção de festas de virada do ano, assim como o Carnaval 2022, permanecem cancelados. “Sabemos dos reflexos causados pela pandemia e, o gestor, necessita de sensibilidade, respeito e diálogo. O setor já foi sistematicamente penalizado com as medidas de enfrentamento à Covid”, disse o prefeito.

Segundo o decreto 8.832/2021, o cartão de vacina, também chamado de ‘passaporte’ e o teste PCR serão obrigatórios nos estádios, ginásios esportivos, cinema, teatro, museu, salão de jogos, casa de shows e apresentação artística em geral, hospitais públicos e privados e órgãos públicos municipais.

A Prefeitura de Cuiabá destacou que as exigências valerão também para adolescentes acima de 12 anos.

Durante a reunião, foi definido que a exigência de cobrança da apresentação do cartão vacina ou exame RT-PCR da Covid-19 será de responsabilidade dos organizadores do eventos e empresários.

Na reunião, o prefeito apresentou sua preocupação com as pessoas que ainda não se vacinaram na Capital. Segundo a prefeitura, 57 mil pessoas com mais de 18 anos não completaram o ciclo vacinal com as duas doses e 33% dos jovens e adolescentes foram vacinados.

“Vamos ampliar os polos e estudamos estratégias para fomentar o acesso à vacinação”, explicou Emanuel.

Para a presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Lorena Bezerra, o diálogo com a prefeitura foi importante e a reunião produtiva, ela destacou que o decreto foi construído em parceria com o setor e defendeu a necessidade de ampliação da vacinação para o fortalecimento da economia de Cuiabá.

Comentários Facebook

Destaque

Vacina anual da Covid seria melhor que reforços, diz CEO da Pfizer

Publicado

 

Vacina da Pfizer
Reprodução: Google/licenciáveis

Vacina da Pfizer

O presidente-executivo da Pfizer , Albert Bourla, disse que uma vacina anual contra a Covid-19 seria melhor que reforços frequentes. Devido ao aumento de casos do coronavírus, especialmente após o surgimento da variante Ômicron, alguns países expandiram os programas de reforço da imunização ou reduziram o intervalo entre as doses.

A vacina da Pfizer se mostrou eficaz para evitar casos graves e mortes em decorrência da Covid-19, mas menos eficiente na prevenção da transmissão da doença.

Durante entrevista, Bourla foi perguntado se acredita que as doses de reforço  serão administradas a cada quatro ou cinco meses regularmente.

“Este não será um bom cenário. O que eu espero (é) que tenhamos uma vacina que você terá que fazer uma vez por ano”, disse Bourla ao canal  N12 News de Israel nesse sábado (22). “Uma vez por ano, é mais fácil convencer as pessoas a fazê-lo. É mais fácil para as pessoas lembrarem. Então, do ponto de vista da saúde pública, é uma situação ideal. Estamos procurando ver se podemos criar uma vacina que cubra a Ômicron e não esqueça as outras variantes e isso pode ser uma solução.”

Leia Também

De acordo com ele, a Pfizer pode estar pronta para pedir a aprovação de uma nova versão da vacina para combater a variante e começar a produzi-la já em março.

Os Centros dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) informaram que uma terceira dose de uma vacina de mRNA é necessária para combater a Ômicron, fornecendo 90% de proteção contra internações.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Dois homens são presos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas

Publicado

 

Policiais militares da Força Tática prenderam dois homens, de 29 e 34 anos, por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na noite deste sábado (22.01), em Várzea Grande. Na ação, foram apreendidas duas espingardas, uma garrucha, 26 munições e cinco porções de substância análoga a cocaína.

Por volta de 23h, a equipe da Força Tática foi acionada para fazer averiguação de um suspeito, no bairro Costa Verde. No local, os policiais identificaram o suspeito, que empreendeu fuga em direção a um matagal ao ver a viatura, mas foi detido em seguida. Em revista, foi localizada uma garrucha calibre .22, com o suspeito. Questionado, o homem afirmou que em sua residência haveria mais armamentos.

Os policiais se deslocaram ao local informado e encontraram o segundo suspeito dentro do imóvel. O homem jogou alguns pacotes no chão e tentou fugir, sendo detido pela equipe policial. Em verificação pela casa, os policiais encontraram os pacotes jogados pelo suspeito, sendo cinco porções de substância análoga a cocaína.

Ainda em revista no imóvel, foram encontradas mais duas espingardas, sendo uma de calibre 20 e outra de calibre não identificado, e 22 munições de calibre .22 e cinco munições de calibre 20. Diante dos fatos, os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

Disque-Denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso