conecte-se conosco


Mato Grosso

Sema realiza visita técnica em Juína para aprimorar dados de manejo e exploração florestal

Publicado

Mato Grosso


Equipe de desenvolvimento em Tecnologia e Informação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realizou uma visita técnica em Juína para conhecer a realidade e verificar o funcionamento da coleta de dados em campo do manejo florestal, exploração e transporte de madeira.

A visita faz parte da implementação do sistema tecnológico de rastreabilidade de exploração florestal, que o estado vem desenvolvendo desde 2017, em contato com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para que o mesmo controle de rastreamento desenvolvido no estado seja implementado no restante do país.

“A implementação dessa proposta é para colocar um sistema que tenha o controle dessa matéria prima, mas que não engesse para o produtor de forma que ele não consiga trabalhar”, explicou a Superintendente de Gestão florestal da Sema-MT, Suely Bertoldi.

De acordo com Superintendente de Gestão Ambiental é fundamental que a equipe técnica de Tecnologia e Informação conheça o funcionamento do processo em campo, desde a coleta de dados em campo de manejo florestal até a exploração e o transporte, para a implementação do sistema de rastreabilidade de exploração florestal.

Parcerias

Para realizar a visita, a equipe da Sema contou com parcerias do Sindicato da Indústria Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (SIMNO) e do Centro de Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem).

“Hoje, nós estamos com a Sema que é o órgão licenciador então quanto mais próximos nós estivermos e o produtor e o industrial madeireiro estiverem alinhados com o órgão ambiental os erros são minimizados e a gestão se torna muito mais eficiente”, destacou Valdinei Bento dos Santos, diretor executivo do Cipem.

O presidente do do SIMNO, Edvaldo Dal Pozzo, elogiou a iniciativa da Sema e pontuou que a visita facilita no conhecimento da realidade local e auxilia na efetivação do projeto. “Eles vêm ver a dificuldade que temos aqui na estação da madeira e conhecer como funciona. Isso é muito importante para o desenvolvimento deste trabalho”.

A visita contou com a presença do prefeito de Juína, Paulo Veronese, que ressaltou a importância da visita técnica e parcerias entre os órgãos para beneficiar a região. “Hoje aqui no manejo florestal é mais um dia de campo, acompanhando os trabalhos da equipe da Sema, pensando no futuro, pensando nessa melhoria, enquanto empresário, enquanto engenheiro e enquanto equipe de exploração”

O empresário de Brasnorte Wilkler Fábio destacou como as instituições públicas tem visto as empresas de um modo diferente e vem tentando trabalhar em cooperação. “Hoje eles já veem a gente como uma forma real. Só tenho a agradecer por estar aqui visualizando a nossa realidade, para assim buscar melhorias para o nosso setor”.

Denúncias

A exploração ilegal de madeira é crime e pode ser denunciada pela Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-065-3838, pelo WhatsApp (65) 99321-9997, nas unidades regionais do órgão ambiental, ou ainda, pelo aplicativo MT Cidadão.

*Texto com supervisão de Renata Prata

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Empaer promove curso com cabaça para mulheres do campo em Alto Boa Vista

Publicado


A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parcerias com a Secretaria de Agricultura de Alto Boa Vista, desenvolve uma serie de cursos com agricultoras utilizando a cabaça como matéria prima. O objetivo é agregar uma fonte de renda e de integração entre as mulheres do campo da região.

A técnica ensinada com o fruto da árvore coité produz peças pintadas à mão em formato de galinha com características únicas, já que cada cabaça é específica, algumas mais arredondadas, outras mais ovais e alongadas.

De setembro a novembro, participaram do curso 39 agricultoras, uma parte delas da cidade de São Felix do Araguaia por estarem na divisa.

Exemplo da produtora Raquelma Reis Luz, 31 anos, que vive no Projeto de Assentamento Casulo Vida Nova, Boa Esperança, em Alto Boa Vista e fez o curso na sexta-feria (26.11). Ela disse que pretende plantar cabaça em sua propriedade e ter no futuro mais uma renda extra. “Já plantei a semente da cabaça que fiz o meu artesanato. Estou muito feliz pela oportunidade de participar do curso que esperava ansiosamente. Hoje planto para alimentar dois filhos de 06 e 13 anos. O curso me mostrou outras experiências de vida”.

Quem também está contente é a agricultora Elivabeth Francisca do Nascimento, 35 anos. Disse que foi o segundo curso realizado sob assistência técnica da Empaer e que se surpreendeu como domina bem na pintura. “Tudo é técnica e vi que tenho uma mão boa por nunca ter realizado um trabalho com pintura e fiquei surpresa com o resultado. Agora quero aperfeiçoar fazendo novas peças e presentear amigos e familiares e, quem sabe no futuro virar uma fonte de renda”, destaca ela.

Para o mês de dezembro serão mais três turmas no curso, duas em Alto Boa Vista e uma em São Felix do Araguaia.

A extensionista social da Empaer, Daniele Renata Alves Figueiredo, explica que o artesanato de galinha em cabaça é o mais procurado pelas agricultoras da região. Ela destaca que as secretarias de Agricultura ajudam na doação do material como a massa do biscuit, a tinta e os pinceis.

“Na região tem um produtor de cabaça que, em algumas ocasiões, realiza doações e, em outras, vende por um preço simbólico que faz toda a diferença, por ser a matéria prima”.

Daniele conta que se aperfeiçoou para realizar o curso depois que notou, durante as assistenciais técnicas, que as agricultoras buscavam opções para interagir entre elas e que seria uma boa opção agregar ao serviço pesado da lavoura, o artesanato. “Com o resultado dos cursos já promovemos eventos em feiras que expusemos os artesanatos, além dos alimentos como doces, derivados do leite e os hortifrutigranjeiro. Tudo que possamos agregar a agricultura familiar é bem-vindo”.

Foto: Empaer

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Primeira-dama e Vila Konceito promovem evento beneficente em prol do Hospital Estadual Santa Casa

Publicado


A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, e a loja Vila Konceito promovem nesta terça-feira (30.11) evento beneficente para arrecadar recursos em prol do Hospital Estadual Santa Casa. A ação solidária será na sede da loja, no bairro Popular, das 17h às 21h30.

A previsão é de que a primeira-dama chegue ao local às 18h30.

O valor arrecadado durante o evento será usado para a compra de materiais necessários às crianças atendidas pelo Hospital, como por exemplo latas de leite Nan e leite Ninho, fraldas, Ensure e PediaEnsure para crianças com dietas especiais, tecidos para a produção de camisolas hospitalares e cueiros, aparelho DVD, fantasias para animar os pequenos, entre outros itens.

No evento será realizado o sorteio de uma rifa de quatro vestidos, doados pelos renomados estilistas nacionais Patricia Bonaldi, Fabiana Milazzo, Marcelo Quadros e Lolitta. As peças têm valores entre R$ 8 mil e R$ 14 mil.

O sorteio será transmitido ao vivo pelo Instagram @vilakonceito, com cobertura pela página da primeira-dama @virginiamendesoficial através dos stories.

O valor da rifa é de R$ 50 e está à venda na Loja Vila Konceito e também com a equipe da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf).

Serviço

Evento beneficente para arrecadar recursos em prol do Hospital Estadual Santa Casa

Data e hora: terça-feira (30.11), das 17h às 21h30

Local: Rua Sirio Libanesa, esquina com Avenida Dom Bosco, Bairro Popular, Cuiabá

Informações: UNAF: (65) 3613-4680, Vila Konceito: (65) 3054-7891

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso