conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil finaliza última etapa das correições presenciais nas 13 Delegacias Regionais de MT

Publicado

Policial


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Diretoria de Interior da Polícia Civil de Mato Grosso finalizou nesta quinta (24.11), a última etapa das correições presenciais de 2021, realizadas nas Delegacias Regionais de Sinop, Alta Floresta e Guarantã do Norte.

O trabalho anual coordenado pelo diretor Walfrido Franklim do Nascimento tem como principal objetivo acompanhar a prestação de serviço das unidades, além de corrigir possíveis irregularidades nas atividades policiais desenvolvidas.

As correições presenciais das 13 Regionais: Água Boa, Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Tangará da Serra iniciaram no mês de março, conforme cronograma pré-definido pela diretoria.

As ações envolvem o levantamento de dados referentes à estrutura física, patrimônio, viaturas, armamento, efetivo, procedimentos policiais instaurados e concluídos, apreensões (drogas, armas, veículos e objetos de origem ilícita), além dos índices de produtividade e atendimento prestado ao público.

A verificação das delegacias visa ao controle interno das atividades analisando as condições de trabalho, regularidade dos serviços prestados, eficiência, celeridade, pontualidade, adequação dos procedimentos no sistema GEIA, assim como tomar conhecimento de outras informações como denúncias, reclamações, sugestões e elogios.

Nesta última etapa da correição, o diretor de Interior visitou as obras de construção das novas delegacias dos municípios de Peixoto de Azevedo e Matupá, que estão bem avançadas e previstas para serem inauguradas em 2022.

Conforme o delegado Walfrido, apesar do déficit de servidores, as delegacias do interior têm desempenhado suas funções com eficiência, buscando o efetivo cumprimento dos seus regulamentos, aos princípios e funções institucionais.

“Durante a correição foi percebido que as equipes têm empenhado esforços para minimizar deficiências eventualmente existentes nas unidades, e também para desenvolver melhores condições de atendimento e celeridade, no trâmite dos procedimentos policiais e nos serviços prestados à população”, destacou o diretor.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil cumpre prisão contra padrasto que abusava sexualmente de 4 enteadas menores de idade

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um padrasto que cometia abusos sexuais contra quatro enteadas menores de idade foi preso pela Polícia Civil, no sábado (04.12), no município de Colniza (1.065 km a noroeste de Cuiabá), em cumprimento de mandado de prisão.

O suspeito de 54 anos teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, pelo crime de estupro de vulnerável, após rápida providências tomadas pela Polícia Civil, Ministério Público e Poder Judiciário.

Na sexta-feira (03) o Conselho Tutelar apresentou as meninas de 12, 10, 8 e 6 anos, respectivamente, junto com a mãe, na Delegacia de Polícia de Colniza para comunicar os fatos. 

Com a participação da psicóloga, do promotor de Justiça e do juiz da Comarca, as vítimas foram ouvidas em depoimento especial, e mesmo demonstrando estarem abaladas contaram com detalhes os abusos que vinham sofrendo  por parte do padrasto, há cerca de dois anos, quando ele passou a morar com a mãe das crianças.

Toda a audiência foi acompanhada por meio de videoconferência pela equipe da Polícia Civil. As quatro menores foram submetidas ao exame de corpo delito, sendo na menina mais velha (de 12 anos) constatado o ato de conjunção carnal.

Diante da gravidade dos fatos, o Ministério Público representou imediatamente pela prisão preventiva do acusado deferido pelo juízo competente. De posse do mandado os investigadores foram até a residência onde o suspeito estava e realizaram a detenção dele.

O investigado foi conduzido até a Delegacia de Colniza, interrogado e posteriormente encaminhado para Cadeia Pública da cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Militar apreende adolescente por roubo, sequestro e cárcere privado em Pontes e Lacerda

Publicado


Um adolescente de 15 anos de idade foi apreendido pelo 18º Batalhão por crime de roubo, ameaça sequestro e cárcere privado, na última quinta-feira (02.12), em Pontes de Lacerda. O suspeito mais dois comparsas armados renderam, amarraram e sequestraram as vítimas para roubar um veículo. 

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 4h30, as vítimas comunicaram à polícia, que havia sido vítimas de roubo, cárcere privado e ameaça, e que o veículo VW Amarok CD 4×4 havia sido levado no assalto a residência, no bairro Jardim Almeida.  

Os policiais iniciaram as diligências e cercaram a região, quando a equipe de Força Tática constatou que o suspeito estaria em frente ao posto de saúde do bairro Jardim Glória. Na tentativa de abordagem ao suspeito, o adolescente tentou fugir, mas acabou sendo apreendido.  O suspeito confessou que havia participado do roubo a residência e que utilizou o um revólver calibre 32, ele também relatou que contava com o apoio de um comparsa; mas não soube informar o nome do segundo homem envolvido no crime.

O adolescente apreendido relatou que o comparsa portava uma pistola calibre 765 e que eles teriam amarrado as vítimas e as colocado dentro da caminhonete da família; seguindo em direção ao Terminal Turístico da cidade.  Em seguida, os suspeitos colocaram as vítimas amarradas atrás do banheiro do local, sob a guarda do adolescente. Que o comparsa saiu com o veículo para buscar o terceiro suspeito e que juntos levaram o veículo para a Bolívia.  

As armas de fogo utilizadas no crime foram encontradas pela PM, na ponta do telhado, de uma residência vizinha ao imóvel onde o adolescente reside no bairro Morada da Serra. O suspeito foi apreendido e conduzido para a Delegacia.  A ocorrência foi entregue para a Polícia Judiciária Civil.  

 

Disque -Denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939. 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso