conecte-se conosco


A PONTE CAIU

Dupla que achou ‘fácil’ furtar residência em Cuiabá é presa em flagrante pela Polícia Civil

Publicado

Destaque

 

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Dois suspeitos de furtos a uma residência na área central de Cuiabá foram presos em flagrante na madrugada desta terça-feira (23.11) pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos da Capital. A dupla é suspeita ainda de dois furtos contra uma empresa de eletrônicos, também no centro da cidade.

A vítima procurou a Derf e relatou que acordou na manhã de segunda-feira e viu que a porta dos fundos da residência estava arrombada e alguns objetos da casa foram levados. A moradora informou que saiu para trabalhar e quando voltou a sua residência, por volta das 17h50 da segunda-feira, foi alertada por um vizinho que viu uma pessoa sair do local levando alguns objetos. Ao entrar no imóvel, ela encontrou móveis revirados.

Em diligências para apurar a autoria do crime, a equipe de investigação iniciou buscas nas proximidades do endereço da vítima, com base nas imagens de câmeras. No Porto, próximo à praça do bairro, onde há pontos de uso de enorpecentes, os policiais da Derf identificaram o primeiro suspeito, que estava com a mesma roupa usada no momento do furto à residência.

Quando foi questionado sobre o crime, ele assumiu a autoria e apontou onde estaria o outro suspeito. Ao ser localizado, o segundo autor dos furtos estava alterado e resistiu à prisão.

O primeiro suspeito disse aos policiais que entrou no imóvel durante a madrugada com auxílio do comparsa, que ficou vigiando a rua. Os produtos levados da casa, a dupla informou que vendeu em um ponto de prostituição no Porto. Os dois relataram que acharam fácil entrar no imóvel e então resolveram voltar no período da tarde e furtar novamente a residência.

Com a identificação da dupla, os policiais da Derf constataram que ambos são também os responsáveis pelo furto a uma loja de produtos eletrônicos, na área Centro-Sul de Cuiabá. O crime ocorreu na madrugada do dia 11 de novembro, quando a dupla danificou o forro, entrou no imóvel e arrombou o cofre da loja levando dinheiro e produtos eletrônicos. Como no furto à residência, também na loja a dupla criminosa entrou em dois momentos diferentes, levando dinheiro na primeira vez.

Os dois foram autuados em flagrante pelo delegado Guilherme Bertoli pelo crime de furto qualificado. De acordo com o delegado, a dupla é contumaz na prática de crimes contra o patrimônio, com extensa ficha criminal e diversos registros por furto, roubo, ameaça, desobediência disparo de arma de fogo e tráfico de drogas.

O delegado encaminhou representação ao Poder Judiciário pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Destaque

SUPER LIVE VIANAGÁS AO VIVO

Publicado

Participe para ganhar prêmios

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Pediatra consegue provar inocência em acusação por erro médico, em Cuiabá

Publicado

A pediatra M.R.S.A., que atua em Cuiabá (MT), obteve, em novembro deste ano, sentença favorável em um processo, no qual era acusada por suposto erro médico, em 2014.

A ação foi promovida pelos pais de uma recém-nascida que teve um cisto no cérebro detectado numa ultrassonografia realizada em outubro de 2014.
O médico responsável recomendou a antecipação do parto, sendo realizado com sucesso. No dia seguinte, uma tomografia feita pelo médico D.G. acusou um AVC intrauterino.
Logo após, os pais realizaram novos exames e a médica M.R.S.A. manteve o diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Os genitores alegam que houve displicência no tratamento por parte dos médicos durante a gestação e no pós-nascimento, tais ações acarretaram na deficiência da criança que apresentará problemas em elaborar raciocínios mais complexos e consequentemente enfrentará dificuldades no mercado de trabalho, por isso, ingressaram com o processo de pedido de reparação por danos morais no valor de R$ 350 mil reais, entre outras despesas.
A defesa realizada pelo advogado Dr. Marco Aurélio Mestre Medeiros demonstrou que a médica realizou todos os exames adequadamente, inclusive os solicitados pelos pais, recomendando, ainda, o acompanhamento por um neuropediatra.
A defesa também comprovou que nenhuma atitude ilícita ocorreu e que as sequelas apresentadas na criança, em nada têm a ver com as ações tomadas pela médica em questão.

A recém nascida é portadora de cisto porencefálico parietooccipital, sem lesão aguda vascular ou linha média ou alteração neurológica, provavelmente de origem na gestação e não  causada no parto ou pós-parto, e não apresentava qualquer complicação naquele momento, assim não havia indicação cirúrgica.

Após a perícia realizada no processo, verificou-se, de fato, que não houve culpa de nenhum dos profissionais acusados, por isso, não há necessidade dos profissionais arcarem com quaisquer despesas relacionadas à criança, que teve sentença e julgou improcedente a ação, ainda cabe recurso por parte da requerente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso