conecte-se conosco


Meu Pet

Novembro Azul: câncer de próstata também pode atingir os pets; saiba como evitar

Publicado

Meu Pet


source
Câncer de próstata em cães pode ser diagnosticado precocemente com ida periódica ao veterinário
Matheus Campos

Câncer de próstata em cães pode ser diagnosticado precocemente com ida periódica ao veterinário

Todo mês de novembro, a campanha “Novembro Azul” visa conscientizar os homens para a importância de realizar os exames que detectam o câncer de próstata, mas pouca gente sabe que cães e gatos também podem ser vítimas desse mal. Esse tipo de doença é visto com menor frequência nos pets, mas um diagnóstico precoce é imprecíndivel para tratar a doença nos pets. 

Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de próstata incide com mais frequência os cães do que em gatos, além de ser mais comum em animais a partir de seis ou sete anos de idade. Clarisse Teixeira, especialista em Oncologia do Hospital Veterinário Taquaral, em Campinas, afirma que estudos sugerem que machos não castrados são mais predispostos ao desenvolvimento desse tipo de neoplasia.

“Pesquisas indicam que a ocorrência de câncer de próstata em machos castrados é reduzida, enquanto não castrados, e inclusive cães com comportamento biológico agressivo, a incidência é maior, podendo apresentar metástases em linfonodos que se situam na região da próstata, pulmões e ossos”, pontua.

Ela ainda argumenta que algumas afecções podem levar ao desenvolvimento de neoplasias prostáticas, como por exemplo, hiperplasia prostática benigna, prostatites e cistos. Para a hiperplasia prostática benigna, a prevenção e o tratamento consistem na castração.

Já a médica veterinária Daniela Formaggio destaca que o diagnóstico precoce amplia consideravelmente as chances de cura. “Visitas periódicas ao médico veterinário, com a realização de exames de imagem e de sangue de forma preventiva, podem fazer toda diferença para a descoberta do tumor ainda no início, o que facilita o tratamento e aumenta as chances de restabelecimento”, explica.

Clarisse completa que, mesmo castrados, cães e gatos podem desenvolver câncer de próstata. Dessa forma, idas frequentes ao veterinário são essenciais, principalmente em animais acima de cinco anos de idade.

Leia Também

De olho nos sinais

Alguns sintomas indicam que a próstata do animal pode estar comprometida e o tutor pode ficar de olho para identificar o que está acontecendo. Dificuldade para urinar ou defecar, por exemplo, podem ser um dos sintomas da doença, além de perda do apetite, urina com sangue e fezes em formato irregular.

Daniela frisa que, em estágios mais avançados da doença, pode-se notar dificuldade de locomoção, devido à presença de metástase. Isso acontece porque há uma compressão da medula espinal e em ossos como fêmur e tíbia. Além disso, em casos de metástase pulmonar, os pets podem apresentar intolerância ao exercício e dificuldade respiratória.

Tratamentos

As especialistas explicam que o tratamento para o câncer de próstata consiste em cirúrgia na próstata, radioterapia transcirúrgica e quimioterapia, todos conduzidos por médicos veterinários.

Clarisse destaca que a imunoterapia tem sido empregada como terapia a neoplasias de próstata em humanos e utilizada no tratamento de adenocarcinoma prostático em cães.

“Infelizmente, o prognóstico ruim desta afecção pode ser atribuído, em parte, ao diagnóstico tardio. Geralmente já há ocorrência de metástases quando o animal é levado ao consultório. Por isso, grande parte do tratamento utiliza drogas visando manter o máximo de tempo possível a qualidade de vida do animal”, enfatiza a veterinária.

Fonte: IG PET

Comentários Facebook

Meu Pet

Homem enfrenta urso para proteger cachorros de estimação

Publicado


source
Homem enfrenta urso que estava invadindo a casa
Reprodução/Facebook

Homem enfrenta urso que estava invadindo a casa

Um homem morador de Daytona Beach, nos Estados Unidos, estava na varanda de sua casa no momento em que ouve o latido dos cachorros. Ao olhar para o lado da porta, ele vê um urso pulando pela cerca.

Em um vídeo filmado por câmeras de segurança pode-se ver o momento em que o tutor dos cachorros se apavora e vai para cima do animal selvagem, usando um banco de madeira para fechar a passagem.

Segundo informações da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórid, que compartilhou o vídeo, o homem não sofreu ferimentos graves e os três cães, da raça Dachshund não chegaram a ser atingidos pelo urso. Confira o vídeo.


Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Meu Pet

Cachorro de abrigo espera para ser adotado, mas família nunca aparece

Publicado


source
Todos ficaram decepcionados com a desistência da família
Reprodução/Facebook

Todos ficaram decepcionados com a desistência da família

Hendrix é um cachorro mestiço de staffordshire terrier que chegou há pouco menos de um ano a um abrigo para animais de Kentucky, nos Estados Unidos, após ser transferido de outro abrigo que já estava com problemas de lotação.

Na última terça-feira, 18, a equipe do abrigo preparou Hendrix, com direito a roupa nova, para que ele finalmente conhecesse os pretendentes a tutores, porém eles “deram bolo”. O encontro seria a última etapa do processo de adoção, do qual a família já havia preenchido todos os formulários e conversado com a equipe do abrigo.

“Esperamos mais de 30 minutos por eles e nunca recebemos uma ligação ou ouvimos falar deles”, disse Megan Decker, gerente de mídia da Kentucky Humane Society, ao The Dodo. “Hendrix estava todo vestido com seus arreios e estava sorrindo de orelha a orelha esperando que eles chegassem, apenas para que eles nunca chegassem. Partiu nossos corações”.

Hendrix tem 4 anos de idade e é amado por todos da equipe do abrigo. “Ele é mais parecido com um porco do que com um cachorro porque está sempre bufando”, disse Decker. “Ele tem um nariz muito curto, então ele apenas bufa e bufa. Ele sempre nos faz rir! Ele também ronca muito alto, e é muito divertido de ouvir”.

Leia Também

Megan conta que o animal ama brincar ao ar livre e depois descansa, adorando ser o centro das atenções. “Hendrix ama muito as pessoas e é muito fofinho e doce”, disse. “Ele conheceu crianças de apenas 5 anos, e ele simplesmente pula para uma massagem na barriga”.

Com um perfil tão dócil e divertido, os colaboradores do abrigo acreditam que há uma família certa para Hendrix em algum lugar, que o dará um lar feliz e enriquecedor, o que torna para eles muito doloroso ver as esperanças de Hendrix ser adotado esmagadas.

“Vê-lo esperar entusiasmado pela chegada de uma família, apenas para se decepcionar, é devastador”, escreveu a equipe do abrigo em um post no Facebook. “Não suportamos ver nosso doce menino triste”.


Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso