conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil instaura inquérito para apurar conduta de motorista que destruiu manifestação em homenagem às vítimas da Covid-19

Publicado

Policial


Camila Molina/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), instaurou inquérito policial para apurar a conduta do motorista que de forma intencional transitou em alta velocidade em um canteiro central da Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), destruindo uma manifestação pacífica em homenagem aos mais de 600 mil mortos pela Covid-19.

O motorista que conduzia um veículo Volkswagen Fox, de cor vermelha, já foi identificado e responderá por direção perigosa, direção sob a influência de álcool, além do crime de dano.

O fato ocorreu durante a madrugada de segunda-feira (25.10), quando voluntários do Observatório Social de Mato Grosso fizeram um protesto pacífico de combate à corrupção, fincando cruzes pintadas de preto com balões vermelhos em homenagem às vítimas da Covid-19, no canteiro central da Avenida do CPA.

Após o término da montagem, o motorista que estava com veículo estacionado do lado direito da avenida, em um trailler de lanches, subiu com o carro no canteiro central da via, passando por cima de várias cruzes, vandalizando a manifestação e em seguida saindo em alta velocidade.

O boletim de ocorrência foi registrado na manhã de terça-feira (26), e imediatamente após a comunicação, a equipe da Deletran iniciou as diligências para apurar a autoria das fatos. Através de imagens de câmeras de segurança foi possível verificar que o suspeito parou no trailler de lanches, próximo a um posto de combustível, por volta das 03h30 e ficou ingerindo bebida alcoólica no local até o início da manhã.

Segundo o delegado da Deletran, Christian Alessandro Cabral, nas duas horas em que ficou ingerindo bebida alcoólica no local, o suspeito ficou observando os voluntários montarem o protesto pacífico e possivelmente arquitetando a conduta criminosa.

O inquérito policial foi instaurado para apurar os crimes de direção perigosa, direção sob influência de álcool e também o dano. O veículo já foi identificado e os policiais da Deletran trabalham para localizar o suspeito que será intimado para prestar esclarecimentos na unidade especializada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil cumpre buscas e detém empresário que comprou placas solares furtadas em Água Boa

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Policiais civis de Confresa cumpriram nesta sexta-feira (26.11) em apoio à Delegacia de Água Boa, mandados de busca e apreensão em uma investigação que apura o furto de placas solares.  A ação reúne o trabalho integrado das delegacias do dois municípios para chegar aos autores do crime e aos receptadores dos produtos furtados e dá continuidade à Operação Voleur, de repressão a crimes contra o patrimônio, realizada em todo o País pelas Polícias Civis, na última semana.

Durante o cumprimento dos mandados judiciais expedidos pela 3a Vara Criminal de Água Boa e em apoio à Delegacia do município, a equipe de Confresa deteve um empresário de 30 anos, autuado em flagrante por receptação dos produtos roubados. Os policiais recuperaram 63 placas solares furtadas, avaliadas em R$ 1,3 mil cada unidade.

As ordens judiciais de busca e apreensão tiveram como alvo também a residência do empresário, em Porto Alegre do Norte. Na casa foi apreendida uma carabina de pressão modificada para o calibre 22, com o padrasto dele. O homem de 53 anos foi detido em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo.

Em conversa com os investigadores, o empresário informou que teria comprado as 63 placas solares no valor de R$ 11 mil.

Furto

O furto das placas ocorreu em agosto deste ano, em uma construção na cidade de água Boa. Na ocasião, foram levadas 162 unidades.

A Polícia Civil no município iniciou a apuração do crime e conseguiu identificar que parte do material foi vendida em Confresa para uma empresa que comercializa as placas no município.

De acordo com o delegado de Água Boa, Gutemberg de Lucena Almeida, os autores do furto foram identificados e a polícia Civil vai intimá-los para prestar esclarecimentos.

Conforme informado pela vítima, o furto causou um prejuízo de aproximadamente, 110 mil reais.

Como parte da investigação para esclarecer o furto das placas solares, foram cumpridos também mandados de busca e apreensão nas cidades de Água Boa, Canarana e Primavera do Leste.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Três funcionários de uma usina são presos furtando refletores de Led e cabos elétricos

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Três homens foram presos pela Polícia Civil, na tarde de quinta-feira (25.11), em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), logo depois de subtraírem dois refletores de Led e cabos de alto valor das instalações de uma usina de calcário.

A ação da 1ª Delegacia de Polícia do município, por meio da equipe da Divisão de Roubos e Furtos, resultou na recuperação de aproximadamente 150 metros de cabos elétricos avaliados em cerca de R$ 5 mil, dois refletores de Led IP65 e aparelhos celulares.

Os suspeitos, 33, 31 e 27 anos, foram autuados em flagrante pelo crime de furto qualificado pelo abuso de confiança.

Os policiais civis foram acionados para investigar um furto continuado de cabos de energia, de uma empresa situada na Rodovia BR 070, Km 680. 

Chegando no local, a equipe surpreendeu os suspeitos no momento em que desencapavam parte do material furtado, para obtenção do cobre existente nos cabos elétricos.

Segundo apurado, os três eram funcionários da usina de calcário, e vinham subtraindo os cabos das bobinas. Os envolvidos desencapavam os materiais e escondiam o cobre em área de pastagem próxima ao alojamento.

O trio foi detido e conduzido até a 1ª Delegacia de Cáceres. Eles foram interrogados pelo delegado, Wilson Souza Santos, e autuados em flagrante por furto qualificado pelo abuso de confiança. Após a confecção dos autos, os presos foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso