conecte-se conosco


Saúde

Covid-19: Em evento na Inglaterra, Queiroga defende ciência e vacina

Publicado

Saúde


source
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde
Tony Winston/MS

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu a ciência e a cooperação científica para o enfrentamento da pandemia. As declarações foram dadas na tarde desta quarta-feira na Universidade de Oxford, na Inglaterra, onde a pasta assinou um termo de intenção para a construção da primeira uma unidade de pesquisa da instituição no Brasil.

“A pandemia nos ensinou muito, mas, sobretudo, ensinou que é através da ciência de qualidade que nós vamos caminhar para ajudar a população mundial a sair de situações como essa”, pontuou Queiroga. “É um aceno para o futuro, para a formação de pesquisadores de altíssimo nível, que poderão, sim, construir um sistema de saúde mais eficiente, mais sólido e com capacidade de atender o Brasil com uma qualidade cada vez maior.”

Leia Também

O cardiologista também ressaltou a importância da vacina de Oxford/AstraZeneca para reduzir o número de casos, hospitalizações e mortes. O imunizante é produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no país:

“Essa vacina foi muito importante para reduzir não só o número de casos, mas, sobretudo, o número de óbitos provocado pela pandemia da Covid-19.”

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Anvisa não descarta possibilidade de nova variante já estar no Brasil

Publicado


source
Diretor-presidente da Anvisa em depoimento à CPI da Pandemia
Jefferson Rudy/ Agência Senado

Diretor-presidente da Anvisa em depoimento à CPI da Pandemia


nova variante do coronavírus ainda não foi detectada no Brasil, mas isso não significa que ela ainda não tenha chegado ao país. A avaliação é do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres.

“Realmente, a possibilidade existe, não temos como dizer que é zero chance de já estar no Brasil, que não é possível. A possibilidade de termos algum caso que não tenha sido identificado existe”, declarou em entrevista à CNN Brasil.

Mais cedo, a  Anvisa recomendou medidas de restrição válidas para viajantes procedentes da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. A nova variante do vírus, batizada de Ômicron, já foi confirmada nesses países africanos.


De acordo com Barra Torres, a restrição visa “mitigar ou atrasar ao máximo” a chegada de uma nova variante ao Brasil. Nesta sexta (26), a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a Ômicron como “variante de preocupação”, mesmo título dado às já conhecidas variantes Alfa, Beta, Delta e Gama, essa última descoberta no Brasil.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Covid-19: Brasil tem 22 milhões de casos e quase 614 mil mortes

Publicado


O balanço divulgado nesta sexta-feira (26) pelo Ministério da Saúde registra 12.392 novos diagnósticos de covid-19 no país em 24 horas. O número eleva para 22.067.630 o total de casos de pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia no Brasil. Ontem (25), o painel marcava 22.030.182 casos acumulados.

As mortes provocadas pelo novo coronavírus no país aproximam-se de 614 mil. Em 24 horas, as autoridades sanitárias notificaram 315 novos óbitos, elevando o total para 613.957. Ontem, o painel marcava 613.066 mortes acumuladas.

O balanço aponta ainda que 170.869 pacientes seguem em acompanhamento e 21.282.804 se recuperaram da doença.

Estados

Os estados com maior número de mortes são: São Paulo (153.879), Rio de Janeiro (68.998), Minas Gerais (56.129), Paraná (40.766) e Rio Grande do Sul (36.054).

Já as unidades da Federação com menos óbitos são: Acre (1.846), Amapá (2.002), Roraima (2.050), Tocantins (3.915) e Sergipe (6.042).

Boletim epidemiológico 26.11.2021 Boletim epidemiológico 26.11.2021

Boletim epidemiológico 26.11.2021 – Ministério da Saúde

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso