conecte-se conosco


Economia

Bolsonaro recebe propostas para elevar Auxílio Brasil para R$ 600

Publicado

Economia


source
Bolsonaro e Guedes
Reprodução YouTube

Bolsonaro e Guedes

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à Jovem Pan News nesta quarta-feira (27) que tem recebido sugestões para passar o  Auxílio Brasil para R$ 600, e assim, “se garantir na reeleição”. A ideia até o momento é pagar R$ 400 até dezembro de 2022, ano das eleições.

Quando o valor foi anunciado acima do previsto (R$ 300), a Bolsa de Valores despencou e dólar disparou. Bolsonaro ressaltou que a Economia se preocupa com esses indicadores. 

“Imagina se eu falo em 600 do Bolsa Família, o que acontece com a bolsa e com o dólar?”, questionou. “Bagunça na economia não interessa para ninguém”, acrescentou.

Mesmo assim ele defende a mudança na forma como o teto de gastos é calculado a fim de abrir mais espaço no Orçamento para gastar com os mais vulneráveis. “Temos que atender os mais pobres, Paulo Guedes tem coração”, disse.

Na mesma entrevista, Bolsonaro voltou a defender a privatização da Petrobras e criticou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, por atrasar com as reformas propostas pelo ministro Paulo Guedes.

Comentários Facebook

Economia

Bolsonaro publica MP para pagar R$ 400 a famílias do Auxílio Brasil

Publicado


source
null
Alan Santos/ PR

undefined


Após o Congresso firmar um acordo para fatiar a Proposta de Emenda à Constituição 23/2021 (PEC dos Precatórios) , o presidente Jair Bolsonaro (PL) publicou a medida provisória (MP) que institui o Benefício Extraordinário. O recurso visa atender às famílias que são beneficiárias do Auxílio Brasil , programa sucessor do Bolsa Família.

O benefício terá valor necessário para alcançar a marca de R$ 400 e será pago junto à parcela de dezembro do Auxílio Brasil . Em novembro, o novo Bolsa Família teve valor médio de R$ 217,18.

Descrito como “extraordinário”, o pagamento se refere apenas a este mês de dezembro, mas com possibilidade de prorrogação de janeiro a dezembro do próximo ano, “consideradas as famílias beneficiárias no mês de referência do pagamento do referido benefício e observada a disponibilidade orçamentária e financeira”.

Leia Também

Para que o governo pague os R$ 400 planejados em 2022, ele depende da conclusão da votação da PEC. A pauta, que é alvo de discussão no Congresso, prevê o adiamento do pagamento de dívidas da União, os precatórios. 

O governo diz que isso é necessário para abrir espaço no orçamento para o repasse de um auxílio maior aos mais pobres. É por conta dessa dependência que a MP já prevê a possibilidade de prorrogação nos próximos meses.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Bolsonaro publica MP para pagar R$ 400 a famílias do Auxílio Brasil

Publicado


source
null
Alan Santos/ PR

undefined


Após o Congresso firmar um acordo para fatiar a Proposta de Emenda à Constituição 23/2021 (PEC dos Precatórios), o presidente Jair Bolsonaro (PL) publicou a medida provisória (MP) que institui o Benefício Extraordinário. O recurso visa atender às famílias que são beneficiárias do Auxílio Brasil, programa sucessor do Bolsa Família.

O benefício terá valor necessário para alcançar a marca de R$ 400 e será pago junto à parcela de dezembro do Auxílio Brasil. Em novembro, o novo Bolsa Família teve valor médio de R$ 217,18.

Descrito como “extraordinário”, o pagamento se refere apenas a este mês de dezembro, mas com possibilidade de prorrogação de janeiro a dezembro do próximo ano, “consideradas as famílias beneficiárias no mês de referência do pagamento do referido benefício e observada a disponibilidade orçamentária e financeira”.

Leia Também

Para que o governo pague os R$ 400 planejados em 2022, ele depende da conclusão da votação da PEC. A pauta, que é alvo de discussão no Congresso, prevê o adiamento do pagamento de dívidas da União, os precatórios. 

O governo diz que isso é necessário para abrir espaço no orçamento para o repasse de um auxílio maior aos mais pobres. É por conta dessa dependência que a MP já prevê a possibilidade de prorrogação nos próximos meses.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso