conecte-se conosco


MENOS MORTES

Brasil registra menor média móvel de mortes desde o início da pandemia

Publicado

URGENTE

 

Em 19 de abril de 2021 o Brasil registrou a maior média móvel de morte em decorrência da covid-19: cerca de 3 mil óbitos diários. Hoje (19), exatos 7 meses após o ápice, o Ministério da Saúde informa que a vacinação em massa contra a doença surtiu efeito. Segundo a pasta, a queda no número de óbitos foi de quase 90% – tendência que se acumula desde junho.

O boletim divulgado na noite de ontem (18) mostra que a média móvel de mortes está em 379,5, acompanhada pela queda expressiva também no número de novos casos da doença, que está em 12,3 mil ao dia.

“Nós temos um Sistema Único de Saúde (SUS) forte, com mais de 38 mil salas de vacinação, capaz de vacinar mais de 2 milhões de brasileiros e um governo extremamente preocupado com a vida. Por isso, adquiriu mais de 550 milhões de doses de vacinas [contra a] covid-19, investiu bilhões com habilitação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) e vacinou mais de 90% da população brasileira com a primeira dose. Vacina é a saída para acabar com o caráter pandêmico da doença. Só assim vamos retornar para o nosso normal”, afirmou em nota o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Segundo Queiroga, o sucesso da ampla campanha de vacinação deve se estender para 2022 com a compra antecipada de 354 milhões de doses de vacinas aprovadas no país. O plano de vacinação para 2022 foi apresentado no início do mês de outubro.

“Nós já temos asseguradas mais de 300 milhões de doses para vacinar a nossa população. É uma vacinação um pouco diferente do que aconteceu em 2021, porque não é uma vacinação primária. Mas, o mais importante é: teremos doses de vacinas para todos”, declarou Queiroga.

O painel de vacinação do Ministério da Saúde mostra que mais de 108 milhões de brasileiros já cumpriram integralmente o esquema vacinal. Essa população corresponde a 68% do público-alvo da campanha do Programa Nacional de Imunização (PNI). A ferramenta informa, ainda, que 3,6 milhões de pessoas já tomaram a dose de reforço, recomendada para pessoas acima de 60 anos, imunossuprimidos (aqueles cujos mecanismos normais de defesa contra infecção estão comprometidos) e profissionais de saúde.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook

URGENTE

Covid-19: Distanciamento de 2 metros não impede transmissão, diz novo estudo

Publicado

 

 

source
Covid-19: Distanciamento de 2 metros não impede transmissão, diz novo estudo
Fernando Frazão/Agência Brasil

Covid-19: Distanciamento de 2 metros não impede transmissão, diz novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, afirmaram que o distanciamento social de dois metros para prevenir o contágio pela Covid-19 é uma medida arbitrária. O estudo, publicado na revista científica ‘Physics of Fluids’, diz que a transmissão aérea do vírus é variável e pode ultrapassar as distâncias maiores que 2 metros.

Os cientistas apontaram, com isso, a ineficácia do distanciamento social como única medida de combate à Covid-19. Eles afirmaram que o uso de máscara, boa ventilação do ambiente e a vacinação são estratégias que somadas ao distanciamento, funcionam muito bem para evitar o contágio.

A equipe concluiu ainda que, se uma pessoa com Covid-19 e sem máscara tossir, pode contaminar outra a dois metros de distância, mesmo em ambientes mais abertos.

Os pesquisadores observaram que não há uma quebra abrupta a partir de dois metros, concluindo que a tosse de uma pessoa contaminada e que não usa máscara pode emitir gotículas maiores, que logo caem em superfícies próximas, mas que as gotículas pequenas se espalham facilmente, a depender da ventilação do ambiente.

Por isso, os cientistas concluem que o distanciamento social, por si só, não é uma medida eficaz de redução de transmissão, por isso, a importância da vacinação.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

URGENTE

Descanse em Paz amiga Angeliane

Publicado

Sabemos que um dia é inevitável, que mais tarde ou mais cedo teremos que dizer o definitivo e terrível adeus a alguém que conhecemos. Mas jamais pensei que teria de viver essa despedida com você, amiga.

Você partiu, cedo demais e tão de repente. Seria sempre cedo demais, mas agora sinto que ficou tanto por dizer, tanto por fazer, tanto por viver! Vamos sentir a sua falta amiga. Nossa amiga de infância, amiga de Escola. Que Deus neste momento de rir e tristeza console amigos e familiares. Descanse em paz, minha querida amiga.

 

#Serginho Lapada 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso