conecte-se conosco


AMM

Mato Grosso registra 538.898 casos e 13.830 óbitos por Covid-19

Publicado

AMM


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (05.10), 538.898 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.830 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 559 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 538.898 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.653 estão em isolamento domiciliar e 521.716 estão recuperados.  

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 97 internações em UTIs públicas e 64 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 31,70% para UTIs adulto e em 11% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (111.717), Várzea Grande (38.615), Rondonópolis (37.889), Sinop (26.002), Sorriso (18.297), Tangará da Serra (17.751), Lucas do Rio Verde (15.638), Primavera do Leste (14.712), Cáceres (11.862) e Barra do Garças (10.569).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na segunda-feira (04.10), o Governo Federal confirmou o total de 21.478.546 casos da Covid-19 no Brasil e 598.152 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.468.121 casos da Covid-19 no Brasil e 597.948 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta terça-feira (05.10).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

Comentários Facebook

AMM

Municípios já estão devolvendo os cupons para o sorteio da campanha Natal Solidário

Publicado


A campanha Natal Solidário 2021 recebeu este ano a adesão de 115 municípios de diferentes regiões do estado. As equipes das prefeituras já estão devolvendo os cupons para o sorteio de prêmios que acontece no dia 8 de dezembro e será realizado através da loteria federal.

Esta é a 8ª edição da campanha, que tem como tema ‘ajude a construir um Natal mais solidário’, promovida pelo Instituto Cometa de Cáceres, em parceria com a Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Colegiado Estadual de Gestores Municipais da Assistência Social-Coegemas e a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso-APDM.

Os municípios que participam do projeto, realizaram parcerias com os estabelecimentos comerciais e instituições locais, para arrecadar alimentos para atender as comunidades em situação de vulnerabilidade. As Secretarias Municipais de Assistência Social, são as responsáveis pela organização da campanha e distribuir os alimentos doados.

A cada 5 quilos de alimentos doados, o cidadão receberá 1 cupom com numeração específica para concorrer a 01 Carro HB20 Hyundai, 01 Motocicleta Honda CG 160, 01 Geladeira, 01 Fogão e 01 TV Smart de 50 polegadas, doados pelo Grupo Cometa. O sorteio será realizado através da loteria federal.

Conforme o calendário, após o período de arrecadação pelas prefeituras, o sorteio dos prêmios será no dia 8 de dezembro e a distribuição das cestas básicas para as famílias, no dia 20 de dezembro.  A cada ano, a campanha promovida pelo instituto vem evoluindo, com as parcerias de entidades, clubes de serviços e empresas. Em sete anos, já foram beneficiadas 250 mil pessoas, com 46 mil cestas básicas arrecadas.
 

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

AMM

Mercado financeiro prevê inflação em 10,15% e expansão do PIB em 4,78%

Publicado


A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, subiu de 10,12% para 10,15% neste ano. Essa foi a 34ª elevação consecutiva da projeção. A estimativa está no Boletim Focus de hoje (29), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a expectativa das instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2022, a estimativa de inflação subiu 4,96% para 5%. Para 2023 e 2024, as previsões foram mantidas em 3,42% e 3,10%, respectivamente.

A previsão para 2021 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2,25% e o superior de 5,25%. Para 2022 e 2023, as metas são 3,5% e 3,25%, respectivamente, com o mesmo intervalo de tolerância.

Taxa de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, definida em 7,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Na última reunião do Copom deste ano, nos dias 7 e 8 de dezembro, a previsão do mercado financeiro é que a Selic suba para 9,25% ao ano.

Para o fim de 2022, a estimativa é de que a taxa básica chegue a 11,25% ao ano. E para 2023 e 2024, a previsão é de Selic em 7,75% ao ano e 7% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Além disso, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

PIB e câmbio

As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano de 4,80% para 4,78%. Para 2022, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 0,58%. Na semana passada, a estimativa de expansão era 0,70%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2% para ambos os anos.

A expectativa para a cotação do dólar se manteve em R$ 5,50 para o final deste ano. Para o fim de 2022, a previsão é de que a moeda americana também fique nesse patamar.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso