conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá dá seguimento à construção do PDI; Secretaria de Habitação trabalha em Plano Estratégico

Publicado

Cuiabá


A Prefeitura de Cuiabá mantém atenção ao cronograma de construção do Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI), instituído em 2012 pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso com o objetivo de contribuir para a melhoria da eficiência dos serviços públicos. A Secretaria de Planejamento é quem coordena os trabalhos e atua como facilitadora para contribuir no que for necessário para elaboração dos projetos de todas as pastas da gestão Emanuel Pinheiro.

Nesse momento, é a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária que está trabalhando na construção de seu Plano Estratégico, por meio de encontros com gestores e servidores da pasta, onde estão sendo discutidos os propósitos organizacionais para os próximos anos. Está sendo aplicado o Balanced Scorecard (BSC), enquanto metodologia para a definição do Negócio, da Missão, da Visão de Futuro e de seus Valores, além dos Objetivos, Indicadores, Metas, Iniciativas e Ações, que nortearão a Política de Assistência e o Realinhamento do Planejamento Estratégico da Prefeitura de Cuiabá.

Para um melhor entendimento, explica Silvina, foram apresentados os projetos do Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) que tem como proposta elevar o padrão da administração pública visando a melhoria na qualidade dos serviços prestados de forma humanizada, fundamentado no modelo gerencial e com foco em resultados para o cidadão e a sociedade.

“O produto final do plano indicará a missão, visão, negócio, valores, pontos fortes e pontos fracos da pasta, além do mapa estratégico, indicadores, metas e iniciativas. A expectativa é que o planejamento setorial, com a construção do Plano, valide sua nova Identidade Organizacional, incluindo o Mapa com a definição dos objetivos estratégicos, alinhados à Agenda Cuiabá 2030 da Prefeitura de Cuiabá, acrescentou a representante da Secretaria de Planejamento e facilitadora do Projeto, Silvina dos Anjos.  

“A principal proposta é gerar uma constância de propósitos com intuito de avançar cada vez mais na cultura do Planejamento, ou seja, efetivar a gestão das políticas públicas, nesse caso na área social do município”, explicou Silvina.

O secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, Leonardo Leão considera as oficinas buscam o engajamento coletivo. “Com o apoio da equipe de Planejamento e dos técnicos das Secretarias de Saúde, Gestão e Educação fica mais fácil a identificação das metas e objetivos para a criação da Identidade Organizacional da Habitação”, destacou Leonardo.

“Construir o plano estratégico vai ao encontro da orientação expressa do prefeito Emanuel Pinheiro em estabelecer as diretrizes que fortaleçam às políticas de habitação para atender pessoas de baixa renda, sobretudo às populações mais vulneráveis, além da regularização fundiária, tornando dessa maneira Cuiabá como uma cidade sustentável e de oportunidades”, frisou Leão.

“É um momento ímpar para a gestão municipal, que se preocupa em alinhar o planejamento com metas contidas no Pacto do Milênio para uma Agenda 2030, onde figuram os indicadores contidos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e das Cidades Sustentáveis”, finalizou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Comentários Facebook

Cuiabá

Revisão da lei de regularização de imóveis será debatida em audiências públicas

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá inicia nesta semana uma série de audiências públicas, visando debater com a população a revisão da Lei Municipal 6.191/2017, que trata da regularização de imóveis irregulares e loteamentos públicos. Os encontros são coordenados pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável e acontecem durante o mês de outubro nas quatro regiões da Capital.

Conforme a programação montada pela Secretaria, a primeira audiência será realizada na próxima quinta-feira (21), às 19h, na Regional Sul, tendo como sede a União Coxipoense de Associação de Moradores (UCAM). Na sequência, na sexta-feira (22), o debate será levado para Regional Norte, na Lagoa Encantada (CPA III). A iniciativa também alcançará a Regional Oeste, na terça-feira (26), e a Regional Leste, na sexta-feira (22).

“As audiências são importantes para levar aos munícipes e debater com eles as ações da Prefeitura de Cuiabá. Nesse caso, especificamente, os encontros tratarão do processo de regularização daqueles imóveis que há muitos anos foram construídos, mas os proprietários ainda não possuem o “Habite-se”, por conta de algum ponto que impede na atual legislação”, explica titular da Secretaria, Renivaldo Nascimento.

Além da ampla participação das comunidades, as audiências públicas também contarão com o envolvimento de diversos segmentos da sociedade civil organizada. Estão entre as entidades convidadas, por exemplo, a Câmara Municipal de Cuiabá, o Conselho de Arquitetura e Urbanística (CAU), o Concelho Regional de Corretores de Imóveis (CRESCI), o Sindicato da Indústria da Construção Civil (SINDISCON), entre outras.

“É um assunto de extrema importância, pois nos ajudará a encontrar soluções para que o cidadão consiga ter acesso a toda documentação do seu imóvel, trazendo ele para a regularidade. A presença da população é garantida por lei e esperamos que todos se envolvam no debate. Da mesma forma, queremos fortalecer a participação das entidades”, pontua o adjunto de Meio Ambiente, Oséas Machado.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Obras de pavimentação na gestão Emanuel Pinheiro alcançam cerca de 300 km e transformam a infraestrutura de Cuiabá

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Com os mais de 14 quilômetros de pavimentação entrega na noite desta segunda-feira (18) no bairro Jardim Florianópolis, localizado na região Norte da Capital, a gestão Emanuel Pinheiro alcançou a marca histórica de aproximadamente 300 quilômetros de asfalto novo construído em Cuiabá. As obras foram executadas no período de 2017 a 2021, beneficiando todas as regiões da cidade.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas, o número abrange tanto o atendimento das comunidades que não possuíam suas vias revestidas com a massa asfáltica quanto à recuperação da malha viária antiga das principais avenidas. As intervenções fazem parte do programa Minha Rua Asfaltada, implantado na Prefeitura de Cuiabá com o objetivo assegura melhorias na infraestrutura e mobilidade urbana.

Esse planejamento foi iniciado em 2017 e até o ano de 2020, chegou a mais de 250 quilômetros de pavimentação construída em mais de 50 bairros afastados da região central e principais avenidas. O trabalho continua gerando frutos e, somente em 2021, são cerca de 50 quilômetros alcançados. Todas as obras ainda são compostas por rede de drenagem de águas pluviais, meio-fio e calçada.

“Quando nossa gestão assumiu a Prefeitura de Cuiabá, o compromisso foi o de atender aqueles que mais precisam das ações do poder público. É o caso do Florianópolis, do Dr. Fábio, Altos da Serra, Despraiado, São Roque e muitos outros. A demanda ainda é grande, principalmente pelo crescimento de Cuiabá, que é constante. Mas, com toda certeza, a cidade está muito melhor do que recebemos em 2017”, comenta o vice-prefeito e secretário Municipal de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

No caso de malha viária recuperada estão entre as avenidas atendidas a Historiador Rubens de Mendonça, Fernando Corrêa da Costa, Profª Alice Freire, Edgar Vieira, Antártica, Mário Palma, Jurumirim, Coxipó Mirim, Pau Brasil, Rodovia Palmiro Paes de Barros, Isaac Póvoas, Getúlio Vargas e outras 30 da região central.

NOVAS OBRAS

Além das obras já executadas e em andamento nas regiões Norte, Sul, Leste e Oeste, a Prefeitura de Cuiabá trabalha para que novos bairros sejam alcançados pelo programa Minha Rua Asfaltada. Neste momento, estão em fase final as etapas administrativas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para pavimentação de mais 19 bairros. 

Também já estão em andamento os processos licitatórios para contratação das empresas que irão executar as obras. Por ser uma grande quantidade de bairros, foram abertas duas concorrências públicas. Entre os beneficiados estão, por exemplo, o Altos da Boa Vista, Parque Atalaia, Jardim Aroeira, Tancredo Neves, Pascoal Ramos, Jardim Liberdade, Planalto, Nova Esperança I (Etapa III), Centro América, Novo Horizonte e Jardim Passaredo.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso