conecte-se conosco


Saúde

Covid-19: SP começa a aplicar dose de reforço em imunossuprimidos

Publicado

Saúde


A capital paulista começa a aplicar hoje (20) a dose de reforço da vacina contra a covid-19 para as pessoas com mais de 18 anos gravemente imunossuprimidas. A estimativa da prefeitura é de que 18 mil pessoas que já receberam as duas doses ou dose única há pelo menos 28 dias podem participar dessa nova etapa da imunização.

As doses de reforço também estão disponíveis a partir e hoje para os idosos com mais de 80 anos de idade. A expectativa é que 144,4 mil pessoas nessa faixa etária possam receber as doses adicionais.
Para receber a nova dose, é preciso comparecer a um dos postos de vacinação com comprovante de vacinação, documento com foto e comprovante de residência.
A disponibilidade de doses por fabricante, para recebimento de segunda dose, e tempo de espera nos pontos de vacinação podem ser consultadas na página De Olho na Fila.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook

Saúde

Covid-19: Portugal promete doação de 400 mil doses de vacina para o Brasil

Publicado


source
António Lacerda Sales, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal
Divulgação/Governo Portugal

António Lacerda Sales, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal

António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal, afirmou que o país doará 400 mil doses da vacina contra  covid-19 para o Brasil. Há pouco mais de uma semana, Portugal assumiu a liderança do ranking mundial de vacinação ao atingir a marca de 85% da população vacinada.

“Anunciamos que no próximo mês de novembro vamos doar 400 mil vacinas ao Brasil, a pedido do Ministério da Saúde brasileiro. A cooperação internacional se faz no dar e receber. Viemos reforçar essa cooperação bilateral entre Portugal e Brasil, assim como formas de cooperação ibero-americana, e também ao nível da União Europeia”, disse à CNN Brasil.

Sales está no Brasil para assinar acordos de cooperação com o Ministério da Saúde referentes às Beneficências Portuguesas e reafirmar parcerias com a Fundação Oswaldo Cruz. A previsão é de que Portugal envie doses da Astrazeneca que devem chegar “em meados de novembro”.

“Essa doação foi um pedido do governo brasileiro e estamos correspondendo esse pedido do Ministério da Saúde”, disse Sales. “É uma cooperação bilateral”.

“Como país europeu, temos um processo único de aquisição de vacinas, de articulação e cooperação na União Europeia, que é um processo centralizado. Como de fato adquirimos muitas vacinas porque planificamos de forma conveniente e a tempo oportuno e planificamos nosso processo de vacinação, neste momento, podemos fazer doações”, completou.

O político se mostrou interessado também pelas vacinas e soros produzidos pelo Instituto Butantan, em São Paulo, por onde passou durante a estadia.

Leia Também

“O Butantan é um dos principais produtores de imunobiológicos da América do Sul e [a visita] foi para abrir portas para começarmos a conversar dentro de algum tempo sobre as vacinas – embora o Butantan não se resuma a vacinas, tem os soros, e foi para abrir uma porta para começarmos a conversar”, contou ele, que também afirmou ter realizado uma reunião com a Fiocruz para “estreitamento de laços que já existem”.

Encontro com Queiroga

Sales se encontrou com Marcelo Queiroga, ministro da Saúde do Brasil, em uma reunião em que o assunto foi “essencialmente” a pandemia. Ele afirmou que parabenizou o ministro pela “evolução, principalmente nos últimos tempos, da vacinação da população brasileira”.

“Percebemos que houve uma evolução muito positiva, com praticamente 50% da população vacinada, e com 70% da população com primeira dose, o que é um fato importante em um país com a escala de 213 milhões de habitantes. Tivemos o prazer de o senhor ministro nos fazer a surpresa de estar presente na assinatura do memorando de entendimento”, conta.

O memorando prevê a criação de uma rede entre 12 dos 19 hospitais beneficentes portugueses já em funcionamento no Brasil. A ideia é que, em um futuro próximo, eles possam evoluir para uma nova marca.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Publicado


O Ministério da Saúde anunciou hoje (18) que investirá R$ 14 milhões na criação de 10 mil vagas para o Programa SOS de Ponta, visando a qualificação de profissionais da saúde para realizarem atendimentos de urgência e emergência em suas unidades de saúde.

“Vivemos hoje situação de emergência na saúde pública internacional. Nosso país teve mais de 600 mil óbitos decorrentes da covid 19. A grande lição dessa pandemia é o fortalecimento do sistema de saúde no Brasil”, disse o ministro Marcelo Queiroga durante a cerimônia de lançamento do Programa SOS de Ponta-Capacitação nas Urgências e Emergências do Brasil.

Segundo ele, o sistema de saúde tem, atualmente, “posição confortável” para atender aqueles que, com síndrome respiratória grave, necessitam de unidades de terapia intensiva (UTIs). “Hoje trazemos essa ação SOS de Ponta porque sabemos que, nas urgências e emergências, é que existe o risco maior de morte, e precisamos qualificar melhor aqueles que estão na ponta para atende a essas situações”, disse o ministro.

Médicos pelo Brasil

Queiroga antecipou que, até o final do ano, sua pasta lançará o Médicos pelo Brasil, programa que, segundo ele, “terá edital para a contratação dos médicos de uma maneira diferente da do passado, que inclusive traziam cidadãos de outros países, em regime muito impróprio para trabalhar em nosso país. Queremos mudar esse cenário”.

O ministro classificou como “ativo precioso” os profissionais da saúde que vêm atuando na linha de frente para o combate à pandemia, e reforçou a importância da relação de confiança entre médicos e pacientes. Segundo Queiroga, “telesaúde e e telemedicina nunca vão substituir, mas reforçar, as relações médico-paciente, ampliando acessos”.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso