conecte-se conosco


Curiosidades

VÍDEO: Em ‘dia de fúria’, elefante ataca escultura idêntica a si na Tailândia

Publicado

Curiosidades


source
Em 'dia de fúria', elefante ataca escultura idêntica a si na Tailândia
Reprodução

Em ‘dia de fúria’, elefante ataca escultura idêntica a si na Tailândia

Um  elefante nada gentil não gostou de cruzar caminhos com uma réplica sua no Parque Khao Yai, localizado na Tailândia, e atacou a escultura em um ‘ataque de fúria’. Guardiões identificaram que o animal pensou que se tratava de um ‘rival amoroso’, quando na verdade era apenas uma estátua de boas-vindas aos visitantes do local. Confira:

O mamífero procurava por comidas nas proximidades quando avistou a escultura. Assim que avistado a réplica de si, o elefante passou a olhá-la de maneira initerrupta e a aproximar-se sorrateiramente. Após chegar próximo da estátua, o animal a derrubou.

Trabalhadores do Parque Khao Yai relataram que, de acordo com os movimentos realizados pelo elefante, é provável que o mamífero tenha confundido a estátua com outros elefantes machos. Já que, na selva, as brigas acontecem pelos direitos de reprodução.

Ple Srichai, oficial do Parque Nacional, disse que achou engraçado a reação do animal, que duelou com uma estátua. “Elefantes machos costumam lutar por fêmeas, então talvez ele pensasse que era um elefante de verdade que precisava para mostrar seu domínio”.


Após ‘vencer’ a briga, o gigante volta para a floresta e deixa os destroços para que os trabalhadores recolham os escombros.

Comentários Facebook

Curiosidades

MG: jacaré é encontrado no quintal de residência; veja fotos

Publicado


source
Jacaré sendo capturado em Minas Gerais
Foto: divulgação/ corpo de bombeiros

Jacaré sendo capturado em Minas Gerais

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais capturou e resgatou nesta sexta-feira um jacaré que estava no quintal de uma casa, em Guaraciama, no norte de Minas Gerais. O animal tem aproximadamente 1,5 m de comprimento.

Jacaré no quintal de residência
Foto: divulgação/ corpo de bombeiros

Jacaré no quintal de residência

De acordo com a corporação, o animal estava agitado e sem ferimentos aparentes. Os bombeiros também informaram que o jacaré tinha como característica uma cicatriz antiga em parte da cauda.

Jacaré Jacaré é resgatado em quintal no interior de MG
Foto: divulgação/ corpo de bombeiros

Jacaré Jacaré é resgatado em quintal no interior de MG

O réptil foi resgatado por volta das 10h30 com a ajuda de cordas, cambão para contenção de animais, e uma fita Silver Tape para imobilização do jacaré.

Após capturado, ele transportado até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), pertencente ao SAAE de Bocaiuva. O local é distante de residências e, por esse motivo, os bombeiros consideram que ele foi devolvido à natureza em segurança.

Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Homem rouba cinzas de influencer morta para vender para ‘casamentos fantasmas’

Publicado


source
Luoxiaomaomaoz, influencer que teria se suicidado
Reprodução

Luoxiaomaomaoz, influencer que teria se suicidado

Um agente funerário na China roubou as cinzas de uma influencer chinesa que morreu em uma transmissão ao vivo na plataforma Douyin, similar ao TikTok. Ele agiu com a intenção de vender os restos mortais para outros homens que poderiam desejavar realizar “casamentos fantasmas” com a influencer.

De acordo com o site “Vice”, Luoxiaomaomaozi foi convencida por seguidores a se matar. Reportagens da mídia chinesa confirmaram que a mulher morreu em 15 de outubro, depois que os serviços médicos de emergência tentaram e não conseguiram reanimá-la.

Em seu último vídeo, postado um dia antes, ela falou sobre sua depressão e sugeriu que aquele poderia ser “o seu último vídeo”.

Luoxiaomaomaozi tinha mais de 678 mil seguidores na Douyin.

Depois que ela foi cremada, o agente funerário roubou as cinzas da influencer e conspirou com outros dois homens para vendê-las a compradores que queriam realizar os “casamentos além morte”.

Leia Também

O “casamento fantasma” é uma tradição em algumas regiões da China onde as pessoas tentam se casar com os mortos porque acreditam que mesmo as almas que já partiram precisam se casar para manter a prosperidade dos seus filhos, de acordo com o “Malay Mail”.

A tradição tem 3.000 anos e geralmente é feita por pais que querem que seus filhos mortos encontrem parceiros. A prática foi proibida na China por décadas, mas voltou recentemente, com um novo mercado de vendedores “casamenteiros fantasmas” surgindo on-line.

Os planos dos três homens foram frustrados quando eles não encontraram compradores para as cinzas e acabaram presos pela polícia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso