conecte-se conosco


Nacional

Homem é preso por esfaquear veterinário após animal não resistir à cirurgia

Publicado

Nacional


source
Homem foi preso após esfaquear veterinário na Coréia do Sul
Reprodução

Homem foi preso após esfaquear veterinário na Coréia do Sul

Um homem de 52 anos foi preso nesta quarta-feira, dia 28, por esfaquear um veterinário que havia acabado de operar seu cachorro no dia anterior, na Coreia do Sul. O animal não resistiu à cirurgia, e seu dono, inconformado, atacou o profissional, ferindo-o em um dos braços.

Segundo a imprensa local, o agressor foi autuado por lesão corporal na delegacia de Yangcheon, em Seul. Os investigadores verificaram que o suspeito usou uma tesoura do equipamento da própria clínica para animais, onde o cão dele passou por um procedimento para castração, mas morreu.

Foi apurado ainda que o autor voltou ao estabelecimento embriagado e golpeou o diretor com uma garrafa de bebida alcoólica, atingindo-o na cabeça.

Ambas vítimas foram encaminhadas para um hospital, receberam atendimento e passam bem.

Comentários Facebook

Nacional

Cão morre após fazer ponte aérea Rio-SP e dona acusa companhia por maus-tratos

Publicado


source
Cachorro de Gabriela, morto em ponte aérea
Reprodução

Cachorro de Gabriela, morto em ponte aérea



A estudante carioca Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, acusa a companhia aérea Latam de maus-tratos contra os animais. O cãozinho de estimação da jovem morreu horas após chegar muito debilitado de um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro, onde a dona o esperava. Nas redes sociais, a jovem publicou fotos do momento em que o animal embarcou, em perfeitas condições de saúde, e uma imagem de quando ele chegou, já sem forças para se manter em pé.

“Infelizmente estou aqui hoje para falar de uma coisa horrível. A @latamairlines assassinou meu cachorro. Eu não tive oportunidade de conhecê-lo”, escreveu ela em uma publicação no Instagram, onde fez uma denúncia contra a empresa: “Meu cachorro chegou no aeroporto do GALEAO as 13h53 e só me entregaram ele 15h30, deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim ele já estava quase morto!!!!! Eu e minha família estamos devastados. Não tem NADA que alivie nossos corações.

A jovem afirmou, ainda, que não teve qualquer esclarecimento por parte da Latam. “A Latam não entrou em contato com a gente. Estão bloqueando meus comentários e da minha família na página deles [no Instagram]”, escreveu Gabriela, que justificou a decisão de expôr o caso: “Expor a situação foi a única maneira que encontramos de tentar algum tipo de justiça. Só queremos respostas, uma investigação do que aconteceu com ele enquanto demoraram horas para me entregar o bichinho”, completou Gabriela.



Leia Também





Em nota, a Latam afirmou que está em contato com a cliente desde o desembarque do animal, e que “fará tudo o que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento”. Confira a nota na íntegra:

“Nós da LATAM nos sensibilizamos muito com o que aconteceu e estamos em contato com a cliente Gabriela desde o desembargue do animal. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento.


A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Cão morre após fazer ponte aérea Rio-SP e dona acusa companhia por maus-tratos

Publicado


source

A estudante carioca Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, acusa a companhia aérea Latam de maus-tratos contra os animais. O cãozinho de estimação da jovem morreu horas após chegar muito debilitado de um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro, onde a dona o esperava. Nas redes sociais, a jovem publicou fotos do momento em que o animal embarcou, em perfeitas condições de saúde, e uma imagem de quando ele chegou, já sem forças para se manter em pé.

“Infelizmente estou aqui hoje para falar de uma coisa horrível. A @latamairlines assassinou meu cachorro. Eu não tive oportunidade de conhecê-lo”, escreveu ela em uma publicação no Instagram, onde fez uma denúncia contra a empresa: “Meu cachorro chegou no aeroporto do GALEAO as 13h53 e só me entregaram ele 15h30, deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim ele já estava quase morto!!!!! Eu e minha família estamos devastados. Não tem NADA que alivie nossos corações.

A jovem afirmou, ainda, que não teve qualquer esclarecimento por parte da Latam. “A Latam não entrou em contato com a gente. Estão bloqueando meus comentários e da minha família na página deles [no Instagram]”, escreveu Gabriela, que justificou a decisão de expôr o caso: “Expor a situação foi a única maneira que encontramos de tentar algum tipo de justiça. Só queremos respostas, uma investigação do que aconteceu com ele enquanto demoraram horas para me entregar o bichinho”, completou Gabriela.




Leia Também




Em nota, a Latam afirmou que está em contato com a cliente desde o desembarque do animal, e que “fará tudo o que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento”. Confira a nota na íntegra:

“Nós da LATAM nos sensibilizamos muito com o que aconteceu e estamos em contato com a cliente Gabriela desde o desembargue do animal. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento.

A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso