conecte-se conosco


Nacional

Tremor de terra é registrado em Natal e outras cidades do RN

Publicado

Nacional


source
Evento foi sentido pela estação de Riachuelo
Divulgação/LabSis

Evento foi sentido pela estação de Riachuelo

Cinco tremores de terra foram registrados no estado do Rio Grande do Norte na madrugada deste domingo (25). Um desses tremores foi sentido na capital Natal. Segundo o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) ele ocorreu por volta das 0h30 e magnitude foi de 3.5.

“Recebemos vários relatos de que esse evento mais forte foi sentido por várias pessoas da região litorânea e até da capital Natal”, informou o LabSis.

O tremor foi relatado por potiguares nas redes sociais, que disseram ter sentido o tremor em vários bairros de Natal. Moradores de cidades do litoral Norte potiguar e de municípios da Grande Natal também relataram ter sentido a ocorrência do fenômeno.

Os outros quatro sismos foram de 3.0, 1.5, 2.1 e 1.5 de magnitude. Todos ocorreram na chamada plataforma continental, no litoral potiguar.

Você viu?

“Os eventos foram registrados pelas estações sismográficas localizadas no município de João Câmara, que contém duas estações atualmente, e uma estação sismográfica no município de Riachuelo”.

Segundo o Laboratório de Sismologia da UFRN, outros tremores nessa mesma região do litoral potiguar foram registrados nos últimos dias, sendo os últimos dois no sábado (24), de 2.5 e 1.8 de magnitude. Os eventos ocorreram às 14h39 e 20h04.

De acordo com dados do Laboratório, antes dos eventos dessa madrugada, a plataforma continental registrou outros cinco eventos apenas em julho no litoral potiguar.

Comentários Facebook

Nacional

Cão morre após fazer ponte aérea Rio-SP e dona acusa companhia por maus-tratos

Publicado


source
Cachorro de Gabriela, morto em ponte aérea
Reprodução

Cachorro de Gabriela, morto em ponte aérea



A estudante carioca Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, acusa a companhia aérea Latam de maus-tratos contra os animais. O cãozinho de estimação da jovem morreu horas após chegar muito debilitado de um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro, onde a dona o esperava. Nas redes sociais, a jovem publicou fotos do momento em que o animal embarcou, em perfeitas condições de saúde, e uma imagem de quando ele chegou, já sem forças para se manter em pé.

“Infelizmente estou aqui hoje para falar de uma coisa horrível. A @latamairlines assassinou meu cachorro. Eu não tive oportunidade de conhecê-lo”, escreveu ela em uma publicação no Instagram, onde fez uma denúncia contra a empresa: “Meu cachorro chegou no aeroporto do GALEAO as 13h53 e só me entregaram ele 15h30, deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim ele já estava quase morto!!!!! Eu e minha família estamos devastados. Não tem NADA que alivie nossos corações.

A jovem afirmou, ainda, que não teve qualquer esclarecimento por parte da Latam. “A Latam não entrou em contato com a gente. Estão bloqueando meus comentários e da minha família na página deles [no Instagram]”, escreveu Gabriela, que justificou a decisão de expôr o caso: “Expor a situação foi a única maneira que encontramos de tentar algum tipo de justiça. Só queremos respostas, uma investigação do que aconteceu com ele enquanto demoraram horas para me entregar o bichinho”, completou Gabriela.



Leia Também





Em nota, a Latam afirmou que está em contato com a cliente desde o desembarque do animal, e que “fará tudo o que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento”. Confira a nota na íntegra:

“Nós da LATAM nos sensibilizamos muito com o que aconteceu e estamos em contato com a cliente Gabriela desde o desembargue do animal. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento.


A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Cão morre após fazer ponte aérea Rio-SP e dona acusa companhia por maus-tratos

Publicado


source

A estudante carioca Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, acusa a companhia aérea Latam de maus-tratos contra os animais. O cãozinho de estimação da jovem morreu horas após chegar muito debilitado de um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro, onde a dona o esperava. Nas redes sociais, a jovem publicou fotos do momento em que o animal embarcou, em perfeitas condições de saúde, e uma imagem de quando ele chegou, já sem forças para se manter em pé.

“Infelizmente estou aqui hoje para falar de uma coisa horrível. A @latamairlines assassinou meu cachorro. Eu não tive oportunidade de conhecê-lo”, escreveu ela em uma publicação no Instagram, onde fez uma denúncia contra a empresa: “Meu cachorro chegou no aeroporto do GALEAO as 13h53 e só me entregaram ele 15h30, deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim ele já estava quase morto!!!!! Eu e minha família estamos devastados. Não tem NADA que alivie nossos corações.

A jovem afirmou, ainda, que não teve qualquer esclarecimento por parte da Latam. “A Latam não entrou em contato com a gente. Estão bloqueando meus comentários e da minha família na página deles [no Instagram]”, escreveu Gabriela, que justificou a decisão de expôr o caso: “Expor a situação foi a única maneira que encontramos de tentar algum tipo de justiça. Só queremos respostas, uma investigação do que aconteceu com ele enquanto demoraram horas para me entregar o bichinho”, completou Gabriela.




Leia Também




Em nota, a Latam afirmou que está em contato com a cliente desde o desembarque do animal, e que “fará tudo o que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento”. Confira a nota na íntegra:

“Nós da LATAM nos sensibilizamos muito com o que aconteceu e estamos em contato com a cliente Gabriela desde o desembargue do animal. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento.

A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso