conecte-se conosco


AUXÍLIO

Trabalhadores nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial

Publicado

Sem categoria

 

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em junho podem sacar, a partir de hoje (9) a terceira parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 24 de junho.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Ooriginalmente, o saque estava previsto para ocorrer em 27 de julho, mas foi antecipado em quase três semanas por decisão da Caixa. Segundo o banco, a adaptação dos sistemas tecnológicos e dos beneficiários ao sistema de pagamento do auxílio emergencial permitiu o adiantamento do calendário.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Calendário de saques da terceira parcela do auxílio emergencial 2021 Calendário de saques da terceira parcela do auxílio emergencial 2021

Calendário de saques da terceira parcela do auxílio emergencial 2021 – Caixa – Divulgação

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

* Colaborou Andreia Verdélio

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook

Pontes e Lacerda

Prefeito de Pontes e Lacerda MT Alcino Barcelos pede para a população se vacinarem

Publicado

Diante da baixa procura pela segunda dose da vacina contra covid-19 e do aumento de internações no município, o prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Barcelos fez um vídeo na última semana, pedindo para que a população restrinja o convívio e se vacine.

Segundo o gestor, doses estão vencendo porque muitas pessoas não querem se imunizar com a segunda dose acreditando que a pandemia acabou. O gestor, que sempre foi defensor de tratamento precoce com remédios ineficazes, agora implora para a população se vacinar.

“Você que não vacinou ainda, vacine. Larga mão de ouvir esses lacradores, esses blogueiros e politiqueiros de plantão. Tá com dúvida? Procure seu médico […] chega um momento grave como esse e você quer ouvir quem? Pessoal que quer views e compartilhamento? Estamos aqui em Pontes e Lacerda desesperados pedindo para as pessoas se vacinarem porque está vencendo vacina da segunda dose. Pessoal não vai vacinar. Só a vacina controlou a pandemia. Quem não enxerga isso aí? Tá claro!”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Mãe sofre por não atender desejo do filho de doar órgãos que teve morte cerebral

Publicado

A família do empresário Bruno Mendes de Araújo, de 35 anos, que teve morte cerebral no dia 20 deste mês, sofre por não conseguir doar os órgãos dele por problemas de estrutura devido às festas de fim de ano. O empresário sofreu um acidente de motocicleta no dia 16 deste mês, em Cuiabá, e um dos desejos dele era doar os órgãos.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informou que realizou corretamente todos os procedimentos para a doação e captação de múltiplos órgãos do paciente, mas que foi informada pela Central Nacional de Transplante que não seria possível fazer o procedimento por questões logísticas e porque não existiam pacientes compatíveis.

O Ministério da Saúde disse em nota que os transplantes dependem de diversas particularidades e uma delas é a existência de um paciente compatível pra receber o órgão.

A mãe de Bruno, Isabel Araújo, contou que o foi o outro filho dela quem recebeu a notícia de que o empresário tinha sofrido um acidente. Ele foi internado em um hospital municipal da capital e, posteriormente, foi transferido para um hospital particular.

Bruno foi submetido a duas cirurgias no cérebro e, depois, foi constatado a gravidade das lesões. No dia 20 deste mês foi confirmada a morte encefálica e foi aberto o protocolo para doação de órgãos.

O empresário era doador de sangue e sempre deixou claro para a família que queria doar os órgãos.

“Nós propusemos pagar os exames que o plano não cobria para que tudo fosse feito da forma mais rápida possível porque meu filho estava sendo mantido com o coração batendo para preservar os órgãos”, contou a mãe.

Em uma reunião, o hospital disse que a Central Nacional de Transplante, que é responsável pelo procedimento, não conseguiria ir para Cuiabá para a captação dos órgãos por problemas logísticos devido às festas de fim de ano.

“Meu filho tinha um coração muito generoso. Ele ficaria muito feliz de saber que ele contribuiu para que uma vida prolongasse, para que uma pessoa se tornasse ativa, saísse da dependência de uma máquina”, disse Isabel.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso