conecte-se conosco


Nacional

CPI vota quebras de sigilo, pedidos de informações e convocações nesta quarta

Publicado

Nacional


source
 CPI da Covid vota 58 requerimentos nesta quarta-feira (23)
Reprodução

CPI da Covid vota 58 requerimentos nesta quarta-feira (23)

A CPI da Covid não terá depoente nesta quarta-feira (23). Inicialmente, aconteceria a oitiva de Francisco Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos –  empresa que intermediou a contratação bilionária das vacinas indianas Covaxin – porém, o rapaz alegou estar cumprindo quarentena obrigatória após ter viajado à Índia. Com isso, senadores se reunirão para votar 58 requerimentos – entre quebras de sigilo, pedidos de informação, convites e convocações.

Em pauta estará a votação para que depoimentos dos envolvidos na compra das doses indianas do imunizante contra Covid da Covaxin:

  • Alex Lial Marinho: trabalhou no Ministério da Saúde como coordenador-geral de Aquisições de Insumos Estratégicos para Saúde;
  • Thais Amaral Moura, assessora especial da Secretaria de Governo;

Senadores membros da comissão analisam se houve o envolvimento direto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na decisão de agilizar a compra da vacina – que não havia publicado todos os resultado de eficácia e não havia autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que suas doses fossem importadas.

Outros requerimentos serão votados, como a convocação de representantes do Facebook, do Twitter e da Google Brasil, empresa de transporte Viação Redentor (no Rio de Janeiro), e o comparecimento de Alexandre Chieppe, secretário de Saúde do Rio.


A realização de uma “diligência” com o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel , para ouvi-lo secretamente em condição de testemunha também estará em votação pela comissão parlamentar de inquérito.

Comentários Facebook

Nacional

Joice Hasselmann se recusou a fazer exame toxicológico, diz colunista

Publicado


source
Joice Hasselmann, deputada federal que sofreu diversas fraturas e acredita ter sido vítima de atentado
Reprodução/CNN

Joice Hasselmann, deputada federal que sofreu diversas fraturas e acredita ter sido vítima de atentado

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que sofreu diversas fraturas e suspeita ter sido vítima de um atentado, se recusou a realizar um exame toxicológico no Instituto Médico Legal (IML) do Distrito Federal nesta segunda-feira (26). As informações são da coluna Janela Indiscreta , do jornalista Caio Barbieri, do Metrópoles.

Intimada a depor, a parlamentar compareceu à  Delegacia de Polícia, localizada no fim da Asa Norte. No entanto, se recusou a fazer o exame toxicológico com a justificativa de ter ingerido álcool na véspera do episódio.

A decisão de Joice é legal, uma vez que ela ser declarada vítima no inquérito. Porém, a congressista pode receber nova intimação a depender do avanço das investigações.

Joice sofreu cinco fraturas no rosto e uma na costela, além de alguns cortes pelo corpo. Segundo sua versão, ela estava em seu apartamento funcional, em Brasília, na noite de sábado (17), quando “apagou” e acordou na manhã seguinte sob uma poça de sangue.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

RJ: Garoto de 13 anos é morto com 15 tiros enquanto buscava primo para festa

Publicado


source
David Souza Rodrigues não possuía antecedentes criminais, segundo Polícia Civil
Reprodução/redes sociais

David Souza Rodrigues não possuía antecedentes criminais, segundo Polícia Civil



O adolescente David Souza Rodrigues, de 13 anos, morreu ao ser alvejado por 15 tiros, na noite do último domingo (25), na cidade de São Francisco de Itabapoana, região norte do Estado do Rio de Janeiro. Os disparos, de acordo com os moradores locais, teriam sido efetuados por duas pessoas que estavam em uma moto.

Segundo relatos do pai da vítima ao portal UOL, o adolescente saiu de casa, também de moto, para buscar um primo a festa de aniversário da mãe de David. As residências dele e deste primo eram próximas, mas o garoto foi alvejado a 500 metros do destino.

De acordo com informações do portal G1, a Polícia Civil afirmou que David não possuía antecedentes criminais e trabalha com a hipótese de que o menino tenha sido confundido pelos criminosos, já que facções disputam pontos de tráfico na localidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso