conecte-se conosco


Saúde

Já estamos ‘diante de uma terceira onda’ de Covid-19, afirma Conass

Publicado

Saúde


source
Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão
Karlos Geromy/Governo do Maranhão

Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão


O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, disse nesta segunda-feira (21) que a aceleração no número de casos de Covid-19 apontam que estamos “diante de uma terceira onda” da pandemia no país. Segundo ele, está começando ” a escalada da montanha”. Lula justifica que o número de casos ativos, diários, não diminuiu desde marco. O avanço da vacinação ajudou a diminuir o número de óbitos em marco e abril, no entanto, agora está sendo registrado um aumento no número de mortes. Neste último fim de semana, 12 estados tiveram óbitos em alta.

“Agora, com a contínua aceleração do número de casos, isso deixa claro que a gente já está diante de uma terceira onda”, afirmou o presidente do Conass ao Globo.

O patamar do número de óbitos voltou ficar acima de 2 mil . O país ultrapassou a marca de 500 mil mortes pela doença. E, ao longo dos últimos sete dias, o Brasil também foi o segundo país commais mortos pelo coronavírus, trás apenas da Índia.

Além disso, hoje é o primeiro dia de inverno no país. Com início do período mais frio no Sul e Sudeste é esperado um aumento de casos de pacientes com problemas respiratórios. “A gente já vai ter um incremento também de problemas respiratórios que devem aumentar o número de casos. De modo que eu quero acreditar que sim, a gente está subindo a montanha. Está começando a escalada da montanha da terceira onda”, disse Lula.

Você viu?

O Conass tem pontuado que é preciso acelerar a vacinação no país. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda que toda a população adulta brasileira deve estar vacinada com a primeira dose até setembro.

Dados do Ministério da Saúde mostram que até o momento cerca de 58,8 milhões de pessoas foram imunizadas com a primeira dose no país. Inicialmente, setembro era a previsão da pasta para que fosse concluída a vacinação dos grupos prioritários.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Anvisa cancela estudos clínicos da Covaxin no Brasil

Publicado


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou definitivamente os estudos clínicos da vacina indiana Covaxin no Brasil. Em nota divulgada hoje (26) à noite, o órgão disse que a medida foi tomada depois que a Precisa deixou de representar a vacina no país.

“A decisão foi tomada após avaliação técnica de que o fim da autorização da empresa Precisa para representar a vacina no país inviabiliza o cumprimento da normativa que trata da condução dos estudos clínicos de vacinas no país”, destacou a Anvisa em comunicado.

Na última sexta-feira (23), a Coordenação de Pesquisa Clínica da Anvisa havia determinado a suspensão cautelar dos estudos clínicos da Covaxin no país. Na ocasião, a agência comunicou a decisão ao Instituto Albert Einstein e à Precisa, que patrocinava os testes.

Os estudos haviam sido suspensos após a empresa indiana Bharat Biotech Limited International, fabricante da Covaxin, ter informado à Anvisa que a Precisa não tinha mais autorização para representar a farmacêutica no Brasil. Segundo a Anvisa, não chegou a haver aplicação da Covaxin em voluntários brasileiros.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos

Publicado


O país ultrapassou hoje (26) a marca de 550 mil mortos pela covid-19. O balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde registra 550.502 mortes acumuladas desde o início da pandemia. Em 24 horas, desde o boletim divulgado ontem, foram registrados 578 óbitos.

Em relação ao total de casos, foram registrados 18.999 novos diagnósticos em 24 horas. Esse dado eleva para 19.707.662 o número de pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia no país.

O balanço apontou também 758.593 pacientes em acompanhamento e 18.398.567 recuperados da doença.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são os seguintes: São Paulo (137.273), Rio de Janeiro (58.452), Minas Gerais (49.869), Paraná (34.502) e Rio Grande do Sul (33.059).

As unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.797), Roraima (1.830), Amapá (1.897), Tocantins (3.472) e Alagoas (5.746).

Vacina

Ao todo, o Ministério da Saúde distribuiu 164.478.404 vacinas para todo o país. Foram aplicadas 134.271.035 de doses como primeira dose e 96.338.520 como segunda dose.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso