conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo inicia construção de escolas e ampliações de 4 unidades em Sorriso

Publicado

Mato Grosso


Duas novas escolas estaduais começam a ser construídas e quatro unidades serão ampliadas em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá) com investimento do Governo do Estado, do Programa Mais MT, de R$ 15 milhões. O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, visitou nesta quinta-feira (10.06) os canteiros de obras e as escolas que vão receber melhorias.

Uma das grandes cobranças da população do município era a construção da sede própria da Escola Estadual PM Tiradentes Cabo Antônio da Silva Amaral, fundada em 2017. Com investimentos de R$ 5.059.162,87, a fundação do prédio já começou a ser feita e terá 16 salas de aula, quadra poliesportiva e setor administrativo.

A outra unidade é a nova sede da Estadual Mário Raiter, com investimentos de R$ 5.436.888,97. O terreno já está limpo para o início das obras do prédio que terá a mesma estrutura da escola militar.

Parceria

O secretário Alan Porto enfatizou a parceria do Estado com o município, por meio do prefeito Ari Lafin, e afirmou que com todo o esforço e trabalho que é realizado, Sorriso terá em breve uma grande estrutura na educação, que será legado para as próximas gerações.

Veja Também  "O princípio para um casamento duradouro é o respeito", afirma inscrito para o Casamento Abençoado

“O Governo do Estado, o nosso governador Mauro Mendes, tem priorizado a educação. Todas as escolas terão infraestrutura física de ponta, moderna, com investimentos do programa Mais MT”, ressaltou.

Alan Porto lembrou que os investimentos também acontecem nas áreas tecnológica e pedagógica.

“Todos os professores receberam recursos para comprar notebooks e hoje (10.06) eles receberam a primeira parcela para pagar a internet, recurso que está garantido para os próximos 3 anos. Quem ganha com tudo isso são os profissionais da educação, os estudantes, toda a sociedade. E essa parceria com o município de Sorriso é muito importante para concretizarmos todos os projetos. É assim que se faz educação”.

O prefeito do município também reforçou a importância da parceria e afirmou que junto com o Estado está discutindo a educação para o presente e para o futuro.

“Vou defender eternamente que a política é o meio para a transformação, a política de debate, da união, não a de acusações. E o governador Mauro Mendes e o vice-governador Otaviano Pivetta podem ter certeza que estou aqui para construirmos um novo cenário para a educação”, disse Ari Lafin.

Veja Também  Governo de Mato Grosso não tem poder para alterar regra do Confaz sobre ICMS da energia solar

Presidente da Câmara municipal, o vereador Damiani da TV, agradeceu ao secretário por colocar a educação de Sorriso “no mapa do Estado”. “Realmente precisamos muito de mais salas de aula, de mais escolas estaduais. Muito obrigado secretário por estar participando ativamente da vida educacional do nosso município”.

Convênios

As Escolas Estaduais 13 de Maio e José Domingos Fraga vão receber R$ 1,5 milhão cada. Nas duas unidades serão construídas mais 8 salas de aula e uma quadra poliesportiva.

Na Escola Estadual Arlete Maria Capellari os investimentos serão de R$ 800 mil para construção de 8 salas de aula com banheiros. Por último, a Escola Estadual Mário Spinelli terá um novo refeitório com investimento de R$ 350 mil.

Todos os contratos, que foram assinados em dezembro do ano passado, já estão na fase final de elaboração e logo serão lançadas as licitações.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Hospitais regionais serão construídos em terrenos doados por prefeituras; SES trabalha para lançar editais das obras

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) trabalha para lançar os editais de licitação para construção dos quatro novos hospitais regionais, nas cidades de Alta Floresta, Juína, Confresa e Tangará da Serra. As unidades de saúde serão construídas em terrenos doados pelas prefeituras. 

A Superintendência de Obras da SES-MT explica que para a construção das unidades é feita uma parceria com os municípios, que ficam responsáveis por adquirir o terreno e doa-lo para a gestão estadual, que fará a obra. Além disso, antes da construção, as prefeituras devem fazer a sondagem e a topografia da área.

As cidades onde os hospitais serão construídos foram anunciados pelo governador Mauro Mendes e seguirão um padrão de qualidade e modernização das unidades de saúde.

Os hospitais contarão com 141 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

As unidades de Saúde também terão 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Veja Também  "O princípio para um casamento duradouro é o respeito", afirma inscrito para o Casamento Abençoado

A previsão é que após a licitação e a definição da empresa que irá tocar cada obra, os hospitais sejam entregues em até 24 meses.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses

Publicado


O Governo de Mato Grosso propôs manter o pagamento da verba adicional aos profissionais da Saúde Estadual que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 por mais seis meses. A continuidade da verba foi aprovada em primeira votação nesta quarta-feira (23.06).

Iniciado com a Lei nº 667 e prorrogado pelas Leis nº 678 e nº 684, o benefício vem sendo mantido desde julho de 2020. Após a segunda votação e aprovação pela Casa de Leis, a verba indenizatória entrará em vigor e passará a valer a partir do mês de julho de 2021.

Até o momento, já foram beneficiados cerca de 4,2 mil servidores da Rede Estadual de Saúde. 

O benefício é destinado especificamente aos servidores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 em unidades hospitalares, ambulatoriais e finalísticas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Contudo, a verba adicional não é fixa e está relacionada à situação de cada profissional junto às unidades. 

O benefício também não é válido para os profissionais contratados e remunerados exclusivamente pelo sistema de plantão, pois o valor a ser recebido é exatamente aquele previsto em edital do Processo Seletivo correspondente.

Veja Também  "O princípio para um casamento duradouro é o respeito", afirma inscrito para o Casamento Abençoado
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas