conecte-se conosco


Tecnologia

Empresa de Felipe Neto lança 9block, plataforma de NFTs 100% brasileira

Publicado

Tecnologia


source

Tecnoblog

Empresa de Felipe Neto lança 9block, plataforma de NFTs 100% brasileira
Bruno Ignacio

Empresa de Felipe Neto lança 9block, plataforma de NFTs 100% brasileira

A Play9, o estúdio de conteúdo do influencer Felipe Neto e do ex-diretor da Globo João Pedro Paes Leme, lançou nesta última quarta-feira (09) a primeira plataforma 100% brasileira de NFTs (tokens não fungíveis). Chamado 9block, o projeto é hospedado na rede blockchain da Hathor Labs e tem como o objetivo “democratizar a criação e comercialização de arte digital”.

Sem taxas para a criação de NFTs

“O modelo é considerado pioneiro no mundo dos NFTs por não ter taxa de criação da arte na blockchain”, afirmou a empresa em comunicado à imprensa. Junto com o lançamento da plataforma, a Play9 está disponibilizando aos poucos tokens exclusivos do Felipe Neto com preços a partir de R$ 100.

As vendas vão começar oficialmente no dia 27 de junho e os usuários da plataforma poderão utilizar diversos meios de pagamento: cartões de crédito, PayPal e criptomoedas como o bitcoin (BTC), ether (ETH) e litecoin (LTC).

“A Play9 se interessou por NFTs pela chance de gerar mais oportunidades aos criadores de conteúdo e artistas digitais especificamente. Esse vai ser o nosso foco inicial com o lançamento da 9Block. E o fato de termos na empresa um grande especialista em blockchain (Helbert Costa) nos fez ter a segurança de começar essa empreitada tech do jeito certo”, disse Paes Leme em comunicado.

Veja Também  Chega de print! Twitter permite enviar posts para o Instagram Stories

9Block quer democratizar arte digital

A 9block enfatiza que não cobra taxas por transações no blockchain, o que a torna mais acessível aos mais diversos públicos, permitindo que efetivamente qualquer um crie e comercialize um NFT.

Você viu?

“Buscamos a democratização do acesso a esse novo mercado. Por isso, a ideia da 9block é justamente fazer uma ponte justa entre a criptografia e o usuário, conectando artistas e colecionadores. Dessa forma, invertemos a atual lógica de monetização de artes, em que a maior parte do valor a obra acaba sendo distribuída entre os intermediários. Na 9block vamos descomplicar esse relacionamento”, afirma Helbert Costa, CIO da Play9.

A plataforma realizará as emissões, validações e movimentações dos NFTs dentro da rede da Hathor, que foi criada em 2018 por brasileiros. O blockchain foi escolhido principalmente por sua capacidade de processar grandes volumes de transações a um baixo custo.

Costa também destaca que a rede foi escolhida para hospedar a nova plataforma de NFTs por ter um “DNA do Brasil” e oferecer a “agilidade necessária” para criar em tão pouco tempo o projeto. “São duas empresas brasileiras que se uniram para desenvolver um produto pioneiro, trazendo inovação para o nosso mercado”, explica Yan Martins, CEO da Hathor Labs.

Empresa de Felipe Neto lança 9block, plataforma de NFTs 100% brasileira

Comentários Facebook

Tecnologia

WhatsApp libera convite para transferência pela plataforma para brasileiros

Publicado


source
WhatsApp Pay foi liberado para todos os brasileiros nesta quarta-feira (23)
Matheus Barros

WhatsApp Pay foi liberado para todos os brasileiros nesta quarta-feira (23)

Usuários brasileiros do WhatsApp notaram nesta quarta-feira (23), um aviso sobre a opção de poderem fazer transferência bancária através do aplicativo , disposto na parte superior às conversas. A aba destaca o recurso, disponibilizado no país para transações na moeda nacional, e convida o usuário a saber mais sobre como ele pode começar a pagar e receber sem sair do app.

De acordo com a assessoria de imprensa do WhatsApp, o alerta que muitos receberam nesta quarta vem sendo liberado gradualmente aos brasileiros à medida que o serviço fica disponível para eles e pode aparecer também quando é feita a atualização do aplicativo, habilitando a função de pagamentos para a conta.

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, detendor também do WhatsApp e do Instagram, anunciou o lançamento das transferências de dinheiro no Brasil no dia 4 de maio.

“Agora você pode enviar dinheiro para seus amigos e familiares pelo WhatsApp e é tão fácil quanto mandar uma foto”, afirmou ele à época, destacando que o Brasil é um dos primeiros países do mundo a ter pagamentos no WhatsApp. Isso porque sabemos o quanto o WhatsApp é importante para o Brasil”, disse Zuckerberg. 

A empresa informou que o envio de dinheiro pelo aplicativo é feito sem taxas “e com a mesma facilidade que enviam uma foto para seus contatos”. A função para empresas ainda precisa de aprovação para ser implementada no país e as discussões quanto a isso são feitas com o Banco Central .

Operado pela Cielo, o serviço está disponível para clientes com cartões de débito, pré-pago ou combo do Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard.

O WhatsApp informou ainda que seu modelo é protegido “por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis”.

Veja Também  Tinder permite que usuários conversem antes do match

Para começar a usar, o usuário — um número de telefone do Brasil — coloca seus dados, escolhe uma pessoa para enviar o dinheiro e adiciona o valor. Feito o envio, o destinatário vê o pagamento direto na conversa com o remetente. Somente transações dentro do país e em moeda local são autorizadas.

Você viu?

Alguns limites foram estabelecidos a respeito das quantias que podem ser enviadas por vez e da quantidade de transações que podem ser realizadas em um determinado período de tempo. As pessoas podem enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transações por dia, com um limite de R$ 5 mil por mês, mas os bancos parceiros podem estabelecer um limite menor para transações.

Como vai funcionar a transação?

Para adicionar um pagamento pela primeira vez deve-se seguir estes passos:

  • Abra a conversa com o contato para o qual você deseja enviar o dinheiro, toque no ícone do clipe (Anexar) e depois em Pagamento.
  • Escreva o valor do pagamento na tela seguinte e toque em “Continuar” na tela do Facebook Pay.
  • Em seguida, toque em “Continuar” para aceitar os Termos de Serviço e a Política de Privacidade de Pagamentos no WhatsApp, os Termos de Serviço e a Política de Privacidade do Facebook, os Termos de Serviço e a Política de Privacidade do Facebook Pagamentos e os Termos de Serviço e Política de Privacidade da Cielo.
  • Crie um PIN de 6 dígitos para o Facebook Pay. E insira seu PIN do Facebook Pay novamente para confirmá-lo e toque em Avançar.

Segundo o WhatsApp, é possível usar sua impressão digital ao invés de inserir seu PIN, na opção Usar Impressão Digital. Caso contrário, toque em Pular para inserir seu PIN manualmente.

  • Insira seu nome, sobrenome e CPF. Em seguida, toque em Avançar.
  • Adicione os dados do seu cartão, incluindo o número do seu cartão de débito, a data de validade e o código CVV. E verifique os dados com um código que pode ser enviado por SMS ou e-mail.
  • Toque em Salvar. Pronto, pode fazer o pagamento.
Veja Também  Chega de print! Twitter permite enviar posts para o Instagram Stories

É necessário aceitar a nova política de privacidade do WhatsApp para ter acesso aos pagamentos?

Não. Segundo o WhatsApp, não há relação entre a nova função e a nova política de privacidde do aplicativo. A atualização dessa política, anunciada em janeiro, está relacionada a mudanças em conversas opcionais com negócios e para fornecer mais transparência sobre como os dados são coletados e compartilhados.

Como atualizar o app para incorporar a nova função?

Basta habilitar a atualização automática dos apps do celular, ou ver se ela já está habilitada. No Android, basta abrir o Google Play, clicar no ícone de seu perfil, ir até Configurações e verificar se a opção Atualizar Apps Automaticamente está ativada.Assim, o WhatsApp será atualizado regularmente.  Normalmente, a atualização é feita apenas quando o celular está conectado a redes Wi-Fi, para economizar dados e bateria, mas você pode escolher a opção de usar qualquer rede para fazer a atualização automática.

No iPhone ou iPad, entre em Ajustes, veja a App Store, e aí é só verificar se está ativada a opção Atualizações de Apps, que prevê a atualização automática. Para atualizar um app manualmente, clique na App Store, depois no ícone de perfil na parte superior da tela, e veja os aplicativos que podem ter updates. Toque em Atualizar no lado do app em questão, ou simplesmente em Atualizar Tudo.

Lembrando que os pagamentos no WhatsApp estão sendo habilitados aos poucos, de modo que podem não aparecer imediatamente após uma atualização. Eles podem ser ativados também quando você receber a primeira transferência de um amigo ou familliar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Criador do antivírus McAfee é encontrado morto em prisão da Espanha

Publicado


source
John McAfee foi indiciado por fraude em caso de investimentos em criptomoedas e evasão fiscal
Rafael Arbulu

John McAfee foi indiciado por fraude em caso de investimentos em criptomoedas e evasão fiscal

O criador do antivirus McAfee, John McAfee, foi encontrado morto em uma prisão em Barcelona depois que a Suprema Corte da Espanha autorizou sua extradição para os EUA . Segundo seu advogado, ele, aparentemente, se enforcou em sua cela depois da decisão da corte.

Conhecido por seu comportamento excêntrico e vídeos, McAfee, 75, foi um pioneiro do software antivírus e indiciado no Tennessee por evasão fiscal . Ele também foi acusado em um caso de fraude de criptomoeda em Nova York.

McAfee foi detido no aeroporto de Barcelona em outubro de 2020.

De acordo com dados divulgados pelo Departamento de Justiça dos EUA à época, McAfee, entre outras a acusações, não teria declarado a renda milionária obtida de atividades como renda milionária obtida de atividades como a promoção de criptomoedas, ou a venda de direitos de um documentário de televisão sobre sua vida.

McAfee não pagou impostos de 2014 a 2018, apesar de ter recebido “receitas conideráveis” de várias fontes. Ele teria ordenado que sua renda fosse depositada nas contas de terceiros, incluindo contas em criptomoedas.

Veja Também  Chega de print! Twitter permite enviar posts para o Instagram Stories

Você viu?

Ele também era acusado de esconder seus bens da administração tributária dos Estados Unidos: imóveis, um iate e um carro, os quais também estariam em nome de outras pessoas.

McAfee fez fortuna na década de 1980 com seu antivírus homônimo, que ainda leva seu nome. Desde então, tornou-se um guru no mundo das criptomoedas e chegou a afirmar que ganhava US$ 2 mil por dia com elas.

O empresário desencadeou toda uma saga na mídia quando, enquanto vivia em Belize, um vizinho seu, um americano de 52 anos, foi misteriosamente assassinado em 2012.

O crime não foi solucionado e, quando a polícia foi ao local para investigar, encontrou-o morando com uma garota de 17 anos e com um grande número de armas em casa. McAfee não perdeu tempo em deixar o país centro-americano, em uma fuga que deixou a imprensa em suspense por mais de um mês.

Veja Também  Tinder permite que usuários conversem antes do match

A família do falecido entrou com um processo por homicídio culposo e, no ano passado, um tribunal da Flórida ordenou que o empresário pagasse mais de US$ 25 milhões de indenização.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas