conecte-se conosco


Mato Grosso

Após denúncias, Sema fiscaliza mortes de jacarés que teriam sido provocadas por visitantes

Publicado

Mato Grosso


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) fiscalizou a região de Porto Jofre, no Pantanal, após denúncia de jacarés mortos por visitantes.

A equipe de Fiscalização de Fauna percorreu a região de barco nesta quarta-feira (09.06), em Poconé, para monitorar o local das ocorrências e encontraram 9 jacarés mortos.

O grupo suspeito não se encontrava mais na região, porém a equipe vai continuar monitorando a fauna local para que crimes ambientais como esse sejam devidamente punidos e não se repitam.

O Coordenador de Fiscalização de Fauna, Jean Holz, afirma que a Sema busca fazer fiscalização cada vez mais frequente na região e que os agentes estão encarando esse caso como um fato isolado.

“Há muito tempo não tinha ocorrência dessa natureza naquela região. O jacaré é um animal silvestre muito importante e que faz parte da cadeia alimentar do Pantanal. A sua caça é proibida, prevista em lei 9.605/98 dos crimes ambientais”.

Como denunciar crimes ambientais

O cidadão pode fazer a denúncia de crimes ambientais pela Ouvidoria da Sema. As denúncias são sempre anônimas, com absoluto sigilo. A orientação é que se descreva os fatos de forma específica e com detalhes, identificando data de ocorrência, tipo da ocorrência e local.

Veja Também  Secel doa mais de 13 mil livros para Seduc; obras serão distribuídas às escolas do Estado

Para registrar uma denúncia na Ouvidoria da Sema, basta acessar um dos canais de atendimento disponíveis por telefone, e-mail ou pessoalmente.
Telefone: 0800 065 3838
E-mail: [email protected]
Endereço: Centro Político e Administrativo, Rua C, S/N, Cuiabá – MT.

*Supervisão de texto de Renata Prata

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Hospitais regionais serão construídos em terrenos doados por prefeituras; SES trabalha para lançar editais das obras

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) trabalha para lançar os editais de licitação para construção dos quatro novos hospitais regionais, nas cidades de Alta Floresta, Juína, Confresa e Tangará da Serra. As unidades de saúde serão construídas em terrenos doados pelas prefeituras. 

A Superintendência de Obras da SES-MT explica que para a construção das unidades é feita uma parceria com os municípios, que ficam responsáveis por adquirir o terreno e doa-lo para a gestão estadual, que fará a obra. Além disso, antes da construção, as prefeituras devem fazer a sondagem e a topografia da área.

As cidades onde os hospitais serão construídos foram anunciados pelo governador Mauro Mendes e seguirão um padrão de qualidade e modernização das unidades de saúde.

Os hospitais contarão com 141 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

As unidades de Saúde também terão 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Veja Também  MT Prev leva informações sobre previdência estadual para servidores da Seduc

A previsão é que após a licitação e a definição da empresa que irá tocar cada obra, os hospitais sejam entregues em até 24 meses.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses

Publicado


O Governo de Mato Grosso propôs manter o pagamento da verba adicional aos profissionais da Saúde Estadual que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 por mais seis meses. A continuidade da verba foi aprovada em primeira votação nesta quarta-feira (23.06).

Iniciado com a Lei nº 667 e prorrogado pelas Leis nº 678 e nº 684, o benefício vem sendo mantido desde julho de 2020. Após a segunda votação e aprovação pela Casa de Leis, a verba indenizatória entrará em vigor e passará a valer a partir do mês de julho de 2021.

Até o momento, já foram beneficiados cerca de 4,2 mil servidores da Rede Estadual de Saúde. 

O benefício é destinado especificamente aos servidores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 em unidades hospitalares, ambulatoriais e finalísticas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Contudo, a verba adicional não é fixa e está relacionada à situação de cada profissional junto às unidades. 

O benefício também não é válido para os profissionais contratados e remunerados exclusivamente pelo sistema de plantão, pois o valor a ser recebido é exatamente aquele previsto em edital do Processo Seletivo correspondente.

Veja Também  Secel doa mais de 13 mil livros para Seduc; obras serão distribuídas às escolas do Estado
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas