conecte-se conosco


Mato Grosso

Trabalho social realizado pela primeira-dama Virginia Mendes é destaque de revista do Araguaia

Publicado

Mato Grosso


O trabalho social voluntário realizado pela primeira-dama Virginia Mendes é o destaque da Revista Gente, que circula na região do Araguaia. As ações em prol da família, dos mais necessitados e para colocar comida na mesa dos mato-grossenses ganhou repercussão, principalmente, porque elas atendem todo o Estado.

Entre as ações destacadas está o programa Vem Ser Mais Solidário, com a entrega de cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade nos 141 municípios de Mato Grosso. São mais de 430 mil cestas básica já entregue e para este ano serão mais de 500 mil unidades distribuídas a quem está com dificuldades de colocar alimento à mesa.

Por essa ação, a revista destaca que no caso da primeira-dama do Estado, “quem vê cara também vê coração”, principalmente, pelo trabalho voluntário que realiza a frente da Unidade de Ações Social e Atenção à Família (Unaf).

“Fiquei muito honrada pelo recinhecimento, pois a minha missão na gestão é cuidar dos mais vulneráveis e faço com muito amor”, afirmou a primeira-dama.

Veja Também  Hospitais regionais serão construídos em terrenos doados por prefeituras; SES trabalha para lançar editais das obras

Outra ação que é ressaltada na revista é o programa Ser Família Emergencial, idealizado pela primeira-dama e que tem feito a diferença na vida de 100 mil famílias. Pelo programa, as famílias terão direito a R$ 150 por cinco meses. Um auxílio emergencial, que conta com um investimento de R$ 75 milhões, sendo R$ 50 milhões com recursos próprios, R$ 10 milhões de repasse da Assembleia Legislativa e R$ 15 milhões por emenda do senador Jayme Campos.

“Me sinto ainda mais motivada a trabalhar e a dedicar esforços para atender à população que mais necessita de atenção e do Estado. Ver o trabalho ser reconhecido em uma publicação tão renomada do Araguaia, comprova que estamos no caminho certo e trabalhando para todos”, destacou a primeira-dama Virginia Mendes.

Ela ainda afirmou que o foco da gestão é levar assistência de forma igualitária a todos os municípios. “A parceria que temos com as prefeituras do interior, com as primeiras-damas, secretárias de Assistência Social e entidades tem sido o diferencial. A população tem sido atendida porque contamos com essa rede de apoio, em que há pessoas comprometidas em ajudar ao próximo”, ponderou.

Veja Também  MT Prev leva informações sobre previdência estadual para servidores da Seduc

Além desses dois programas, a primeira-dama idealizou e acompanha a execução de programas com foco no atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica, crianças em vulnerabilidade social, idoso que necessitam da atenção do estado e a população indígena. Os programas são: Ser Criança, Ser Idoso, Ser Inclusivo, Ser Família, Ser Indígena, Ser Mulher e Aconchego. Este  programa, o Aconchego, entrega cobertores para pessoas em vulnerabilidade social em todo o Estado.

“Esses progranas sociais estão fazendo a diferença para milhares de pessoas. Estamos olhando e atendendo famílias que estavam invisíveis para a sociedade. É isso que nos move, ajudar a dar dignidade para essas pessoas”, disse.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Hospitais regionais serão construídos em terrenos doados por prefeituras; SES trabalha para lançar editais das obras

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) trabalha para lançar os editais de licitação para construção dos quatro novos hospitais regionais, nas cidades de Alta Floresta, Juína, Confresa e Tangará da Serra. As unidades de saúde serão construídas em terrenos doados pelas prefeituras. 

A Superintendência de Obras da SES-MT explica que para a construção das unidades é feita uma parceria com os municípios, que ficam responsáveis por adquirir o terreno e doa-lo para a gestão estadual, que fará a obra. Além disso, antes da construção, as prefeituras devem fazer a sondagem e a topografia da área.

As cidades onde os hospitais serão construídos foram anunciados pelo governador Mauro Mendes e seguirão um padrão de qualidade e modernização das unidades de saúde.

Os hospitais contarão com 141 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

As unidades de Saúde também terão 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Veja Também  Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses

A previsão é que após a licitação e a definição da empresa que irá tocar cada obra, os hospitais sejam entregues em até 24 meses.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses

Publicado


O Governo de Mato Grosso propôs manter o pagamento da verba adicional aos profissionais da Saúde Estadual que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 por mais seis meses. A continuidade da verba foi aprovada em primeira votação nesta quarta-feira (23.06).

Iniciado com a Lei nº 667 e prorrogado pelas Leis nº 678 e nº 684, o benefício vem sendo mantido desde julho de 2020. Após a segunda votação e aprovação pela Casa de Leis, a verba indenizatória entrará em vigor e passará a valer a partir do mês de julho de 2021.

Até o momento, já foram beneficiados cerca de 4,2 mil servidores da Rede Estadual de Saúde. 

O benefício é destinado especificamente aos servidores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 em unidades hospitalares, ambulatoriais e finalísticas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Contudo, a verba adicional não é fixa e está relacionada à situação de cada profissional junto às unidades. 

O benefício também não é válido para os profissionais contratados e remunerados exclusivamente pelo sistema de plantão, pois o valor a ser recebido é exatamente aquele previsto em edital do Processo Seletivo correspondente.

Veja Também  Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas