conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo investiu R$ 520 milhões de recursos do Fethab Commodities em obras de infraestrutura

Publicado

Mato Grosso


O Governo do Estado já destinou aproximadamente R$ 519,9 milhões de recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), na modalidade Commodities, à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) para a execução de obras rodoviárias em todas as regiões de Mato Grosso. O valor é referente ao investimento feito ao longo de 2020.

Os dados estão disponíveis no site da Sinfra e foram apresentados pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, aos representantes da classe produtora rural e das entidades representativas do agronegócio que compõem o Conselho Diretor do Fethab, durante reunião ordinária do conselho que aconteceu nesta semana.

Do montante de R$ 519,9 milhões, foram aplicados R$ 165,8 milhões em obras de pavimentação de rodovias, totalizando 42 obras. Entre as obras finalizadas no ano passado estão a pavimentação da MT-110 nos trechos de interligação dos municípios de Campinápolis e Novo são Joaquim, além de Alto Garças e Guiratinga, por exemplo.

Já em serviços de restauração foram investidos R$ 95,7 milhões para a realização de 20 obras de recuperação de pavimento.  Um exemplo de obras  concluídas estão a restauração da MT-270, entre Guiratinga e São José do Povo, além da MT-251, entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Já para as parcerias com municípios para obras rodoviárias, foram destinados R$ 85 milhões. 

Além desses recursos, outros R$ 46,9 milhões foram investidos na construção de pontes de concreto de médio e grande portes. Entre as obras finalizadas estão a ponte de 120 metros sobre o rio São João da Barra, na MT-208, em Nova Bandeirante, a ponte de 214 metros sobre o rio Sangue I, na MT-242 em Juara, e a ponte de 180 metros sobre o rio Verde, na MT-222, em Sinop.

Veja Também  "Estamos entregando títulos esperados há décadas pelas famílias em Mato Grosso", afirma presidente do Intermat

Além dos valores aplicados via Fethab, as obras de pavimentação, restauração e construção de pontes também receberam outros recursos oriundos de financiamento com instituições financeiras, como complementação dos investimentos realizados pelo Governo do Estado.

Já à execução dos serviços de manutenção de rodovias pavimentadas e não-pavimentadas o Governo do Estado aplicou um total de R$ 88,6 milhões em recursos do Fethab. Esse foi o serviço custeado integralmente com os recursos de impostos. Além das obras já citadas, também foram destinados recursos do Fethab à supervisão, além de serviços de sinalização e iluminação.

Para exemplificar cada um dos investimentos realizados, o secretário Marcelo de Oliveira apresentou as imagens de algumas das obras finalizadas. Ele lembrou ainda que, do início de 2019 até abril de 2021, o Governo de Mato Grosso concluiu e entregou um total de 1,9 mil quilômetros de obras rodoviárias.

Foram 838,77 quilômetros de novas pavimentações e 855 quilômetros de restauração e outras 63 pontes de concreto. Já em andamento estão outros 883 quilômetros de obras rodoviárias de pavimentação, restauração e construção de novas pontes.

Outros investimentos

Além das obras realizadas, o Governo do Estado também investiu na contratação de novas obras. No ano passado foram realizadas 28 licitações, sendo contratados R$ 619,7 milhões em novas obras e serviços que já estão em andamento ou prestes a serem iniciados.

Além disso, a aprovação e elaboração de projetos para contratação de novas obras também foi realizada. Somente no ano passado foram aprovados 94 projetos de obras rodoviárias, sendo 59 para construção de pontes de concreto, 17 para implantação e pavimentação de rodovias e 18 para outros tipos de obras.  E outros projetos já estão em elaboração.

Veja Também  "O princípio para um casamento duradouro é o respeito", afirma inscrito para o Casamento Abençoado

Entre os meses de janeiro a abril de 2021 foram aprovados 35 projetos de obras rodoviárias, sendo 21 para pontes de concretos e 14 para outros tipos de obras. Em elaboração estão mais 51 projetos, totalizando 1.057,7 quilômetros de novas pavimentações e 51 pontes de concreto.

Transparência

Representando a Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Edeon Vaz Ferreira destacou a importância da apresentação dos resultados e do trabalho executado pelo Governo de Mato Grosso para a melhoria da infraestrutura e logística do Estado.

“Esse é um trabalho extremamente importante. Essa transparência deve ser mantida para que possamos informar a quem efetivamente desembolsou e pagou o Fethab, para que ele saiba o que está sendo feito. Não adianta a gente ver o que está sendo feito, guardar isso conosco e não transmitir essas informações aos associados. Eles precisam saber o que está acontecendo. Obrigado ao secretário. Esperamos que na próxima reunião possamos continuar avaliando o que está sendo feito”, disse.

Também representando as entidades de classe ligadas ao agronegócio participaram os membros da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Instituto de Madeira de Mato Grosso (IMADMT),  Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt) e  Instituto Mato-grossense do Feijão, Pulses, Grãos Especiais e Irrigação (IMAFIR). Participaram ainda representantes das Secretarias de Fazenda (Sefaz) e Planejamento e Gestão (Seplag), além da MT Par e Casa Civil.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Hospitais regionais serão construídos em terrenos doados por prefeituras; SES trabalha para lançar editais das obras

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) trabalha para lançar os editais de licitação para construção dos quatro novos hospitais regionais, nas cidades de Alta Floresta, Juína, Confresa e Tangará da Serra. As unidades de saúde serão construídas em terrenos doados pelas prefeituras. 

A Superintendência de Obras da SES-MT explica que para a construção das unidades é feita uma parceria com os municípios, que ficam responsáveis por adquirir o terreno e doa-lo para a gestão estadual, que fará a obra. Além disso, antes da construção, as prefeituras devem fazer a sondagem e a topografia da área.

As cidades onde os hospitais serão construídos foram anunciados pelo governador Mauro Mendes e seguirão um padrão de qualidade e modernização das unidades de saúde.

Os hospitais contarão com 141 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

As unidades de Saúde também terão 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Veja Também  PM lamenta o falecimento de capitão da reserva remunerada em Barra do Garças

A previsão é que após a licitação e a definição da empresa que irá tocar cada obra, os hospitais sejam entregues em até 24 meses.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estado propõe manter adicional aos profissionais da linha de frente por mais 6 meses

Publicado


O Governo de Mato Grosso propôs manter o pagamento da verba adicional aos profissionais da Saúde Estadual que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 por mais seis meses. A continuidade da verba foi aprovada em primeira votação nesta quarta-feira (23.06).

Iniciado com a Lei nº 667 e prorrogado pelas Leis nº 678 e nº 684, o benefício vem sendo mantido desde julho de 2020. Após a segunda votação e aprovação pela Casa de Leis, a verba indenizatória entrará em vigor e passará a valer a partir do mês de julho de 2021.

Até o momento, já foram beneficiados cerca de 4,2 mil servidores da Rede Estadual de Saúde. 

O benefício é destinado especificamente aos servidores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 em unidades hospitalares, ambulatoriais e finalísticas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Contudo, a verba adicional não é fixa e está relacionada à situação de cada profissional junto às unidades. 

O benefício também não é válido para os profissionais contratados e remunerados exclusivamente pelo sistema de plantão, pois o valor a ser recebido é exatamente aquele previsto em edital do Processo Seletivo correspondente.

Veja Também  Quarta-feira (23): Mato Grosso registra 443.963 casos e 11.796 óbitos por Covid-19
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas