conecte-se conosco


CORONAVÍRUS

Nova secretária de combate à Covid promete “trabalho com evidências científicas”

Publicado

Destaque

 

Luana Araujo, médica infectologista à frente da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19
Foto: Twitter/Luana Araujo

Luana Araujo, médica infectologista à frente da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quarta-feira a médica infectologista Luana Araújo como titular da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, criada na gestão dele para centralizar as ações de combate à pandemia. Ela é formada pela Universidade do Rio de Janeiro e pós-graduada em epidemiologia na Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Em breve discurso, Araújo se solidarizou com as vítimas e familiares da Covid-19, disse ter atuado na linha de frente do combate à doença, ressaltou sua formação na Universidade Johns Hopkins e vocação para “trabalhar com preparo e resposta dos sistemas de saúde ao redor do mundo em relação a pandemias”, prometendo trabalhar com evidências científicas.

— Essa é minha vocação natural, ministro, e fico muito feliz que se alinhe aos objetivos traçados para essa secretaria: trabalho duro, pautado na tecnicidade, nas evidências científicas, buscando sempre soluções eficientes e adaptadas a nossas vulnerabilidades socioeconômicas, de modo a oferecer o que há de mais atualizado e adequado à nossa realidade — afirmou a médica.

Veja Também  Fazendeiros colocam fogo em desmate na região Rural de Nobres

Queiroga destacou que, ao escolher Araújo, seguiu orientação do presidente da República, Jair Bolsonaro, de ter quadros qualificados na pasta. E também ressaltou o fato de a nova secretária ser mulher, afirmando que elas são “sinônimo de eficiência no enfrentamento à pandemia da Covid-19”.

Você viu?

O evento no qual Queiroga anunciou a secretária também foi apresentado pela pasta como um lançamento da Campanha de Conscientização sobre Medidas Preventivas e Vacinação contra a Covid-19. Na ocasião, o ministro interagiu com novos personagens relacionados ao tema: a família do Zé Gotinha. Foi mostrado ainda uma nova página na internet com dados sobre Covid-19.

Em diversos momentos do breve evento Queiroga mencionou cumprir as determinações do presidente Jair Bolsonaro, como, por exemplo, quando afirmou atuar em conjunto com outros ministérios. A ministra Damares Alves, da Mulher Família e Direitos Humanos, e o ministro João Roma, da Cidadania, estavam presentes.

— O presidente sempre teve compromisso com a saúde e com a economia. E nos deu essa incumbência de trabalhar de maneira integrada, com os demais ministérios, para conseguirmos assertividade nas ações de políticas públicas — destacou Queiroga.

Veja Também  Manhã de sábado tem manifestações contra Bolsonaro em diversas capitais
Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Destaque

Denúncia:Autoridades bolivianas são acusadas de criar empecilhos e pressionar pagamento “por fora” para entrar em San Matias Bolívia

Publicado

Autoridades bolivianas do Serviço de Emigração, em San Matias, são acusadas de criar empecilhos no sentido de pressionar estrangeiros a, supostamente, pagar propina, para adentrar ao país, durante a pandemia. Nos últimos dias, além da documentação pessoal, elas passaram a exigir o RT-PCR (exame molecular que identifica o vírus e confirma o covid-19) e até Seguro Internacional de Saúde.

Como na maioria das vezes as pessoas não dispõem, principalmente, do Seguro Internacional, elas são impedidas de adentrar ao território boliviano. A não ser que desembolsem a quantia de R$ 500. Contudo, conforme os denunciantes, as autoridades bolivianas não emitem nenhum tipo de comprovante do pagamento, o que sugere que o valor seja cobrado “por fora”.

Muitos ,principalmente familiares de jovens que estudam em faculdades bolivianas, na cidade de Santa Cruz de La Sierra, assim como trabalhadores que fazem transporte do Brasil para Bolívia, especificamente entre Cáceres e San Matias, tem sido penalizados com a cobrança e tendo, inclusive, que retornar quando não dispõem de dinheiro para pagar.

Veja Também  Polícia inicia perícia em carro incendiado que pode ser de Lázaro

Caso alguém burlar a fiscalização e for pego do lado boliviano é obrigado a pagar uma multa de 20 bolivianos por dia, o equivalente a R$ 18.  Além disso, tanto o Seguro Internacional, quanto o RT-PCR, tem prazo de validade: o Seguro vale por 8 dias, já o RT-PCR 4 dias. Se ultrapassar esse período e for encontrado transitando, com o documento vencido, também paga multa de 20 bolivianos/dia.

Curioso que o pagamento do “tributo”, conforme os denunciantes, só é obrigado na fronteira entre Cáceres e Sant Matias. Informam que na fronteira entre Corumbá e Porto Gijarro não há obrigatoriedade do Seguro Internacional, apenas o RT-PRC, assim como na fronteira entre Pontes e Lacerda a San Ignácio de Velasco.

As denúncias sobre o caso já chegaram a Câmara Municipal. Na manhã desta quarta-feira, 23, os vereadores estarão se reunindo com a consulesa boliviana, Maria Patrícia Chaves Escobar, para discutir sobre o tema. Os vereadores defendem um tratamento mais humanitário entre brasileiros e bolivianos, levando em conta que San Matias  e Cáceres são cidades gêmeas.

FONTE:DIÁRIO DE  CÁCERES

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Batida deixa carro esmagado e três pessoas feridas na 163 em MT

Publicado

Um acidente entre uma picape Strada e duas carretas deixaram três pessoas gravemente feridas. A colisão ocorreu por volta das 10h30, na BR-163, em Sorriso.

De acordo com a concessionária Rota do Oeste, equipes de resgate da própria concessionária e o Corpo de Bombeiros prestaran atendimento às vítimas. Três ocupantes da Fiat Strada prata, placa de Barão de Melgaço, foram socorridos em estado grave e encaminhados ao Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verde.

Os motoristas das carretas saíram ilesos e assinaram termo de recusa de encaminhamento médico.  Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

Comentários Facebook
Veja Também  Idoso com várias passagens criminais é preso pela Polícia Civil por tráfico de drogas
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana