conecte-se conosco


ESTELIONATO

Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá

Publicado

Destaque

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) prendeu em flagrante nesta segunda-feira (10) uma mulher de 34 anos por estelionato praticado contra duas vítimas da cidade de Água Boa, que gerou um prejuízo de R$ 20 mil. A prisão contou com apoio da Delegacia Especializada de Crimes Informáticos (DRCI).

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa nesta segunda-feira e informou que viu a propaganda de um veículo modelo Gol em um classificado na cidade, pelo valor R$ 25 mil, e entrou em contato com o número informado no anúncio. A pessoa que a atendeu informou ser parente do vendedor do veículo e que lhe devia R$ 20 mil, e acertaram a venda do Gol. Diante das informações confirmadas pelo vendedor, a vítima então transferiu o valor. Logo após realizar a transferência, a mulher foi alertada pelo seu esposo de que se tratava de um golpe.

O casal procurou imediatamente a agência bancária solicitando estorno do dinheiro, mas não foi mais possível, uma vez que o valor foi transferido via sistema Pix.

Veja Também  Suspeito de integrar grupo de extermínio é morto a tiros

Os policiais de Água Boa identificaram a titularidade da conta bancária que recebeu o valor, que é de uma pessoa em Cuiabá.

Com base nas informações passadas pela vítima, a equipe da Derf da Capital conseguiu identificar e localizar a suspeita, que trabalha em um hospital particular de Cuiabá. Ao ser abordada pelos investigadores, a mulher negou ter recebido a transferência. Contudo, os policiais checaram que após receber o dinheiro, ela realizou duas transações bancárias para comparsas do crime, uma no valor de R$ 15 mil e outra de R$ 5 mil, a fim de ocultar o dinheiro obtido ilicitamente.

A suspeita forneceu cópias das transferências realizadas e com os dados, os investigadores conseguiram identificar os comparsas.

O delegado Guilherme de Carvalho Bertoli autuou a suspeita por estelionato consumado e representou pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

As diligências da Derf prosseguem para localizar os demais comparsas envolvidos no golpe.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Destaque

Denúncia:Autoridades bolivianas são acusadas de criar empecilhos e pressionar pagamento “por fora” para entrar em San Matias Bolívia

Publicado

Autoridades bolivianas do Serviço de Emigração, em San Matias, são acusadas de criar empecilhos no sentido de pressionar estrangeiros a, supostamente, pagar propina, para adentrar ao país, durante a pandemia. Nos últimos dias, além da documentação pessoal, elas passaram a exigir o RT-PCR (exame molecular que identifica o vírus e confirma o covid-19) e até Seguro Internacional de Saúde.

Como na maioria das vezes as pessoas não dispõem, principalmente, do Seguro Internacional, elas são impedidas de adentrar ao território boliviano. A não ser que desembolsem a quantia de R$ 500. Contudo, conforme os denunciantes, as autoridades bolivianas não emitem nenhum tipo de comprovante do pagamento, o que sugere que o valor seja cobrado “por fora”.

Muitos ,principalmente familiares de jovens que estudam em faculdades bolivianas, na cidade de Santa Cruz de La Sierra, assim como trabalhadores que fazem transporte do Brasil para Bolívia, especificamente entre Cáceres e San Matias, tem sido penalizados com a cobrança e tendo, inclusive, que retornar quando não dispõem de dinheiro para pagar.

Veja Também  Suspeito de integrar grupo de extermínio é morto a tiros

Caso alguém burlar a fiscalização e for pego do lado boliviano é obrigado a pagar uma multa de 20 bolivianos por dia, o equivalente a R$ 18.  Além disso, tanto o Seguro Internacional, quanto o RT-PCR, tem prazo de validade: o Seguro vale por 8 dias, já o RT-PCR 4 dias. Se ultrapassar esse período e for encontrado transitando, com o documento vencido, também paga multa de 20 bolivianos/dia.

Curioso que o pagamento do “tributo”, conforme os denunciantes, só é obrigado na fronteira entre Cáceres e Sant Matias. Informam que na fronteira entre Corumbá e Porto Gijarro não há obrigatoriedade do Seguro Internacional, apenas o RT-PRC, assim como na fronteira entre Pontes e Lacerda a San Ignácio de Velasco.

As denúncias sobre o caso já chegaram a Câmara Municipal. Na manhã desta quarta-feira, 23, os vereadores estarão se reunindo com a consulesa boliviana, Maria Patrícia Chaves Escobar, para discutir sobre o tema. Os vereadores defendem um tratamento mais humanitário entre brasileiros e bolivianos, levando em conta que San Matias  e Cáceres são cidades gêmeas.

FONTE:DIÁRIO DE  CÁCERES

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Batida deixa carro esmagado e três pessoas feridas na 163 em MT

Publicado

Um acidente entre uma picape Strada e duas carretas deixaram três pessoas gravemente feridas. A colisão ocorreu por volta das 10h30, na BR-163, em Sorriso.

De acordo com a concessionária Rota do Oeste, equipes de resgate da própria concessionária e o Corpo de Bombeiros prestaran atendimento às vítimas. Três ocupantes da Fiat Strada prata, placa de Barão de Melgaço, foram socorridos em estado grave e encaminhados ao Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verde.

Os motoristas das carretas saíram ilesos e assinaram termo de recusa de encaminhamento médico.  Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

Comentários Facebook
Veja Também  Novo confronto entre Bope e ladrões de banco, e tem dois mortos e parte de dinheiro recuperado
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana