conecte-se conosco


Cuiabá

Cuiabá abre pré-cadastro para vacinação de pessoas com comorbidades; Confira a listagem da primeira fase deste grupo

Publicado

Cuiabá


Luiz Alves

Clique para ampliar

Nesta terça-feira (04) a Secretaria Municipal de Saúde abriu o pré cadastro da vacinação do grupo de pessoas com comorbidades. Para se cadastrarem, elas devem entrar no site vacina.cuiaba.mt.gov.br e preencher todos os campos obrigatórios.

Na primeira fase deste grupo serão contemplados:

– Pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos;

– Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos;

– Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

Importante ressaltar que gestantes, puérperas e pessoas com comorbidades quando forem se vacinar deverão obrigatoriamente levar um laudo médico comprovando a comorbidade, que deve estar contemplada na lista disponibilizada pelo Ministério da Saúde (anexada ao fim desta matéria). Pessoas que não apresentarem o laudo, ou cuja comorbidade não esteja na lista do Ministério, não serão vacinadas. Da mesma forma, pessoas com Deficiência Permanente precisam levar um documento ou o cartão que comprove o cadastro no Programa de Benefício de Prestação Continuada para serem imunizadas.

Este grupo começará a ser vacinado com a vacina da Pfizer, na sexta-feira (07), no Centro de Eventos do Pantanal. “Pedimos que neste momento apenas as pessoas contempladas dentro deste primeiro grupo de comorbidades faça o pré cadastro no site da vacinação. Entendemos que muitos estão ansiosos para serem imunizados, mas é importante seguirmos corretamente a ordem preconizada pelo Ministério da Saúde, pois o grupo abrange um grande número de pessoas. Estamos realizando a campanha com muita responsabilidade e transparência e precisamos do apoio e compreensão da população para continuarmos este trabalho de maneira rigorosa e organizada”, comenta Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de vacinação em Cuiabá.

Veja Também  Sugestão de pauta: Prefeitura vacina trabalhadores da limpeza urbana, garis e catadores de recicláveis nos dias 13 e 14

CONFIRA AQUI AS COMORBIDADES E SUAS DESCRIÇÕES

Diabetes mellitus – Qualquer indivíduo com diabetes

Pneumopatias crônicas graves – Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).

Hipertensão Arterial Resistente (HAR) – HAR = Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti- hipertensivos

Hipertensão arterial estágio 3 – PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade

Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade

                                                                                       Doenças cardiovasculares

Insuficiência cardíaca (IC) – IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar – Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária

Cardiopatia hipertensiva – Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo)

Síndromes coronarianas – Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras)

Veja Também  Secretário vê dados inconsistentes e relatórios evasivos; Juarez reafirma necessidade de plebiscito por modal

Valvopatias – Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras)

Miocardiopatias e Pericardiopatias – Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas – Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos

Arritmias cardíacas – Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras)

Cardiopatias congênita no adulto – Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados – Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência)

Doença cerebrovascular – Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular

Doença renal crônica – Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular

Imunossuprimidos – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas

Hemoglobinopatias graves – Doença falciforme e talassemia maior

Obesidade mórbida – Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40

Síndrome de down – Trissomia do cromossomo 21

Cirrose hepática – Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C

Comentários Facebook

Cuiabá

Grupo de 45 a 49 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quinta-feira (13)

Avatar

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Pessoas de 45 a 49 anos com comorbidades que já estão cadastradas no site começarão a ser vacinadas a partir desta quinta-feira (13), em Cuiabá. Assim como fez com o grupo de 50 a 54 anos, a Secretaria Municipal de Saúde – SMS decidiu antecipar este grupo prioritário devido ao baixo número de cadastramentos de pessoas com comorbidades no sistema.

“Acreditamos que o baixo número de cadastramentos no site esteja ocorrendo porque as pessoas estão tentando conseguir o laudo médico comprovando a comorbidade antes de se cadastrarem. Para agilizarmos a vacinação, decidimos começar a partir desta quinta a vacinar o grupo de 45 a 49 anos já cadastrados”, comentou a coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira.

Outro motivo desta antecipação é a vacina da Pfizer, que tem características peculiares e precisa ser aplicada de maneira mais célere. “As doses estão guardadas a -20 graus e ela pode ficar até 14 dias nessa temperatura. Após sair deste freezer ela pode ficar guardada entre 2 e 8 graus durante cinco dias. Estamos buscando diariamente apenas as doses para aplicação para cada dia, para evitar desperdício de vacinas. Precisamos usar cada remessa da Pfizer em até 14 dias, por isso foi preciso ampliar o grupo prioritário neste momento”, explicou a coordenadora.

Veja Também  Stopa comemora resultado apresentado pelo viaduto Murilo Domingos: "Nossa conquista é ver a população satisfeita"

A partir desta quinta-feira (13) serão vacinados:

– Pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos;

– Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos;

– Pessoas com comorbidades de 45 a 59 anos;

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 45 a 59 anos.

ATENÇÃO: As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (45 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos com comorbidades, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 45 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível. No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

Veja Também  Grupo de 45 a 49 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quinta-feira (13)

PRÉ CADASTRO PARA NOVO GRUPO

O cadastro para o grupo de 40 a 44 anos com comorbidades será aberto na noite desta quarta-feira (12) no site vacina.cuiaba.mt.gov.br. As pessoas dessa faixa etária que possuem doenças contempladas na lista disponibilizada pelo Ministério da Saúde (encontrada no site da vacinação) poderão fazer o cadastro, devendo prestar bastante atenção na hora de escolherem o grupo de risco. Neste momento apenas o cadastramento estará aberto, posteriormente a agenda para este grupo será liberada. Também poderão se cadastrar gestantes e puérperas sem comorbidades. A Prefeitura divulgará em todos seus canais de comunicação quando a vacinação destes grupos estiver liberada.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Segunda dose da vacina Coronavac passa a ser aplicada somente no Centro de Eventos e UFMT

Avatar

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SM), informa que a partir desta quinta-feira (13), a segunda dose da vacina Coronavac será aplicada somente nos polos do Centro de Eventos do Pantanal, de maneira presencial e UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), no modelo Drive Thru.

A medida foi tomada pela SMS para ter mais controle dos grupos dos trabalhadores da saúde, idosos de 65 a 69 anos e das Forças Armadas, que ainda estão em aguardo pela segunda dose do imunizante, devido a necessidade de novo reagendamento, após a tentativa de fraude no sistema de cadastramento, por pessoas residentes de outros municípios, que tentavam receber a 2ª dose do imunizante na Capital.

Diante disso, A secretaria reforça que as pessoas que já estão com agendamento marcado no cartão, acessem  o site https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/ e imprima o novo QR Code para comprovação, antes de se dirigir ao polo de vacinação. É necessário atenção com a nova data, a fim de evitar congestionamentos no trânsito da capital e aglomeração nos polos.

Veja Também  Dia da Família é lembrado com palestra aos beneficiários do programa Criança Feliz

Outro motivo para as mudanças no calendário de vacinação é a logística de aplicação das vacinas da Pfizer. Com a chegada de mais uma remessa deste imunizante, que tem um prazo pequeno para ser aplicado, a prioridade neste momento é dar vazão a estas doses, para que não se corra o risco de perdas.

Cadastro e agendamento

As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (50 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 50 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível.

No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

Veja Também  Secretaria Municipal de Saúde divulga o 15º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana