conecte-se conosco


Mato Grosso

Membros da CGE participam de curso sobre autoavaliação da atividade de auditoria interna

Publicado

Mato Grosso


Auditores da Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT) participaram, na última semana, de treinamento online promovido pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) sobre avaliação dos resultados da atividade de auditoria interna. O curso teve como base o Modelo de Capacidade de Auditoria Interna Governamental (IA-CM), referencial metodológico de autoavaliação da atuação dos órgãos integrantes do Conaci.

O objetivo do treinamento foi aprimorar o conhecimento técnico sobre a metodologia para permitir a identificação dos fundamentos necessários para uma auditoria interna efetiva, ou seja, que adicione valor aos resultados das instituições públicas e contribua para a melhoria na prestação dos serviços entregues à população.

O responsável pelo treinamento, o coordenador-geral de Métodos, Capacitação e Qualidade (CGMEQ) da Controladoria-Geral da União (CGU), Sérgio Filgueiras, explicou que o método IA-CM, elaborado pelo Instituto dos Auditores Internos (IIA), mede o grau de maturidade das auditorias internas em cinco (05) níveis.

Por isso, no curso, ele apresentou as características para cada nível de capacidade e os elementos da auditoria interna (serviços e funções da auditoria interna, gerenciamento de pessoas, práticas profissionais, gestão de desempenho e responsabilidade, cultura e relacionamento organizacional, estrutura de governança).

Veja Também  Governo de MT vai enviar projeto de lei que vai reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Pela metodologia, a partir do resultado da avaliação, é preciso elaborar um plano de ação que permita à unidade de auditoria interna alcançar o nível de capacidade ideal definido por ela e avançar em sua atuação, principalmente no sentido de agregar valor à gestão pública.

A avaliação, com base na metodologia, deve ser executada periodicamente pelo próprio órgão (autoavaliação) em questão. Nesse contexto, vale destacar que a CGE-MT foi uma das cinco controladorias selecionadas em 2020 pelo Conaci e Banco Mundial para autoavaliar sua atividade de auditoria interna com fundamento no modelo IA-CM. O trabalho foi desenvolvido por duas auditoras da CGE-MT treinadas pelo Banco Mundial e pelo IIA para esta finalidade.

Pela sistemática, a autoavaliação é consolidada em relatório a ser submetido a outro órgão de controle interno que já tenha experiência na aplicação do método para revisão das evidências apresentadas, a fim de justificar os níveis e elementos alcançados.

A ideia é que as autoavaliações sirvam de guia para o estabelecimento de práticas profissionais e procedimentos sustentáveis aplicados conforme os padrões internacionais.

Veja Também  Segunda-feira (17): Mato Grosso registra 384.443 casos e 10.464 óbitos por Covid-19

Mais de 160 servidores, de vários órgãos de controle do país, participaram do treinamento realizado na última semana. O curso teve 16 horas de duração.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Governo de MT vai enviar projeto de lei para reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Avatar

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Veja Também  Governo de MT vai enviar projeto de lei que vai reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo de MT vai enviar projeto de lei que vai reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Avatar

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Veja Também  Secretaria lamenta falecimento de servidor que atuava na Saúde Estadual

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana