conecte-se conosco


TURISMO

Companhia aérea volta a operar voos para Portugal neste domingo

Publicado

TURISMO


source
Empresa planeja atuar em três novos destinos até o segundo semestre de 2021
Divulgação

Empresa planeja atuar em três novos destinos até o segundo semestre de 2021

A Azul está de volta à Portugal. Com o fim do decreto português que suspendia voos entre o país e o Brasil, a companhia retomará suas ligações no próximo domingo (18), com três voos semanais entre Campinas, no interior de São Paulo, e Lisboa. Os voos serão cumpridos com a maior aeronave da frota da empresa, o Airbus A330-900neo, que pode transportar até 298 Clientes.

Mesmo com a liberação dos voos regulares e comerciais, as restrições de acesso de não europeus ou não residentes continuam ativas. Com isso, apenas cidadãos portugueses, da União Europeia ou que tenham residência fixa no país estão aptos a viajar neste momento. Além disso, tanto na partida para Lisboa quanto no deslocamento para o Brasil, os Clientes precisam apresentar teste negativo para Covid-19 por meio do exame RT PCR e terão que fazer quarentena obrigatória de 14 dias em território português. O não cumprimento das regras sanitárias inviabiliza o embarque. Todos os detalhes estão no site da companhia.

Novos protocolos

A Azul reforçou a limpeza de suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo os protocolos sugeridos pela IATA e Anvisa. A companhia também foi a primeira do país a tornar obrigatório o uso de máscaras por Tripulantes e Clientes, tanto a bordo quanto em solo. Em outra iniciativa pioneira, a Azul passou a medir a temperatura dos Tripulantes a cada início de turno, aumentando a confiança em solo e a bordo e preservando a vida e a segurança de todos.

Veja Também  Destino dos famosos: visite os caminhos históricos da Índia

A companhia tem orientado o check-in pelo aplicativo e, para aqueles que precisa despachar a bagagem, sugere o uso das bancadas digitais de autoatendimento, em que o próprio Cliente etiqueta sua bagagem sem contato com a tela dos tablets. Para o embarque, a Azul lançou o Tapete Azul, tecnologia pioneira no mundo, que é composto por um conjunto de projetores e monitores. Por meio de realidade aumentada, projetores no chão formam um tapete virtual colorido e móvel que convida a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. A inovação vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião e, de quebra, contribui para o distanciamento social, já que os Clientes convocados para o embarque ficam a quatro metros de distância entre si.

A bordo da aeronave, lenços umedecidos estão à disposição para uso dos Clientes e dos Tripulantes da Azul e sachês de álcool em gel são distribuídos a todos os viajantes. A companhia também tem utilizado descontaminantes bactericidas que contam com um princípio ativo que elimina vírus e bactérias em 99,99% dos casos.

Veja Também  Campos do Jordão oferece trilhas para quem adora se aventurar sem aglomerar

Além disso, a empresa também adotou o sistema de raio ultravioleta da Honeywell para a limpeza do interior de suas aeronaves. O UV Treatment System é capaz de auxiliar a limpeza do interior de uma aeronave em menos de 10 minutos. A tecnologia representa uma camada a mais de segurança que será gradualmente introduzida na frota da Azul, a primeira empresa aérea da América Latina a trazer essa inovação.

Somando-se a isso e à limpeza dupla nos assentos, mesinhas, bolsão, banheiros, encosto de cabeça, cinto de segurança, janela, paredes e compartimentos superiores, a Azul vem atendendo todas as normas de procedimento de limpeza e desinfecção sugeridas pelas autoridades sanitárias. Já o desembarque é realizado agora por fileiras, evitando as costumeiras aglomerações no corredor no momento de saída da aeronave.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook

TURISMO

Destino dos famosos: visite os caminhos históricos da Índia

Avatar

Publicado


source
Grazi Massafera, Lady Diana e Caio Castro
Reprodução

Grazi Massafera, Lady Diana e Caio Castro

A Índia tem a segunda maior população mundial, 70% das especiarias do mundo e possui mais de 1.721 línguas! A cultura do país é muito rica e serve de inspiração, inclusive, para produções brasileiras como a novela de sucesso “Caminho das Índias”, de Gloria Perez, que mostrava os costumes de lá, além de cenários deslumbrantes de várias regiões.

Com tantos adjetivos, a capital, Nova Delhi, recebe todos os anos uma média de 10 milhões de turistas todos os anos, salvo em períodos críticos como o da pandemia do coronavírus, e atrai muitos famosos brasileiros e internacionais –como Grazi Massafera e Caio Castro, Priyanka Chopra e Nick Jonas, o príncipe William e Kate Middleton e a eterna Lady Di — que se encantaram com a arquitetura e a cultura local. 

Como chegar e quanto custa ir até a Índia? 

Partindo de São Paulo, o turista encontra opções para Mumbai, Nova Dheli, Bangalore, Chennai, Goa e Ahmedabad, e a média da passagem de avião é de R$ 5 mil. 

As viagens contam com uma ou mais paradas e os voos duram cerca de 35 horas. Por conta da Covid-19, é necessário realizar um teste e ficar em quarentena por sete dias após a chegada no país.

Importante: para chegar na Índia, é necessário ter um visto. O turista pode conseguir o carimbo no passaporte presencialmente no consulado ou embaixada, ou também pela internet. Os valores variam entre U$ 10 e U$ 80, ou R$ 52 e R$ 420 na cotação atual do dólar.

Onde se hospedar? 

Explorar os locais do país vai depender do gosto pessoal do turista. Em Mumbai, a maior cidade e centro financeiro do país, por exemplo, as diárias variam entre R$ 600 e R$ 1 mil em hotéis cinco estrelas. Para quem não é muito exigente, é possível encontrar diárias de até R$ 70 em hostels e hotéis de três estrelas.

Em Goa, estado litorâneo entorno do Mar Arábico, as hospedagens custam entre R$ 300 e R$ 1 mil.

Curiosidade: Em Goa, existem muitas pessoas que falam português devido à colonização de Portugal no território. 

O que comer? 

Comida é o que não falta! No país, você encontra diversos alimentos diferentes e deliciosos. A pimenta é muito usada na Índia, então, para quem não gosta do sabor apimentado, vale a pena checar com os vendedores e estabelecimentos locais sobre os pratos mais leves. 

Veja Também  Dupla de turistas é esquecida em roda gigante de Balneário Camboriú

Se está de passagem no país, não deixe de experimentar pratos típicos como a samosa, masala beans, frango iasooni tikka e o curry! Em Mumbai, os restaurantes Nawab Saheb e Delhi Highway são bem avaliados e contam com comida de rua e especialidades. Em Agra, o Tea’se Me tem opções vegetarianas e veganas, além de contar com um ambiente superespecial e despojado.

Quais programas fazer no país? 

O clima do país é bem agradável, mas o período de visitação ficam mais movimentados entre novembro e maio. Existem diversos destinos especiais para explorar no país. Um que não pode ficar de fora da lista é o famoso Taj Mahal, que foi construído por uma história de amor que ganha o coração dos apaixonados até hoje. 

O site do Ministério da Cultura do Governo da Índia disponibiliza a venda de ingressos para uma série de monumentos e museus, mas devido à Covid-19, as vendas estão paralisadas. Acompanhar as festas tradicionais como Diwali, Holi e Ganesh Chaturhi valem muito a pena. Conhecer as cidades de Agra, Bangalore, Calcutá, Nova Delhi, Mumbai e Varanesi, com certeza, irão proporcionar uma experiência incrível no país, além de um verdadeiro tour pela culinária local.


Você viu?

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

TURISMO

10 roteiros de road trip nos Estados Unidos para fazer em até 15 dias

Avatar

Publicado


source
Veja 10 trajetos nos Estados Unidos para fazer a road trip dos sonhos
Pexels/Leah Kelley

Veja 10 trajetos nos Estados Unidos para fazer a road trip dos sonhos













Uma road trip pelos Estados Unidos parece até coisa que só é possível nos filmes , mas a verdade é que as viagens de carro pelo país são muito comuns. Eles são ideais para fazer de carro, moto ou até de motorhome — o iG Turismo já explicou como funciona o aluguel de motorhomes .

Alguns trechos dos roteiros de road trip passam por regiões repletas de lagos, parques nacionais e atrações na costa. Também é possível passar por cenários icônicos do país, como o deserto de Nevada com direito a passadinha em Las Vegas .


Pensando nisso, o player brasileiro de locação de veículos turísticos Mobility fez uma lista com os 10 melhores roteiros para fazer uma roadtrip nos Estados Unidos. A agência explica que as viagens podem durar de 3 a 15 dias ou podem ser feitas por quem quer estender a temporada.

10- Grand Teton National Park, Wyoming


Esse trecho, localizado no estado de Wyoming, é ideal para os turistas que querem conhecer o Parque Nacional de Yellowstone. Por lá, é possível ver as montanhas Teton, reconhecidas por seus picos pontiagudos e de diversos tamanhos, e receber visitas de bisões, águias, alces e coiotes. A biodiversidade do local e os lagos de águas claras também impressionam

É indicado que o turista prepare 3 dias para fazer a viagem e conseguir visitar o parque com tranquilidade. Caso tenha menos tempo que isso, é possível desfrutar da parte principal do parque e fazer outros passeios, como trilhas, caminhadas, canoagem, escalada e pesca.

Fora do Parque Nacional de Yellowstone, existe uma pequena vila com algumas lojas, restaurantes e até mesmo uma estação de esqui chamada Jackson. Lá também há um aeroporto, onde é possível fazer voos para Salt Lake City, em Utah, ou Idaho Falls, em Idaho. Também é possível alugar um carro para se aproximar da Cordilheira Teton.

9- Zion National Park, Utah


Você viu?

Este é um dos destinos mais visitados dos Estados Unidos. O Zion National Park abriga uma formação rochosa com trilhas estreitas e desafiadoras chamada Angels Landing. A área do parque conhecida como The Narrows é uma das mais conhecidas e buscadas, e é o local mais estreito do Zion Canyon, onde é possível ver o rio Virgin.

Além de andar pelas trilhas, sendo elas algumas das mais difíceis dos Estados Unidos, também pode-se cavalgar, fazer escaladas, passeios de bicicleta e barco; além de ser um local perfeito para a observação de aves. É recomendado que o turista fique entre 4 e 5 dias no local. Para conhecer este parque, a hospedagem pode ser em Salt Lake City ou Las Vegas.

8- Oregon Coast Highway, Oregon


Oregon Coast está na beira do Oceano Pacífico
Reprodução/Portal Oregon is for Adventure

Oregon Coast está na beira do Oceano Pacífico

A estrada Oregon Coast tem mais de 580 quilômetros e está na beira do Oceano Pacífico, o que garante a vista de paisagens impressionantes do mar. Ao longo da região, é fácil encontrar vilarejos, praias, montanhas e florestas para explorar.

Veja Também  Campos do Jordão oferece trilhas para quem adora se aventurar sem aglomerar

O trecho com as melhores opções de trajeto é a Highway 101, onde estão localizadas pequenas cidades, como Seaside, e Cannon Beach, uma das praias mais conhecidas do estado. É lá que se localiza a rocha Haystack Rock, que tem 70 metros acima da água. Para aproveitar a região, separe até uma semana para esse trecho. É possível alugar um carro que vai pela Highway 101 no Aeroporto de Portland.

7- Lago Powell, divisa de Utah e Arizona


Que tal visitar um reservatório artificial no Rio Colorado com águas claras, rochas de arenito e areia bem branquinha? É isso que você vai encontrar no Lago Powell, na cidade de Page, que recebe cerca de 2 milhões de pessoas todos os anos. O local é perfeito para quem gosta de passeios de canoa, caiaque e pesca. A região do lago também oferece uma visão deslumbrante do céu estrelado.

As regiões próximas abrigam outros pontos interessantes de visitar, como o Antelope Canyon e o Horseshoe Bend, local onde o rio Colorado se curva e cerca as rochas gigantes. Reserve cerca de 3 dias para aproveitar bastante o local. Para chegar até lá, alugue um carro no Aeroporto de Page ou no Aeroporto Flagstaff Pulliam.

6- Badlands National Park, Dakota do Sul


O parque nacional oferece vista para picos rochosos de cores diferentes e a oportunidade de ver a vida selvagem bem de perto. É possível conhecer bisões, carneiros-selvagens, antílopes e cães-da-pradaria. Também é possível conhecer antigos terrenos fósseis, falésias e pradarias.

O parque possui mais de 100 mil hectares e oferece passeios de carro, bicicleta e a pé. Existem trilhas espalhadas pelo local que atendem a todos os níveis de dificuldade; além de um festival de astronomia que acontece todos os anos e um laboratório de preparação fóssil.

O turista deve reservar dois dias caso queira conhecer o parque todo. É possível chegar até lá pelo aeroporto de Rapid City e continuar de carro até o parque. O trajeto leva em torno de uma hora. O Badlands National Park também é acessível pelos aeroportos de Sioux Falls e Pierre.

Quantos dias e como chegar: Para vivenciar o parque, são recomendados dois dias inteiros, embora com menos tempo também seja possível visitar o Badlands National Park. A opção mais simples de acesso é pousar no aeroporto de Rapid City e seguir de carro, por cerca de uma hora, até o parque; também é possível chegar pelos aeroportos das cidades de Sioux Falls e Pierre.

5- Arches National Park, Utah


O parque é o principal no mundo a reunir arcos naturais de arenito. Neste trecho, o mais legal é deixar o carro de lado e passar boas horas caminhando. Existem trilhas que levam minutos e outras que duram até 5 horas. Os viajantes mais aventureiros podem gostar de escalar ou fazer rapel nos cânions, andar a cavalo ou de bicicleta.

O clima da região é propício para ser visitado em qualquer estação climática. No período da noite, o céu fica bem escuro e torna possível a observação de estrelas. É desejável que o turista separe dois dias para curtir o local. É possível chegar ao Arches National Park pelo aeroporto Grand Junction e o Durango-La Plata.

Veja Também  Aluguel de motorhome: opção para viajar com segurança durante a pandemia

4- Crater Lake National Park, Oregon


O Crater Lake National Park mescla desfiladeiro, duas ilhas e um lago de águas azuis. O Lago Crater, que nomeia o parque, está localizado dentro de um vulcão extinto e é o mais profundo do país.

De carro, é possível rodar a estrada que faz o contorno do lado. O trajeto é repleto de mirantes instagramáveis e com imagens de tirar o fôlego. O turista ainda pode se aventurar em um passeio de barco, bonde e em trilhas na floresta. O ideal é separar três dias para visitar o local. É possível alugar um carro pelos aeroportos de Eugene, Portland e Medford-Rogue Valley.

3- Las Vegas, Nevada


O destino é conhecido em todo mundo por sua aura luxuosa e icônica. A cidade, localizada no meio do deserto de Nevada, tem hotéis incríveis e muitos cassinos, mas também possui aventuras para quem gosta de contato com a natureza e vida selvagem. Isso porque o local tem muitas formações de rochas, em Fire State Park, lagos para a prática de esportes, no Lago Mead, e áreas de conservação nacional, como em Red Rock Canyon.

Se quiser fazer os dois roteiros, é recomendado que a estadia seja de cinco dias. É possível chegar pelo aeroporto de  Las Vegas e alugar um carro, mas também pode-se fazer o trajeto começando por Los Angeles. Assim, dá para aproveitar os ares da costa oeste e se aventurar pela estrada do deserto de Nevada.

2- Bryce Canyon National Park, Utah


O Bryce Canyon National Park é conhecido por ter uma vasta concentração de hoodoos, conhecidos no Brasil como Chaminés de Fada, que são pilares rochosos de diversos formatos e cores. Aqui, é possível ver grandes desfiladeiros que criam a paisagem do local.

O parque nacional possui trilhas que duram de uma a duas horas, mas também é possível explorar de carro e até mesmo a cavalo para aproveitar a paisagem fotogênica. Além dessas atividades, anualmente o parque recebe um festival de geologia e outro de astronomia.

Um dia pode ser o suficiente para conhecer o parque inteiro, caso o viajante não queira fazer as trilhas de longa duração. É possível alugar um carro do Aeroporto de Las Vegas ou de Cedar City.

1- Big Sur e California Coast, Califórnia


Um dos trechos de road trip mais desejados e conhecidos dos Estados Unidos, o trajeto da Costa da Califórnia é feito pela Highway 1, que vai de norte a sul do litoral. O Big Sur é um dos trechos mais belos dessa rota: são 70 km de curvas fechadas, rochedos pontiagudos e praias paradisíacas.

As paisagens são o ponto alto deste roteiro, mas as cidades ao longo dele também podem agregar muito à viagem. É possível ir até San Diego , Santa Barbara, Santa Monica e São Francisco, locais que reúnem praias para todos os gostos, piers e restaurantes.

Para conseguir cumprir com todo esse trajeto, o turista pode reservar de 10 a 15 dias de viagem. É comum que os viajantes que desejam fazer o roteiro aluguem o carro no Aeroporto de Los Angeles e sigam pelo litoral.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana